WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 5/jan/2020 . 15:59

Ano bissexto: nascimento no dia 29 exige registro na data certa

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

2020 é o 504º ano com 366 dias da Era Cristã

Publicado em 05/01/2020 – 09:43

Por Gilberto Costa – Repórter da Agência Brasil  Brasília

Independentemente de ser um ano bom ou ruim, 2020 vai demorar mais a passar. O ano é bissexto, tem 366 dias, o dia 29 de fevereiro a mais, excepcionalmente. Um fenômeno que ocorre, de quatro em quatro anos, pela quingentésima quarta (504ª) vez na Era Cristã, mas ainda provoca curiosidade, causa brincadeiras e vira pauta de matéria.

O ano bissexto foi criado pelos romanos na época do imperador Júlio César para adequar o calendário ao tempo que a Terra leva para dar uma volta completa em torno do Sol. A translação (volta ao redor do Sol) não é feita em exatos 365 dias, mas sim em 365 dias, cinco horas, 48 minutos e 46 segundos. Essa fração de tempo é arredondada para seis horas e é compensada no ano bissexto, já que seis horas, em quatro anos, são 24 horas, ou seja, mais um dia.

“Um dia a mais é uma compensação humana para as exigências da natureza, relativa ao movimento de translação da Terra que produz as estações do ano. Convencionou-se o acréscimo de um dia ao mês de fevereiro, sendo o 29º dia, auge do inverno no Hemisfério Norte e do verão no Hemisfério Sul”, explica a jornalista e astróloga Aline Maccari que mantém site na internet para falar de signos, mitologias e até psicologia junguiana.

Segundo ela, a década que se inicia com a repetição de dois números (2020) num ano bissexto aumenta a mística e torna o ano “ainda mais exótico”, mas não merece predições negativas. “O ano contendo 366 dias pode ser, para alguns, sinal de mau agouro, por terminar em 66, faltando apenas mais um 6 para que se tenha o número da chamada besta: 666. Uma tolice sem tamanho que não corresponde nem à realidade ao nosso redor, nem à realidade psíquica profunda, a não ser que queiramos reviver as nossas mais obscuras e inúteis superstições”, critica.

Aniversário em 29/2

A astróloga assinala que é “curioso imaginar que diante de tais ajustes [de calendário] podemos ter mais aniversários e acontecimentos piscianos neste ano e a sua supressão nos demais”. A data de 29 de fevereiro sempre mereceu brincadeiras de amigos e familiares do veterinário brasiliense Otaviano Pietricovsky de Oliveira, 55 anos. “Tive meu primeiro filho com 28 anos. Ele dizia que foi com sete anos. E a partir de um determinado momento, falava que ia ficar mais velho que eu”, conta. A brincadeira do filho era dividir a idade do pai por quatro, visto que a data só entra na “folhinha” a cada quatro anos.

Também de zombaria, os colegas de infância da auxiliar de enfermagem Vilma Mattos Sousa, gostavam de dizer: “a gente tem a data na folhinha, mas você não tem”, recorda-se hoje com 59 anos e moradora em São Vicente (SP). Com passar dos anos, as brincadeiras vinham nos cartões de aniversário. “Eu recebia cartão escrito ‘28 ou 29 de fevereiro’ na data. Sempre levei isso na esportiva”.

“Eu lembro ter chorado e falado para a minha mãe que meus amigos iam me ultrapassar”, conta o argentino Miguel Ángel Gómez, 43 anos, casado com uma brasileira na província de Santa Fé (Argentina). Sem nenhum trauma infantil, Miguel tirou proveito, na vida adulta, de nascer em um dia que na maioria das vezes não está no calendário. “Quando não tem [o dia 29] e dava para fazer mais festa, comemorava dois dias: a noite do 28 e no dia 1º, e recebia presentes a semana toda.”

Signo e lei

Miguel, Vilma e Otaviano e todos os nascidos em 29 de fevereiro são do signo de Peixes. De acordo com a astróloga Aline Maccari, o signo “guarda em si a narrativa do final, sendo o signo relacionado ao auge da evolução espiritual, ao fim da vida física, à velhice, sabedoria, a morte, o desencarne ou a conclusão de outros ciclos, como o término de um relacionamento ou mesmo de um projeto profissional. Se a vida dos piscianos já tem qualquer coisa de fantástica, uma vez que são regidos por Netuno, o deus das profundezas inconscientes, nascer no dia 29 de fevereiro contribui para mais uma informação sui generis a respeito do sujeito”.

Apesar de 29 de fevereiro ser mais episódico que os demais dias do calendário, as pessoas nascidas nesta data devem ter o dia exato na certidão de nascimento, feita a partir da Declaração de Nascido Vivo (DNV), emitida por profissional de saúde responsável pelo acompanhamento da gestação, do parto ou do recém-nascido, inscrito no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde – CNES ou no respectivo Conselho profissional.

Conforme a Lei nº 12.662/2012, a DNV deverá conter nome e prenome do indivíduo; sexo, dia, mês, ano, hora e município de nascimento. “Se a data for alterada é falsidade ideológica”, informa Paulo Henrique de Araújo, diretor de registro civil da Associação dos Notários e Registradores do Distrito Federal.

Edição: Bruna Saniele

Câmara atual não representa nem a metade dos votos dos eleitores

Os 513 deputados em exercício somam apenas 48,8% dos votos válidos nas eleições de 2018

Os deputados federais, responsáveis por analisar e propor mudanças na legislação, representam menos da metade dos eleitores que foram às urnas em 2018. Foram 107.050.673 votos válidos, mas somados os desempenhos dos titulares são 53.220.501 votos, equivalente a 49,7%. A representação atual é ainda menor (48,8%) devido à substituição de 20 deputados por suplentes com votações menores. Presidente da Câmara há quatro anos, Rodrigo Maia (DEM-RJ) teve só 74 mil votos. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Os 513 deputados somados tiveram menos votos que o presidente Jair Bolsonaro, eleito com 57.797.847 votos; 55,1% no segundo turno.

O partido mais votado foi o PSL, cujos 52 deputados eleitos obtiveram 7,6 milhões de votos. O PT ficou em segundo, com 6,1 milhões.

Notícias Relacionadas

Os partidos com o menor número de votos, PPL, DC e Rede, elegeram apenas um deputado, com 66.343, 50.284 e 8.491, respectivamente.

Filho do presidente, Eduardo Bolsonaro foi reeleito em São Paulo com 1,8 milhão, tornando-se o deputado mais votado da História do Brasil.

NO TEMPO QUE DON DON JOGAVA NO ANDARAÍ


MALHA FINA DO JORNAL A REGIÃO.

4.Janeiro.2020 

De rabo pra lua

Cuma pode ser tudo, menos azarado. Condenado à cadeia num processo, e a devolver montanha de dinheiro em outros, continua impune. Suspeito de mandar matar um jornalista, sequer foi investigado. Inelegível, se elegeu… 

Caixa forrado

Agora, em pleno ano eleitoral, Itabuna vai receber uns R$ 7 milhões extras do governo federal como partilha da venda do pré-sal. O dinheiro chega em janeiro. Resta saber quanto dessa grana vai sobrar para investir na cidade. 

Chovendo dinheiro

O prefeito de Ilhéus, Valdenilton Marão, é outro que vai se lavar no ano eleitoral. Já começa com R$ 6 milhões do repasse federal. É dinheiro extra, fora os reforços que vem vindo dos ministérios de Bolsonaro. Vai se lambuzar. 

Criminoso como atração

brunoA busca por holofotes e marketing popular pode cegar a pessoa. O deputado Pastor Tom quer contratar para o Flu de Feira o goleiro Bruno, assassino condenado por retalhar e esconder o corpo da namorada porque estava grávida. 

Tá faltando honesto?

Que tipo de mensagem um clube de futebol passa ao colocar em campo um assassino frio e cruel para ser aplaudido por sua torcida? Por acaso não existe nenhum outro goleiro honesto e sem ficha criminal para contratar? 

Barcelona rejeitou

Mais novo clube baiano, o Barcelona FC preferiu ouvir seus torcedores e parceiros, recebendo como resposta uma montanha de opiniões negativas. “Diante disso, comunicamos que foram abortadas as iniciativas”, afirmou o boss Weliton Nascimento. 

Companheiro assaltante

O vereador Robinson Vinhas (PCdoB), de Porto Seguro, foi assaltado no Réveillon. Confiante na parceria que seu partido sempre teve com “aquele” outro partido, de assaltantes, ele espera que o ladrão “se sensibilize” e devolva o celular… 

Partido par-ti-do

Se tem um partido embolado em Itabuna é o MDB. A executiva estadual quer lançar Charliane a prefeita. Ricardo Xavier quer a mãe, Marluce. Cavalcante e Zacarias querem eles mesmos. E Fernando Vita quer continuar vice de Cuma. 

Comparado com…

Nota besta da Prefeitura de Ilhéus fazendo campanha antecipada do prefeito: “Quase tão esperado quanto as atrações, o prefeito Mário Alexandre passeou pelo circuito”. Como as atrações foram as piores da década, pode até ser. 

Quase pronta…

Faltam dois anos para o governador Rui Costa (PT) inaugurar a duplicação da rodovia BR-415. Pelo menos essa foi a promessa (falsa), feita seis vezes desde 2014. Antes dele, Jaques Wagner já tinha prometido a obra desde 2009. 

Uma vigarice

Em uma das farsas, Rui Costa torrou dinheiro público em um evento, com Lordão e tudo, onde “assinou” uma ordem de serviço que não existia. Isso foi em 2017, quando o projeto original sequer tinha sido liberado pelo TCU. 

Enrolação

Na época, Rui fez uma daquelas promessas que só políticos cara-de-pau conseguem fazer: se o Governo Federal não fizesse a obra, ele faria com o dinheiro do estado. Mais de dois anos depois da balela, não se bateu um prego. 

Esperança federal

A obra era federal, mas Rui pediu e Dilma passou para o governo estadual, o que explica porque até hoje não saiu do papel. A esperança é que volte para o federal, onde Bolsonaro já mostrou que faz estradas com muita rapidez. 

Textão chatão

Já que não consegue educar, a Secretaria de Educação de Itabuna resolveu matar os jornalistas de tédio. Enviou um texto gigantesco, extremamente chato, com 32 linhas sem um parágrafo sequer. Foi feito para não ser lido. 

Abandonados

quiosqueO marajá de Itabuna, Fernando Cuma, destruiu o belo piso histórico da Praça Olynto Leoni, jogando cimento em cima de tudo. Mas parou ai. Os quiosques estão quebrados, depredados, abandonados, inúteis. Como a atual gestão. 

Terra arrasada

Ali perto, a calçada da Alameda da Juventude tem mais buracos que passeio e continua assim até a ponte do Marabá, outra abandonada. A passagem de pedestre está lascada e esburacada. E o asfalto abriu uma fenda no lado do Goes Calmon. 

Enganando trouxas

Por falar em promessas, o alcaide de Ilhéus, Valdenilton Marão, está devendo a Vila Gastronômica do Banco da Vitória, a nova feirinha da Guanabara e a reurbanização do centro. Promessas com anúncios que não saem do papel. 

Enganando trouxas 2

Outro que promete e não faz é o marajá de Itabuna, que na campanha anunciou uma avenida pista dupla do centro até a UFSB, com ciclovia; demolir a ponte do Marabá e fazer uma maior, várias indústrias, um novo shoppíng popular. 

Não engana ninguém

Depois de passar 3 anos bajulando o marajá de Itabuna, Fernando Cuma, o PT começa a criticar o prefeito numa patética tentativa de se afastar dele antes das eleições de 2020. É o queimado tentando se afastar do torrado. 

Mesmas moscas

A gordelice aproveitou que ninguém estava prestando atenção no final do ano, mandou demitir Ari Rodrigues da diretoria de turismo e nomear o sobrinho, Thiago. Itabuna continua na m…, largada na mão da qua… turma de Cuma. 

Projeto $en$acional

Segundo as “boas” línguas, ele está sendo colocado no cargo para montar um mega carnaval, com os esquemas e o superfaturamento de sempre. Ano eleitoral tem que ter muito circo, mesmo sem nenhum pão e com a saúde em caos. 

De olho na reeleição

2019 não tinha eleição, por isso Itabuna não fez carnaval. Mas em 2020 há eleição de prefeito e vereadores, por isso o marajá Fernando Cuma (R$ 30 mil por m?s) já anunciou que a cidade terá carnaval antecipado em fevereiro. 

Nada mudou, mas…

No ano passado, a desculpa usada para não realizar o carnaval foi de que a cidade “estava sem dinheiro”. Neste ano a gente aguarda a desculpa para fazer a festa, já que a cidade continua sem dinheiro, a saúde no caos e o centro cheio de buracos. 

Estranho no ninho

No orçamento da Bahia para 2020, o governador Rui Costa (PT) destaca a obra da Ferrovia Oeste Leste, que é toda bancada pelo governo federal e feita através de uma estatal federal. Ninguém sabe porque entrou no orçamento estadual… 

Obras de fumaça

O orçamento da Bahia para 2020 também inclui o Porto Sul, que sequer pagou a indenização dos terrenos na área. E não incluiu a duplicação da BR-415, que em 2017 Rui prometeu “fazer com recursos do estado se o governo federal não fizer”. Pois é, não fez. 

Instrução inútil

O TCM orientou os prefeitos sobre a verba extra que receberam referente às vendas do pré-sal. Itabuna, com R$ 7 milhões, é uma delas. O dinheiro só pode ir para a previdência ou investimentos, mas a gente sabe onde ele deve parar… 

Gostou? Repasse…

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia