WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 15/out/2020 . 18:00

O VENENO DA NOITE!

O trabalhador não vota em candidato do patrão.

A menos que seja o Prefeito.

Para garantir a boquinha…

Cartão Social vai trazer recursos para cidadão comprar em Ilhéus, garante Cacá

Com o objetivo de proporcionar assistência às famílias carentes de Ilhéus, a coligação “O Futuro é Agora”, dos candidatos Cacá 11 e Everaldo, anunciou esta semana o maior programa municipal de transferência direta da história da cidade: o Cartão Social Mais Ilhéus.

O compromisso foi firmado em reunião no auditório do Sindicato dos Bancários de Ilhéus, e com a presença do vice-governador da Bahia, João Leão (PP), do vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal Soub (REDE), do deputado estadual Eduardo Salles (PP), e candidatos a vereador pela coligação.

De acordo com Nosso Cacá, esta será a união do desenvolvimento social com o crescimento econômico. “Esses recursos poderão ser usados apenas em estabelecimentos comerciais de Ilhéus, voltados para setores como alimentação, saúde e utensílios de primeira necessidade.

O candidato a vice-prefeito Everaldo Anunciação (PT) lembrou que 42% dos ilheenses vivem com menos de meio salário mínimo. A proposta é que o programa funcione como um auxílio a famílias em situação de vulnerabilidade social, com recursos disponibilizados pela Prefeitura.

“O Cartão Social Mais Ilhéus vai ajudar na complementação de renda e dar mais dignidade a essas pessoas. Além disso, também vai impulsionar o comércio local. Isso é planejar o desenvolvimento da cidade, a geração de empregos e a atração de novos negócios”, concluiu Everaldo.

  Anne Bomfim
Assessora de Imprensa
     DRT/BA 7667
   (73)98841 – 3481/ (73)9833 – 0111

Qual a relação entre a Agenda 2030 e os direitos humanos

No ano 2000, a ONU (Organização das Nações Unidas) implementou o que hoje conhecemos como Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), que buscam enfrentar os maiores problemas sociais do século XXI, sendo eles:

  1. Erradicar a extrema pobreza e a fome;
  2. Atingir o ensino básico universal;
  3. Promover a igualdade de gênero e a autonomia das mulheres;
  4. Reduzir a mortalidade infantil;
  5. Melhorar a saúde materna;
  6. Combater o HIV/AIDS, a malária e outras doenças;
  7. Garantir a sustentabilidade ambiental;
  8. Estabelecer uma parceria mundial para o desenvolvimento.

Além disso, em 2010 começou-se a discutir qual seria a agenda do planeta após 2015, para alcançar os ODM’s. Logo, surgiu os ODS ou Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável, que devem ser cumpridos até 2030 por governos, empresas e pela sociedade civil.

Tais objetivos não podem ser dissociados e se referem às três dimensões do desenvolvimento sustentável: econômica, social e ambiental, sendo eles:

  1. Erradicação da pobreza;
  2. Fome zero e agricultura sustentável;
  3. Saúde e bem-estar;
  4. Educação de qualidade;
  5. Igualdade de gênero;
  6. Água potável e saneamento;
  7. Energia acessível e limpa;
  8. Trabalho decente e crescimento econômico;
  9. Indústria, inovação e infraestrutura;
  10. Redução das desigualdades;
  11. Cidades e comunidades sustentáveis;
  12. Consumo e produção sustentáveis;
  13. Ação contra a mudança climática global;
  14. Vida na água;
  15. Vida terrestre;
  16. Paz, justiça e instituições eficazes;
  17. Parcerias e meios de implementação.

Além disso, por terem que ser cumpridos até 2030, receberam o nome, também, de Agenda 2030.

Dito isso, você pode estar se perguntando o que a Agenda 2030 têm a ver com os direitos humanos. Então, o principal ponto dos direitos humanos é garantir a dignidade da pessoa humana, algo que, para ser alcançado, precisa de políticas públicas efetivas. Tais esforços devem ser mensuráveis e possuir metas, para sabermos que estamos no caminho certo.

Considerando que o objetivo dos ODM’s e ODS’s é alcançar o desenvolvimento sustentável do planeta, vencendo as mazelas da desigualdade social, a Agenda 2030 está estritamente ligada aos princípios dos direitos humanos e à garantia de sua efetividade.

https://www.vlvadvogados.com/

Reforma trabalhista inibiu ações de oportunistas no Judiciário

Segundo o TST, os 2,2 milhões de processos em curso em 2017, antes da reforma, caíram para 1,5 milhão depois de um ano de vigência da lei

A reforma trabalhista foi diretamente responsável pela queda de 32% no número de ações movidas na Justiça do Trabalho apenas excluindo “ações temerárias e infundadas” que deixaram de tramitar. A avaliação é dos fundadores do Instituto Aja, o juiz federal Carlos Haddad e Luís Pedrosa, que destacam a celeridade promovida pela mudança e o fim do incentivo para as “pessoas que buscam o enriquecimento ilícito”. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Pedrosa lembra que a reforma não coagiu profissionais de buscarem a Justiça, mas os priorizou, reduzindo “o número de casos oportunistas”.

Carlos Haddad considera que, além da agilidade, o processo ficou “mais transparente, tanto para empresas, quanto para trabalhadores”.

Notícias Relacionadas

Segundo o TST, os 2,2 milhões de processos em curso em 2017, antes da reforma, caíram para 1,5 milhão depois de um ano de vigência da lei.

Com fim do imposto sindical, projeto de Bebeto propõe outra forma de contribuição ===>>> 15/10/2017

Sábado, 14 de Outubro de 2017 – 14:00

Fonte: Bahia Notícias

Foto: Agência Câmara

Já sem esperança de que o governo federal proponha alguma alternativa para o fim do imposto sindical, centrais que defendem a obrigatoriedade apoiam agora um novo projeto de lei que cria outra forma de contribuição. O texto, de autoria do deputado federal Bebeto (PSB-BA), já está na Câmara. Segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo, com aprovação de assembleias de cada categoria, a taxa prevista seria cobrada a todos os trabalhadores, sejam eles sindicalizados ou não. No entanto, a falta de apoio do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), representa um entrave para o trâmite da matéria na Casa. Diante disso, de acordo com a publicação, sindicalistas organizam manifestações contra a reforma trabalhista para 10 de novembro – data às vésperas da entrada das novas regras em vigor.

QUE REJEIÇÃO É ESSA MEU REI?

A ADEBI JÁ TEVE COLABORAÇÃO DE ADMINISTRAÇÕES ANTERIORES. ===>>> 10/10/2017

O campo de jogo vivia limpinho e arrumado, traves conservadas, iluminação, bolas e torcidas assistindo os babas.

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
outubro 2020
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia