Luiz Henrique Uaquim – Foto: Google

O PT na Bahia vivi o seu período de decomposição. Estado gigante, com mais de 564 mil Km2, população acima de 15 milhões, uma costa com mais de 900 km e 417 municípios, com tudo isso, tem uma das piores rendas percaptas da federação, mal distribuída face à miséria que ocupa quase todo estado. O seu IDH é um dos piores do mundo.
Legados como o Pólo Petroquímico de Camaçari (o maior da América Latina), expansão do agronegócio, apogeu da cacauicultura, incremento da indústria automobilística (Ford), ampliação das atividades turísticas, criação das universidades (UESC e outras), etc., agonizam em face de uma crise sem precedentes, implantada pelo despreparo técnico, pela incompetência administrativa e pela pilhagem ensandecida do patrimônio público. Um governo trapalhão, um gerador de lambanças com a coisa pública.
Usando a mentira como sua marca nacional, certamente registrada, tem levado o nosso Estado ao caos socio-economico
A passagem dessa facção criminosa pela Bahia está com os dias contados. Sua administração fétida, de tão corrupta, será enterrada para o alívio de todos os baianos e brasileiros, que amam a Bahia.
Estas são as minhas convicções
Luiz Uaquim