WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 28/jan/2021 . 15:28

Líder do governo prevê vitória de Arthur Lira para presidência da Câmara já no 1º turno

Ricardo Barros não arrisca um palpite sobre votação, mas cita estimativa de 300 votos

O deputado Arthur Lira (PP-AL) deve vencer já no primeiro turno de votação o adversário Baleia Rossi (MDB-SP), na eleição para a presidência da Câmara , segundo prevê o deputado Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo  e um dos mais experientes parlamentares da Casa.

Esse é o “sentimento geral” entre os deputados, afirmou Ricardo Barros em entrevista à Rádio Bandeirantes. Ele prefere evitar um placar, mas acredita em algo em torno de 300 votos para o correligionário do Progressistas. Ele não quis endossar estimativas que apontam até 330 votos para Lira.

Para Ricardo Barros, que foi ministro da Saúde no governo Michel Temer, o Brasil vai se tornar o país com mais imunizados no mundo, assim que obtiver uma quantidade maior de vacinas contra o coronavírus.

Uma nova fase de pagamento do auxílio emergencial “não está no horizonte”, segundo o líder do governo na Câmara. O que está no radar, sim, segundo Ricardo Barros, é o aumento do bolsa família, com sacrifício em investimentos, ressalta Ricardo Barros:

Ex-ministro da Saúde, Barros é cotado para reassumir o cargo se o presidente Jair Bolsonaro resolver substituir Eduardo Pazuello, mas ele descartou essa possibilidade, elogiando o desempenho do atual ministro Eduardo Pazuello.

Historicamente, ministros da Saúde ficam em média dez meses no cargo, e a troca frequente “não é boa” para o ministério, diz o deputado Ricardo Barros, que foi um dos ministros da Saúde mais longevos da História, ficando 22 meses no cargo até se afastar para disputar o atual mandato parlamentar.

O líder do governo na Câmara foi entrevistado pelos jornalistas Pedro Campos e Claudio Humberto, no Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes.

Estudo constata infecção simultânea por duas linhagens do coronavírus

Pesquisa é feita com pacientes do Rio Grande do Sul

Publicado em 28/01/2021 – 10:32 Por Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro

 

Um estudo feito com pacientes do Rio Grande do Sul constatou que uma pessoa pode ser infectada ao mesmo tempo por diferentes linhagens do novo coronavírus, que causa a covid-19. A pesquisa foi feita pelo Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) do Ministério de Ciência e Tecnologia, pela Universidade Feevale e pela Rede Vírus.

A constatação foi feita ao analisar amostras de 92 pacientes do Rio Grande do Sul. Pelo menos duas pessoas registraram a chamada coinfecção, ou seja, a infecção simultânea por linhagens diferentes do novo coronavírus. Segundo os pesquisadores, a coinfecção com a variante E484K não havia sido descrita até o momento.

Ainda de acordo com os pesquisadores, a coinfecção é preocupante porque mistura genomas de diferentes linhagens, permitindo recombinações que resultam na evolução do vírus. Apesar disso, os dois pacientes tiveram apenas quadro leve e moderado e estão se recuperando sem necessidade de hospitalização.

Também foi constatada a circulação de cinco linhagens diferentes do vírus no estado, entre eles uma nova, inicialmente denominada de VUI-NP13L. Neste momento, pesquisadores estão estudando essa nova linhagem, o que inclui o isolamento viral e a investigação sobre neutralização ou anticorpos presentes em pacientes infectados e recuperados.

Segundo nota divulgada pelo LNCC, o estudo gera preocupações devido à possibilidade de dispersão dessa linhagem para outros estados e países vizinhos.

Edição: Graça Adjuto

Comunicações e BB fazem parceria para expansão de sinal de internet

Parceria deve aumentar capacidade de alcance do Programa Wi-Fi Brasil

Publicado em 27/01/2021 – 20:18 Por Marcelo Brandão – Repórter da Agência Brasil – Brasília

O Ministério das Comunicações anunciou hoje (27) uma parceria com o Banco do Brasil (BB) para expandir o Programa Wi-Fi Brasil. O acordo foi confirmado após uma reunião entre o ministro das Comunicações, Fábio Faria, e o presidente do banco, André Brandão. A meta é que o BB auxilie o ministério levando pontos de internet para agências em cidades que têm pouca ou nenhuma conexão de internet.

A parceria também prevê a capacitação de clientes para o mundo digital, consultoria em educação financeira e uso dos serviços bancários por produtores rurais. “Queremos unir forças para levar acesso à internet, capacitação aos nossos clientes e colaborar nesse movimento de transformação digital. Estamos discutindo localidades que podem receber o sinal. Com Wi-Fi no campo, por exemplo, o fazendeiro que tiver acesso à internet vai poder fazer suas transações bancárias sem precisar ir até uma agência física”, disse Brandão.

O Wi-Fi Brasil leva internet de alta velocidade ilimitada a locais remotos aonde esse recurso não chega por fibra óptica, nem por sinal de rede móvel de dados. O programa tende escolas, postos de saúde, unidades de segurança pública, aldeias indígenas, quilombos, assentamentos rurais e outros equipamentos públicos.

Ao longo de 2020, foram instalados 12.715 pontos de internet ilimitada. Mais de 80% deles atenderam às regiões Norte e Nordeste. A internet de alta velocidade chegou a mais de 9,5 mil escolas, alcançando 2,6 milhões de estudantes.

O ministro sinalizou que a parceria firmada hoje é apenas o passo inicial, mas comemorou a iniciativa. “O plano está apenas no início, mas esta é uma ideia extremamente válida. A praça é um ponto de encontro na maioria das cidades pequenas, isoladas e distantes dos centros urbanos. E, hoje em dia, levar conectividade, colocar um ponto de Wi-Fi em um lugar desses é como se fosse levar água.”

Edição: Nádia Franco

Nova meta do governo prevê fibra ótica em 99% das cidades brasileiras

Decreto com metas e prazos no setor será publicado amanhã

Publicado em 27/01/2021 – 20:31 Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil – Brasília

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta quarta-feira (27) o decreto que estabelece o novo Plano Geral de Metas de Universalização (PGMU 5) do setor de telecomunicações, válido para o período de 2021 a 2025. A informação foi dada pela Secretaria Geral da Presidência da República. Segundo a pasta, a norma será publicada na edição desta quinta-feira (28), do Diário Oficial da União (DOU), e já passa a valer em substituição ao PGMU 4, que vigorou nos últimos cinco anos. 

A grande novidade do novo plano é a obrigação de que concessionárias de telefonia fixa invistam na implantação de redes de fibra ótica, o chamado backhaul, em 1,5 mil municípios brasileiros que ainda não possuem essa estrutura. O backhaul são redes de alta capacidade e velocidade que permitirão a conexão de localidades à rede nacional de telecomunicações, estas chamadas de backbone, por onde trafegam os dados de internet.

De acordo com o governo, se a nova meta for cumprida, a estimativa é de que a cobertura de internet por fibra ótica alcance cerca 5.500 cidades, equivalente a 99% dos municípios brasileiros até 2024. 

Com o novo plano, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) precisa agora, em um prazo de três meses, elaborar a lista das cidades que deverão ser contempladas na meta.

A Secretaria Geral da Presidência informou ainda que o decreto determina que 1.105 locais ainda sem acesso à banda larga móvel 4G sejam priorizados para receber esse sinal nos compromissos do edital do 5G, previsto para ser lançado no final do semestre. No PGMU anterior, a previsão era de que ao menos 10% desse 1.105 municípios passassem a contar com a rede 4G, mas a meta não foi cumprida e deu lugar à nova meta de estender fibra ótica a novas localidades. 

Edição: Aline Leal

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

janeiro 2021
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia