WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 24/jul/2020 . 16:12

CINISMO E IRRESPONSABILIDADE

Manobra eleitoreira. O povo sabe…

Vistoriando o que seu governo abandonou…

Embasa investe R$ 200 mil na ampliação do serviço de esgotamento sanitário no Teotônio Vilela, em Ilhéus

 

 

 

A Embasa está realizando obras de extensão da rede coletora de esgotos no bairro Teotônio Vilela, em Ilhéus, com investimento consolidado de quase R$ 200 mil. A iniciativa vai beneficiar cerca de 300 famílias com o serviço de coleta, tratamento e destinação final dos esgotos domésticos, além de diminuir o lançamento indevido de esgoto in natura no Rio Cachoeira, que deságua na Baía do Pontal.

 

Na Rua do Silêncio, a Embasa concluiu o assentamento de 460 metros de rede e melhorou o arruamento, deixando a pavimentação da via em condições melhores do que as existentes antes da intervenção. O cronograma seguirá, nos próximos dias, contemplando as ruas São Jorge, Santo Antônio, José Ribeiro, das Oliveiras e Domingo dos Reis com mais 825 metros de rede.

 

Durante as visitas técnicas, foi constatada a presença de elevado número de ligações de água que tiveram o fornecimento suspenso antes do início da pandemia. Por isso, a empresa está oferecendo condições especiais de negociação para os clientes em débito, o que permite a regularização dos serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário.

 

“Nossos esforços para que os clientes façam a adesão ao sistema de esgotamento e regularizem o consumo de água ressaltam a importância do bairro para a Embasa. Nesse momento de pandemia, todos devem consumir água com responsabilidade, o que também passa pelo destino das águas servidas dos imóveis Para que o serviço seja efetivado e os benefícios da obra percebidos, os usuários precisam interligar suas instalações sanitárias internas ao ramal domiciliar, em até 90 dias, a partir do recebimento de notificação por escrito”, afirmou o gerente do escritório local da Embasa em Ilhéus, José Lavigne.

 

A Embasa também lembra que são proibidas as seguintes práticas: conectar a drenagem interna da água de chuva do imóvel à rede pública coletora de esgoto, assim como abrir as tampas dos poços de visita, em via pública, para escoamento da chuva. Além de proibidas por lei, essas práticas comprometem o funcionamento adequado do sistema de esgotamento sanitário, causando extravasamento em via pública.

Náutico Praia Clube reabre hoje em Caldas Novas-GO

 

A reabertura do segundo parque do Privé Hotéis e Parques acontece em meio às férias escolares, seguindo todas as normas do Protocolo Operacional para Retomada das Atividades Turísticas de Caldas Novas-GO

Clube Privé

Náutico Praia Clube

 

O Privé Hotéis e Parques está retomando gradualmente as atividades de seus parques aquáticos na cidade de Caldas Novas Goiás. O primeiro a ser reaberto ao público foi o Water Park, no dia 10 de julho, em sequência os turistas também poderão contar com toda a estrutura do Náutico Praia Clube que reabre suas portas hoje, dia 24 de julho, ainda em meio ao período de férias escolares. Já o Clube Prive retoma no dia 7 de agosto. Comprometidos com a segurança de seus visitantes todas as atividades estão sendo coordenadas de perto para que se siga à risca as normativas do Protocolo Operacional para Retomada das Atividades Turísticas.

 

O documento foi aprovado pela Prefeitura Municipal de Caldas Novas-GO através do Comitê Municipal de Enfrentamento ao COVID-19, composto pelos órgãos da Vigilância Sanitária, Secretaria de Saúde, Departamento de Epidemiologia e Ministério Público local. Entre as normas está a operação de apenas 50% de disponibilidade da ocupação total de cada um dos parques aquáticos.
“Nossas atrações foram reformuladas para a promoção de mais segurança. O uso da máscara de proteção facial abrange todos os colaboradores dos parques, até mesmo pelos personagens infantis que agora, animam a criança tomando distanciamento seguro para ambos. A orientação para quem está na água ou andando nos parques também tem sido uma nova rotina para nossos monitores”, ressalta o diretor executivo do Grupo Privé Hotéis e Parques, Leonardo Ortega.

 

Medidas adotadas

 

O Privé Hotéis e Parques, também promove a orientação dos visitantes por meio de cartilhas explicativas em versão de comunicação adaptada para adultos e crianças, manuais de conduta para colaboradores, intensificação da higienização, álcool 70% nos ambientes comuns e EPI´s para colaboradores, controle de acesso, marcação de lugares em filas e nos ambientes, como áreas de alimentação.

 

De acordo com o protocolo, como medida protetiva, crianças de até dois anos não poderão fazer check-in. Outra medida adotada será o monitoramento da temperatura dos turistas. A exceção do uso de máscara ocorrerá somente nas piscinas e no momento de consumo de alimentos ou bebidas em locais reservados e com mesas apropriadas.

 

Uma dúvida constante sobre a reabertura dos hotéis e parques em Caldas Novas também norteiam a questão do contágio do vírus pela água das piscinas. Pesquisa do CDC – Center of Disease Control and Preventions, órgão de saúde dos Estados Unidos, informa que não há evidências de que o vírus que causa a COVID-19 possa ser transmitido às pessoas por meio da água em piscinas, banheiras de hidromassagem, SPAS ou áreas de recreação aquática. A operação e manutenção adequada dessas instalações (incluindo desinfecção com cloro), que está estabelecida no protocolo operacional de conduta, inativam o vírus na água.
Sobre o Privé Hotéis e Parques

 

Com mais de 50 anos de experiência hoteleira, o Privé Hotéis & Parques é referência no ramo de turismo e lazer em Caldas Novas – Goiás. Têm no portfólio sete hotéis que, com conceitos distintos, proporcionam experiências inesquecíveis a quem visita a região, além de três parques aquáticos: Náutico Praia Clube, Clube Privé e Water Park.

 

Denominados Prive Thermas Hotel, Prive Atrium Thermas Residence Service, Prive Boulevard Suite Hotel, Prive Marina Flat & Náutica, Prive Riviera Park Hotel, Prive Ilhas do Lago Eco Resort e Prive Alta Vista Thermas Resort, os hotéis estão estrategicamente localizados e são preparados com todo o espaço e conforto necessários para uma estadia com excelente custo-benefício.

 

Serviço
Atendimento: 0800 62 7575
Redes Sociais

 

Parceiro infiel: 5 sinais de que você poderia estar traindo seu marido

Leia  esse artigo e aprenda a ver o que fazer nessa situação

Tornou-se um fato bem conhecido que as mulheres traem os relacionamentos com a mesma frequência, se não mais que os homens. Embora o estigma seja atribuído com mais frequência ao marido, as esposas não devem se sentir confortáveis e acham que não podem encontrar seus homens. Um parceiro infiel é um parceiro infiel, não importa o sexo.

·         Você deixa de fora partes de uma conversa com um amigo

·         Você é indiferente se outra mulher mostra interesse em seu parceiro

·         Discutir todos os dias é algo que você procura

·         Você não sente mais a necessidade de servir seu parceiro

·         Você não fala com seu marido como costumava

Normalmente, diz-se que as esposas que traem o fazem emocionalmente, e não fisicamente. Embora isso possa ser verdade até certo ponto, é importante também estar ciente dos erros físicos e emocionais que podem levar a um caso. Então, quais são alguns sinais de alerta de que você pode ser menos do que fiel ao seu parceiro? Abaixo estão cinco que voam sob o radar e podem pegá-lo desprevenido, se você não tomar cuidado.

Deixando de fora partes de uma conversa com um amigo

No começo, pode começar inocentemente. Mas não é assim que costuma acontecer. Você e o melhor amigo de seu marido, “Jason”, estão conversando e ele deixa escapar algo inapropriado. Você percebe, mas ignora ou responde com flerte.

Se você é uma mulher que foi traída, ou uma mulher presa num relacionamento sem amor, e que tem vontade de explorar outras coisas no mundo afora, não pense que o mundo não tem outras soluções melhores para você.  É bem comum mulheres se envolverem com homens mais velhos, após vivenciar várias desilusões amorosas, e desempenharem o papel de sugar baby, por que não?

Seja qual for o caso, você não deixa seu homem entrar nessa parte da conversa. Você também falha em verificar “Jason” por seu desrespeito. Esse é um sinal claro de que seu coração ou seu corpo estão se afastando do relacionamento. Se este é você, você pode estar traindo seu marido.

Você é indiferente se outra mulher mostra interesse em seu marido

Se você não se importa que outra mulher esteja tentando se mudar com o seu homem, é provável que você tenha sua própria ação acontecendo ao lado. Escusado será dizer que, se o amor ainda era forte, seu ciúme seria através do telhado.

Mas em algum momento, você perdeu a conexão emocional com seu marido. Você pode não estar fisicamente envolvido com outro homem, mas há alguém que está alimentando seus desejos emocionais. Se este é você, você pode estar traindo seu marido.

Você encontra razões para discutir quase diariamente

Seu marido deixou as meias no chão muitas vezes e você nunca reclamou. De repente, você o leva para a tarefa e ele fica com a boca aberta. Seja na louça na pia, ajudando com as crianças ou deixando o assento no banheiro, há uma discussão que precisa ser feita e você está ansioso para começar.

Enquanto você ri e sorri para outro homem, seu marido precisa lidar com sua raiva e crítica incessantes. Se este é você, você pode estar traindo seu marido.

Você não sente mais a necessidade de servir o seu parceiro

Café da manhã na cama? Não. Jantar na mesa? Não. Chamada de saque tarde da noite? Definitivamente não. As coisas que você fez de bom grado para servir seu parceiro, não deseja mais fazê-las. Eles se tornaram um incômodo ou um aborrecimento para você. Agora, buscar uma xícara de café para “Chris” no trabalho é uma alegria e você não tem problemas em fazê-lo todos os dias. Quando você leva o almoço em casa, assegura-se de que haja mais, caso “Chris” queira algum. Encontrar maneiras de servir a outro homem enquanto seu parceiro é negligenciado não é uma boa aparência. Se este é você, você pode ser um parceiro infiel.

Você não fala com seu marido como costumava fazer

Houve um tempo em que você mal podia esperar para contar ao seu marido tudo o que havia acontecido no seu dia. Vocês dois estavam relaxando no sofá depois de um longo dia de trabalho e conversavam, riam ou choravam e depois conversavam mais um pouco. Hoje em dia, você mal diz mais do que duas palavras para ele o dia inteiro. Se ele tentar iniciar uma conversa, você definitivamente não está interessado.

Basicamente, para que você precisa conversar com ele quando já compartilhou esses momentos com outro homem? Talvez as coisas ainda não tenham ido longe demais, mas seu marido está definitivamente sendo empurrado. Se este é você, você pode estar traindo seu marido.

Não me interpretem mal. Essas coisas com certeza poderiam ser um sinal de insatisfação no relacionamento sem nenhum ato de transgressão. Mas, como eu disse anteriormente, enganar nem sempre é físico. Portanto, tome cuidado com essas ações e com a armadilha potencial que elas representam para o seu casamento. Então, conserte-os.

Bolsonaro já destinou R$ 509 bilhões por medidas provisórias para combater a pandemia

Entre 10 de fevereiro e 15 de julho foram editadas 30 MPs para a abertura de créditos extraordinários

A Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle (Conorf) do Senado lançou um estudo sobre as medidas provisórias (MP) editadas pelo governo com o objetivo de amenizar a crise provocada pela pandemia de coronavírus. Entre 10 de fevereiro e 15 de julho foram editadas 30 MPs para a abertura de créditos extraordinários, no valor total de pouco mais de R$ 509 bilhões.

O estudo da Conorf destaca que, em caso de decretação do estado de calamidade pública, fica dispensada a exigência do atingimento de resultados fiscais. O reconhecimento do estado de calamidade foi aprovado no Senado no último dia 20 de março, em sessão remota, e tem validade até 31 de dezembro deste ano.

Recursos

Notícias Relacionadas

O Ministério da Cidadania foi o principal beneficiado por essas medidas provisórias, com recursos de cerca de R$ 260 bilhões. Os valores foram destinados, principalmente, ao pagamento do auxílio emergencial e a ações de apoio a agricultores familiares

Em segundo lugar vieram estados e municípios, que receberam R$ 79 bilhões. Entre outros objetivos, essas transferências de recursos se destinaram a garantir, nos meses de março a junho, o mesmo patamar nominal de recursos oferecidos em igual período do ano anterior pelos fundos de participação dos estados (FPE) e dos municípios (FPM). Cerca de R$ 10 bilhões se destinaram a ações de saúde e assistência social.

Em terceiro lugar aparece o Ministério da Economia, com pouco mais de R$ 51 bilhões, valor que corresponde a cerca de 10% do total liberado pelo Executivo. Esses valores se destinaram, entre os objetivos, ao pagamento de Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda.

O Ministério da Saúde vem em seguida, com R$ 39 bilhões, destinados, entre outros objetivos, à produção de medicamentos e à estruturação e à operacionalização de centrais analíticas para diagnóstico da doença. O valor também está sendo usado para compra de kits de teste para detecção da covid-19, bem como para ações de ampliação da capacidade de realização de testes. Santas Casas e hospitais filantrópicos receberam R$ 2 bilhões.

Execução

Na visão do senador Fabiano Contarato (Rede-ES), os R$ 509 bilhões autorizados são recursos suficientes para o enfrentamento da pandemia. Ele lembra que os orçamentos da Educação e da Saúde são, respectivamente, da ordem de R$ 101 bilhões e R$ 230 bilhões, para este ano. O senador critica, porém, a execução desses recursos. Segundo Contarato, foram pagos R$ 282 bilhões até o momento. Esse valor, avalia o senador, “mostra uma execução ruim”.

“Isso acontece porque há muita burocracia e despreparo do governo, especialmente no cadastro da população mais vulnerável. É notório que, até hoje, há dificuldades para pagar o auxílio emergencial. No entanto, a verdade cristalina é que, para socorrer bancos, em março, com R$ 1,2 trilhão, o governo foi muito ágil, uma lebre, ao passo que, para socorrer os mais pobres, tem andado lentamente, como uma tartaruga”, lamentou Contarato.

Por outro lado, o líder do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes (MDB-TO), disse entender que nenhum recurso poderá ser considerado suficiente para enfrentar uma pandemia tão intensa como a provocada pelo novo coronavírus. Ele destacou, porém, que o governo vem fazendo o possível.

“É uma coisa inédita no país: nunca tinha acontecido um aporte desse volume para atender a população. Suficiente nunca é, mas é o que é possível no momento”, afirmou Eduardo Gomes. (Agência Senado)

“Vamos ter que buscar fonte de recurso para o Fundeb”, diz Bolsonaro

Fundo foi aprovado na Câmara nesta semana

Publicado em 23/07/2020 – 21:10 Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil – Brasília

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (23) que será preciso buscar uma fonte de recurso para bancar o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Na última terça-feira (21), a Câmara dos Deputados aprovou a proposta de emenda à Constituição (PEC) que torna o Fundeb permanente, elevando o percentual pago pela União dos atuais 10% para 23% até 2026 .   

“É pesado, quem vai fazer Orçamento vai ter que buscar fonte de recurso para isso daí [Fundeb]”, disse o presidente durante sua live semanal transmitida nas redes sociais. “A gente espera que a economia brasileira pegue, porque senão o brasileiro não tem como mais aguentar aumento de carga tributária. Então, vamos ver de onde vai sair recurso para pagar isso daí. A vantagem é que vai se reescalonado a partir do ano que vem. Queríamos dar muito mais, mas seria irresponsabilidade minha e do Parlamento se aprovasse um percentual maior do que esse”.

Segundo o presidente, o governo tentou negociar um percentual menor de complementação por parte da União, por causa da queda nas receitas, mas houve acordo no valor final aprovado. “A equipe econômica queria um percentual menor ou começar em 2022, isso é verdade. Mas, dado o que vinha acontecendo na Câmara, a proposta de 40% [da parte da União], quem negociou pelo nosso lado, em grande parte, foi o [deputado] Major Vitor Hugo e o general Ramos [ministro da Secretaria de Governo], e chegaram nos 23%. Foi uma votação de comum acordo”, disse.

A PEC agora precisa ser votada em dois turnos pelo Senado Federal, com o voto favorável de 49 senadores, para ser aprovada em definitivo.

Fundeb

O Fundeb é a principal fonte de recursos da educação básica, respondendo por mais de 60% do financiamento de todo o ensino básico do país, etapa que vai do infantil ao ensino médio. O fundo é composto por percentuais das receitas de vários impostos. Atualmente, cerca de 40 milhões de estudantes da rede pública são atendidos pelos recursos do financiamento.

Os recursos do Fundeb são distribuídos de forma automática, ou seja, não há necessidade de autorização ou convênios para sua destinação, e periódica, mediante crédito na conta específica de cada governo estadual e municipal.

A distribuição desses recursos é realizada com base no número de alunos da educação básica pública, de acordo com dados do último censo escolar, sendo computados os alunos matriculados. Dessa forma, os municípios recebem os recursos do Fundeb com base no número de alunos da educação infantil e do ensino fundamental, e os estados, com base no número de alunos do ensino fundamental e médio.

Pelo texto aprovado na Câmara, a participação da União no fundo será de 12% em 2021; 15% em 2022; 17% em 2023; 19% em 2024; 21% em 2025; 23% em 2026.

Edição: Fábio Massalli

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
julho 2020
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia