WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 4/jul/2020 . 16:25

BNDES disponibiliza R$5 bilhões para micro, pequenas e médias empresas

Linha de crédito para capital de giro foi estendida até 31 de dezembro

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) alcançou ontem (3) na linha de empréstimo para capital de giro o total de R$5 bilhões para micro, pequenas e médias empresas. O valor estava previsto no plano inicial de enfrentamento ao novo coronavírus, apresentado pelo banco de fomento em março, no início da pandemia de covid-19.

Segundo o BNDES, já foram aprovadas 16.318 operações com 15.094 empresas, que empregam 372.800 pessoas, com valor médio de R$ 318 mil por operação. Como a pandemia ainda não acabou, o programa vai ser ampliado até o fim do ano, com a disponibilização de mais R$5 bilhões.

“Devido ao sucesso da iniciativa, e considerando a extensão da pandemia e dos impactos econômicos para as micro, pequenas e médias empresas, o Banco vai disponibilizar mais R$ 5 bilhões para novos empréstimos pela linha, que terá sua vigência ampliada de 30 de setembro para 31 de dezembro de 2020”, informou o banco.

O BNDES informa que o principal setor econômico contemplado pela linha de empréstimo foi o de comércio e serviços, que adquiriu 79,7% dos recursos, seguido pelo de indústria de transformação (19,5%). O agronegócio ficou com 0,7% dos recursos e a indústria extrativista, 0,1%.

O objetivo do Crédito Pequenas Empresas nesta segunda etapa será o mesmo, segundo o banco. “Oferecer recursos para o uso livre das empresas, de maneira simples e ágil, por meio dos agentes financeiros parceiros (cooperativas de créditos e bancos comerciais, públicos ou privados)”. Atualmente, o BNDES conta com 31 agentes parceiros atuando nos estados.

“Trabalhamos para que o Exército esteja na frente de obras da Fiol já em agosto”, afirma diretor de Engenharia da Valec


Imagem: Whalles Zarur Ascom/Valec

A parceria entre a Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. e o Exército Brasileiro na Fiol está próxima de ser concluída. Esta semana, de 29/06 a 1º/07, em visita técnica ao canteiro de obras do lote 6 da ferrovia, próximo a Correntina/BA, uma comitiva formada por diretores e técnicos da estatal e integrantes do Batalhão Ferroviário do Exército fez um reconhecimento aprofundado do status de construção do lote em questão. O próximo passo é elaborar o orçamento para a execução do Termo de Execução Descentralizada (TED), instrumento que permitirá o convênio entre os dois órgãos.

Exercito na fiol 1
Imagem: Whalles Zarur Ascom/Valec

Os diretores de Engenharia e de Negócios da Valec, Washington Lüke e Jeferson Cheriegate, integraram a comitiva. De acordo com Lüke, o Ministério da Infraestrutura, pasta supervisora da estatal, tem grandes expectativas na concretização da parceria. “Trabalhamos para que o Exército esteja na frente de obras da Fiol já em agosto”, afirmou. Cheriegate participou da visita técnica com uma perspectiva de novos negócios. A viagem incluiu uma ida à ponte sobre o Rio São Francisco, a maior da América Latina, e à fábrica de dormentes da Valec. “Para nós, é fundamental conhecer de perto os ativos que irão compor nosso portfólio comercial, por meio do qual planejamos gerar receitas e maior autonomia à empresa”.

Fiol segue gerando empregos
Em torno de 1000 trabalhadores atuam nas frentes de obra da Ferrovia de Integração Oeste-Leste, no interior baiano. Medidas de segurança e distanciamento social foram adotadas neste período de pandemia causada pelo novo coronavírus. A ordem do Governo do Brasil e do Ministério da Infraestrutura e aliar saúde, emprego e a manutenção das obras de infraestrutura de transportes do país.

Exercito na fiol 2
Imagem: Whalles Zarur Ascom/Valec

Assessoria de Comunicação Social 
Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. 
(61) 2029-6297 
ascom@valec.gov.br 
twitter.com/valec_ferrovias 
instagram.com/valec.oficial

DIÁRIO OFICIAL – EDIÇÕES 136,137,138 DE 01,02,03 DE JULHO DE 2020.

Registros

Registros encontrados: 1371

  • Edição Nº 138

    03/Julho/2020

    Diário Oficial

    Data: 03/07/2020Hora: 20:41

    Portaria CGM n. 015/2020: Divulga o Calendário de Obrigações do Sistema de Controle Interno do Poder Executivo Municipal de Ilhéus (COSCIM), referente ao mês de Julho de 2020

    Errata do extrato do convênio n. 001/2020S do Fundo Municipal de Saúde de Ilhéus, publicado em 30 de junho de 2020 – Diário Oficial Eletrônico | edição n. 134, Caderno I

    Tamanho: 2.427MB

    Visualizar arquivo

  • Edição Nº 137

    02/Julho/2020

    Diário Oficial

    Data: 02/07/2020Hora: 20:47

    Portaria n. 204/2020 do Município de Ilhéus/BA: Dispõe sobre a nomeação de membros para a Comissão Especial Exclusiva de Análise, Acompanhamento e Implementação da Lei Aldir Blanc

    Portaria n. 207/2020 do Município de Ilhéus/BA: Exonera, a pedido, a servidora KAREN MOREIRA ROZEMBERG, matrícula n. 065274

    Extrato do 1º Termo Aditivo de valor – Contrato n. 100/2020S do Fundo Municipal de Saúde de Ilhéus/BA

    Errata do Extrato do contrato – 3º Termo de Renovação – Contrato n. 008/2017-S do Fundo Municipal de Saúde de Ilhéus, publicado em 26 de março de 2020 – Diário Oficial Eletrônico | edição n. 071, Caderno I

    Errata do Extrato do contrato – 3º Termo de Renovação – Contrato n. 024/2017-S do Fundo Municipal daúde de Ilhéus, publicado em 26 de março de 2020 – Diário Oficial Eletrônico | edição n. 071, Caderno I

    Errata do Extrato do contrato – 4º Termo de Renovação – Contrato n. 018/2017-S do Fundo Municipal de Saúde de Ilhéus, publicado em 30 de março de 2020 – Diário Oficial Eletrônico | edição n. 072, Caderno I

    Tamanho: 2.467MB

    Visualizar arquivo

  • Edição Nº 136

    01/Julho/2020

    Diário Oficial

    Data: 01/07/2020Hora: 20:00

    Decreto(s) s/n de exoneração(ões) de servidor(es) público(s) do Município de Ilhéus/BA

    Portaria SUTRAM n. 016/2020: Dispõe sobre a exoneração de servidor para cargo em comissão e dá outras providências

    Portaria SUTRAM n. 017/2020: Dispõe sobre a nomeação de servidor para cargo em comissão e dá outras providências

    Tamanho: 2.315MB

    Visualizar arquivo

Reforma tributária está pronta para ir ao Congresso, diz Guedes

Ministro participou de transmissão ao vivo com empresários

Publicado em 03/07/2020 – 20:29 Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil – Brasília

O ministro da Economia, Paulo Guedes, fala à imprensa no Palácio do Planalto, sobre os 500 dias de governo

A proposta de reforma tributária está “absolutamente pronta” e deve enviada nos próximos dias ao Congresso, disse hoje (3) o ministro da Economia, Paulo Guedes. Ele participou de uma transmissão ao vivo com empresários e também disse esperar que os parlamentares aprovem, nos próximos 90 dias, projetos para atrair investimentos privados ao país.

“[O modelo de reforma tributária] já está pronto. Está absolutamente pronto para ser disparado. Primeiro de janeiro deste ano já estava tudo combinado”, disse Guedes.

No início do ano, o Congresso criou uma comissão mista especial para fundir as duas propostas de reforma tributária da Câmara e do Senado sobre o tema, mas a pandemia do novo coronavírus adiou os trabalhos. O Ministério da Economia apresentaria uma emenda, por meio de um deputado da base aliada, para incluir as sugestões do governo ao texto.

O ministro também prometeu dar prioridade a projetos para estimular investimentos privados, como a proposta que reformula o mercado de gás e a nova regulamentação da navegação de cabotagem. Segundo ele, a aprovação do novo marco legal do saneamento mostra que o Congresso pode aprovar projetos de interesse do governo durante a pandemia e as propostas podem ser votadas em até três meses.

“Tudo isso [projetos para atrair investimentos] pode ser aprovado em 60 a 90 dias. E isso significa destravar os investimentos. Daqui a dois, três meses, se já mudamos o marco regulatório agora, os investimentos já estão sendo disparados”, declarou o ministro.

Após o fim da pandemia, Guedes informou que o governo pretende dar prioridade a projetos para gerar renda e emprego. Ele mencionou a recriação da carteira verde-amarela, novo regime de trabalho com menos direitos trabalhistas para empregados jovens válido por dois anos, e a unificação dos programas sociais por meio do Renda Brasil.

Segundo Guedes, o novo programa social deverá medidas como Imposto de Renda negativo e microcrédito para cerca de 38 milhões de trabalhadores informais que não tinham acesso a nenhum benefício social.

“Ele [o trabalhador informal e autônomo] basicamente era um invisível. Nós agora vamos dignificar esse trabalho. Uma pessoa que pode ganhar R$ 500, R$ 600, R$ 700 trabalhando, em vez de recorrer a R$ 200 do Bolsa Família. Deixa ele continuar livre, mas agora com apoio de microcrédito, com imposto de renda negativo, com programas de aperfeiçoamento. Temos que dar a mão e dignificar o trabalho deles, em vez de ignorá-los”, acrescentou o ministro.

Em relação à reforma do pacto federativo, que previa a reformulação do Estado brasileiro e a descentralização de recursos para estados e municípios, Guedes disse que a proposta se tornou menos prioritária com a pandemia de covid-19. No fim de junho, o governo tinha anunciado que havia desistido da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial e que reformularia a PEC do Pacto Federativo.

Edição: Fábio Massalli

contador free
nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia

julho 2020
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia