Servidor é investigado por conceder 132 benefícios previdenciários irregulares

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (4), uma ação conjunta com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia contra fraudes na concessão de benefícios em uma agência do INSS na Bahia.

Segundo as investigações, o chefe da Agência da Previdência Social do município de Sapeaçu concedeu irregularmente benefícios de aposentadoria por idade, pensão por morte e salário maternidade a segurados especiais rurais.

A Operação Palha Grande cumpre dez mandados de busca e apreensão e um de prisão preventiva contra o servidor público responsável pela liberação dos benefícios, que de acordo com a PF, retornavam ao autor do crime por intermédio de despachantes.

Estima-se que o prejuízo causado pela desvio de 132 benefícios supere R$ 2 milhões. Os investigados podem responder pelos crimes de organização , estelionato previdenciário, inserção de dados falsos em sistema informatizado e corrupção ativa e passiva.