Com o fim das coligações partidária nas eleições proporcionais, acabou aquele expediente de ajuntamento de partidos.

A coisa agora é mais ou menos assim. Os dirigentes municipais, administradores do fundo eleitoral, se não houver ordens superiores, devem montar a chapa de pre-candidatos.

Serão escolhidos os de maior chance de sucesso, e as mulas, segundo jargão popular devem ser do mesmo partido.

Em Ilhéus o aumento de números de vereadores pode ser um complicador no quociente eleitoral.