Juliana Elias, do CNN Brasil Business, em São Paulo

11 de janeiro de 2021 às 19:58 | Atualizado 11 de janeiro de 2021 às 21:02
Onix Joy Hatch, da GM: Investimentos trarão novos modelos e ampliação de tecnologias como wi-fi nativo
Foto: Divulgação

Enquanto a Ford anuncia o fechamento total de sua produção de veículos no Brasil, a General Motors se prepara para aportar novos investimentos e ampliar a produção. 

A GM anunciou que irá retomar em 2021 o planejamento que previa investimentos de R$ 10 bilhões em suas fábricas no país pelos próximos cinco anos, destinados à inovação e também à produção de modelos ainda inéditos no Brasil.

Leia também:
Ford deixará de oferecer Ka e EcoSport; lembre outros carros clássicos da marca
Bahia vai buscar interessados na China pela fábrica da Ford em Camaçari
Calendário de lançamentos da Ford em dezembro indicava fim de fábricas no Brasil

Também faz parte do plano a ampliação da oferta de novas tecnologias nos veículos produzidos pela montadora no país, o que inclui o assistente virtual OnStar e a opção de wi-fi roteado pelo carro.

O plano já havia sido anunciado no começo de 2020, mas acabou não indo para frente com o avanço da pandemia do novo coronavírus e seus impactos sobre a economia. 

Mesmo com uma forte recuperação nos últimos meses, a produção nacional de veículos encerrou o ano passado com um queda de 31,6%, de acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Isso levou a indústria automobilística brasileira de volta aos seus patamares de 2003.

O novo investimento de R$ 10 bilhões da GM, previsto inicialmente para o período de 2020 a 2024, vem na sequência de outros R$ 13 bilhões que já foram realizados no período anterior, de 2014 a 2019.