Computador transplantado

Computador transplantado

Quando os computadores começaram a entrar nas campanhas eleitorais, era de uma maneira muito tímida. Não havia internet e nem redes sociais.

Eram utilizados basicamente para armazenar e recuperar informações tais como, Cadastro de Eleitores e Cabos Eleitorais(Lideranças), Estatísticas, Pesquisas, Agenda do Candidato, etc…

Um candidato a Prefeito de Ilhéus, toda vez que algum dos seus computadores ia para manutenção, os arquivos importantes eram copiados, e repassados para o Candidato adversário.

Era dada a largada para a espionagem cibernética.

O resultado?

O Candidato-cliente, levou uma surra de perder o rumo, tá zonzo até hoje sem entender o que aconteceu. E o traquino espião, está por aí, posando de bom moço.

Máscaras cairão…