WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 10/fev/2020 . 19:50

MARIELLE ALIMENTANDO NARRATIVAS DE OTÁRIOS!

O VENENO DA NOITE!

Político sem votos, é igual a casca de jaca.

Nem jegue quer.

Paciência…

QUAL A CAUSA DA DESISTÊNCIA DA EMPRESA QUE IRIA OPERAR O MOINHO EM ILHÉUS? ===>>> 16-08-2017

O aluguel de 96.000 reais imposto pela Codeba, me foi informado.

Mais ainda, por interferência de um Senador inimigo de Ilhéus, para que não impactasse as operações do Moinho de Salvador!

Foto do Google.

 

NOSSO PAPA PRECISA DE OXIGÊNIO

Ele também vai ao Vaticano, visitar o outro?

 

Bento 17, triste…

SERÁ QUE AGORA VAI?

 

Agência Brasil explica: quem tem direito a isenção para comprar carro?

Autistas e pessoas com deficiência podem comprar veículo sem imposto

Autistas e pessoas com deficiência física, visual e mental – severa ou profunda – têm direito, por lei, a isenção de impostos na compra de veículos automotores. O benefício também é válido para os responsáveis pelas pessoas que se encaixam nessa classificação. O desconto só é válido para a compra de veículos novos.

Os tributos que deixarão de ser cobrados são: o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), o Imposto sobre Operações de Crédito (IOF), o Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS), e o Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores (IPVA).

A isenção do IPVA e do ICMS só ocorrerá na compra de veículos que custem até R$ 70 mil. Acima desse valor, apenas os tributos federais, IPI e o IOF, não serão cobrados. No caso desse último (IOF), a isenção não é válida para as pessoas com deficiência visual, mental ou autistas – que por essa razão não estão aptas a dirigir – por falta de previsão legal.

Para dar entrada no processo de solicitação da isenção é necessário seguir os seguintes passos:

1º passo – providenciar Carteira Nacional de Habilitação especial

A pessoa com deficiência deverá, inicialmente, solicitar a carteira de habilitação de portadores de deficiência (CNH Especial). Para obter esse documento, o caminho é procurar o Detran do estado em que o interessado reside. No entanto, se a compra do veículo for feita por um responsável pela pessoa com deficiência, a alteração na CNH não será necessária.

2º passo – solicitar isenção de impostos federais (IOF e IPI)

A solicitação da isenção dos impostos federais é feita exclusivamente pelo Sistema de Controle de Isenção de IPI/IOF (Sisen), disponível na página da Receita Federal na internet. A lista de deficiências englobadas pelo benefício podem ser encontradas aqui.

Para a concessão da isenção, serão exigidos um laudo de avaliação emitido por prestador de serviço público de saúde (ou por serviço privado de saúde, contratado ou conveniado, que integre o Sistema Único de Saúde), pelo Detran ou por suas clínicas credenciadas, ou por intermédio de serviço social autônomo, sem fins lucrativos, criado por lei, caso não tenha sido emitido laudo de avaliação eletrônico; e certidão de nascimento atualizada do beneficiário, na qual esteja identificado o seu responsável legal, no caso de requerimento transmitido por tutor ou curador.

3º passo: solicitação de isenção de IPVA e ICMS

Para ter o abatimento dos tributos estaduais IPVA e ICMS, o interessado deverá procurar a secretaria de Fazenda do estado em que reside ou unidade do Detran. No estado de São Paulo, o pedido de isenção pode ser feito eletronicamente por meio do site da Secretaria de Fazenda.

Preços

Os descontos no valor dos carros varia de montadora para montadora. Algumas marcas, além do abatimento dos impostos, concedem descontos para pessoas com deficiência. Por exemplo, o Chevrolet Cobalt 1.8 tem preço de tabela R$ 69.990. Para as pessoas com deficiência, ele sai R$ 48.439. Já o Jeep Renegade Longitude a diesel tem preço de tabela R$ 137.290. Para pessoas com deficiência, sai a R$ 103.242.

Edição: Denise Griesinger

‘Documentário de ficção’ brasileiro perde, e filme produzido por Obama leva o Oscar

Herdeira de empreiteira da Lava Jato diz que fatos distorcidos em seu filme são ‘visão pessoal’

À falta da categoria de “documentário de ficção”, no Oscar, até porque o gênero não existe, o “documentário” Democracia em Vertigem da herdeira milionária Petra Costa, contrariou as expectativas geradas por setores ligados ao PT e acabou derrotado.

O documentário vencedor, American Factory, da diretora Julia Reichert, considerado o favorito desde as indicações, foi produzido pelo ex-presidente  norte-americano Barack Obama. Ao receber a estatueta, a documentarista repetiu uma frase do “Manifesto Comunista”: “Trabalhadores de todo o mundo, uni-vos”.

Em seu “documentário”, a diretora brasileira distorceu os fatos, para dizer o mínimo, sobre a derrocada dos governos do PT em razão dos escândalos de corrupção, e ainda criou versão fantasiosa para impeachment de Dilma Rousseff. Quando confrontada com as inverdades do seu “documentário”, a diretora sempre alegou que seu vale-tudo particular era apenas “uma visão pessoal” sobre o tema.

Herdeira milionária da empreiteira Andrade Gutierrez (é neta de um dos fundadores, Gabriel Andrade), enroladíssima na Lava Jato, ela se apresenta como “de esquerda” e sugere em seu filme que a ex-presidente Dilma foi derrubada pelos bancos, que não aceitariam sua decisão de reduzir os juros.

Pedra Costa esconde o fato de que Dilma insistiu no convite para que o presidente do Bradesco, maior banco privado brasileiro, Luiz Carlos Trabuco, assumisse o Ministério da Fazenda. Também escondeu que, diante da recusa, Trabuco foi solicitado por Dilma a indicar alguém para o cargo, e por essa razão o então diretor superintendente do mesmo Bradesco, Joaquim Levy, virou ministro da Fazenda do governo petista.

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
fevereiro 2020
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia