GENERAL HELENO: “Temos capacidade para fazer o desenvolvimento sustentável da Amazônia sem prejudicar o resto do mundo. Agora, aceitar que o resto do mundo dê palpite na Amazônia quando o resto do mundo jamais aceitou palpite de outros países, eu não aceitarei.”