WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa

:: 20/maio/2020 . 22:46

Ministério da Saúde apresenta novo protocolo para uso da cloroquina

Medicamento será usado em pacientes com covid-19 no Brasil

 Por Agência Brasil – Brasília

Nesta quarta-feira (20), representantes do Ministério da Saúde participaram de entrevista sobre a pandemia de covid-19 no Brasil. 

O secretário-executivo substituto Élcio Franco afirmou que subiu para 6.142 o número de leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid-19 no Brasil. 

A secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, falou sobre a orientação para prescrição e uso precoce das medicações de cloroquina e hidroxicloroquina.

Veja na íntegra

Boletim do Ministério da Saúde, divulgado ontem (19), mostra que a covid-19 já infectou mais de 271 mil brasileiros; 39% dos pacientes estão recuperados; 17.971 mortes foram registradas.

Ministério da Saúde inclui cloroquina em tratamento de casos leves da doença

O Ministério da Saúde incluiu hoje (20) a cloroquina, e seu derivado hidroxicloroquina, no protocolo de tratamento para pacientes com sintomas leves de covid-19. De acordo com o documento divulgado pela pasta, cabe ao médico a decisão sobre prescrever ou não a substância, sendo necessária também a vontade declarada do paciente, com a assinatura do Termo de Ciência e Consentimento.

O governo alerta que, apesar de serem medicações utilizadas em diversos protocolos e de terem atividade in vitro demonstrada contra o coronavírus, ainda não há resultados de “ensaios clínicos multicêntricos, controlados, cegos e randomizados que comprovem o beneficio inequívoco dessas medicações para o tratamento da covid-19”.

Governo destina R$ 10 bilhões para ações contra novo coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro editou medida provisória (MP) que libera R$ 10 bilhões para o Ministério da Saúde para ações de enfrentamento ao novo coronavírus, causador da covid-19, no país.

Governo de São Paulo quer contratar 4,5 mil leitos privados

Prevendo um colapso no sistema de saúde em três semanas por causa da pandemia do novo coronavírus, o governo de São Paulo fez um chamamento público para contratar 4,5 mil leitos da rede privada, sendo 1,5 mil apenas de unidades de terapia intensiva (UTI). O chamamento público foi publicado no Diário Oficial de hoje (20) e prevê investimento de R$ 594 milhões.

A Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo deve pagar uma diária de R$ 1.600 por dia nos leitos de UTI, com previsão de um total de 270 mil diárias. Para as vagas clínicas, a remuneração será de R$ 1.500 por cinco dias ou mais, com previsão de 108 mil diárias.

Edição: Liliane Farias

ATÉ QUANDO VAI CONTINUAR ESSA ENGANAÇÃO?

Era obra pra 60 dias, e lá se vai quase um semestre.

Comerciantes faliram ou mudaram de ramo. 

E o tempo de alegria e orgulho no peito continua.

ATÉ NO PRESÍDIO O CALOTE JÁ CHEGOU? – WHATSAPP

O MAIOR NAVIO DO MUNDO ESTEVE EM ILHÉUS – GOZAÇÃO

Numa missão secreta e sigilosa, o imenso cargueiro aportou, descarregou e zarpou.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, acompanhou nesta terça-feira (19) a montagem dos kits de alimentação destinados aos estudantes matriculados na rede municipal de ensino. São mais de 90 mil toneladas de alimentos e 22 mil estudantes beneficiados. De acordo com a secretaria municipal de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), a entrega será iniciada nesta quinta-feira (21) pelas escolas da zona rural. 

Apenas três estados não têm protocolo que usa cloroquina contra Covid-19

Fora Acre, Goiás e Roraima, todos os outros, até SP e RJ, fazem uso do medicamento

Acre, Goiás e Roraima são os únicos estados brasileiros onde não há protocolo ou recomendação de uso de cloroquina/hidroxicloroquina no tratamento ao coronavírus. A briga sobre usar ou não os medicamentos fica apenas na mídia, com governadores tentando se colocar como os verdadeiros opositores do presidente Jair Bolsonaro, mas a maioria, incluindo São Paulo e Rio de Janeiro, os usam em pacientes graves. A informação é da coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

João Dória adora criar frases de efeito para parecer a “voz da razão”, mas na hora da verdade recorre à cloroquina defendida por Bolsonaro.

Mato Grosso e Tocantins avaliam caso a caso e o Amapá usa em casos leves. O Amazonas não só usa como fez até testes sobre a dosagem.

Notícias Relacionadas

Anac recomenda fim de serviço de bordo em voos nacionais

Agência também sugere distância nas filas de embarque e check-in

Publicado em 19/05/2020 – 22:10 Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Os voos nacionais devem suspender o serviço de bordo, recomendou a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Caso os alimentos sejam servidos, devem vir em embalagens individuais e higienizadas uma a uma antes de serem entregues. A recomendação também vale para voos internacionais que partem do Brasil.

A Anac atualizou os protocolos sanitários nos voos e nos aeroportos com regras que valem a partir desta terça-feira (19). Nas filas de check-in e de embarque, os passageiros deverão manter distância mínima de dois metros. O uso de máscaras tornou-se obrigatório por funcionários e passageiros, nos aeroportos e durante os voos.

Os procedimentos de desembarque foram alterados para evitar aglomerações. Em vez de saírem do avião ao mesmo tempo, os viajantes deverão desembarcar por fileiras, começando pelos assentos à frente. Os embarques remotos demorarão mais. Os ônibus que levam os passageiros deverão ter ocupação máxima de 50%, o que levará à realização do dobro de viagens.

Embora tenham sido atualizados pela Anac, os novos protocolos sanitários foram elaborados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Balanço

Durante o mês de maio, foram realizados até agora 1.254 voos nacionais por semana, o que significa queda de 90% em relação aos 14.781 da média para o mês. No mercado internacional, praticamente todos os voos foram suspensos. Apenas viagens de transporte de carga e voos de repatriação de brasileiros estão sendo realizados.

A Anvisa desaconselha viagens aéreas para as cidades com o maior número de casos e de mortes. Estão na lista as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Fortaleza e Manaus.

Edição: Liliane Farias

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
maio 2020
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia