Damous e Santa Cruz discordam sobre concessão da carteira de advogado ao ex-juiz

Criador e criatura divergem sobre a entrega de carteira de advogado a Sérgio Moro. De um lado está Wadih Damous, ex-presidente da OAB-RJ que inventou a candidatura à sua sucessão de Felipe Santa Cruz, a quem chamava de “poste”. Do outro lado está Santa Cruz, que rompeu com seu criador e acabou presidente nacional da entidade. Após tomar posse no cargo em evento no Teatro Municipal do Rio (cedido por Sergio Cabral, seu amigo), Santa Cruz rompeu com Damous, que o inventou. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O petista Damous, ex-deputado federal, é contra a entrega da carteira a Moro. Já Santa Cruz, para fustigar o presidente Jair Bolsonaro, é a favor.

“Espero que a OAB não conceda a carteira a Moro”, reafirma Wadih Damous. “Para ser advogado tem que honrar a advocacia”.

Notícias Relacionadas

O ex-deputado acha também que Moro “não tem nem cacoete de advogado”. Para Santa Cruz, o ex-juiz “tem todo direito à carteira”.