WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 7/jun/2019 . 18:00

O VENENO DA NOITE!

O CONDEMA está cheio de ‘infiltrados’ opositores ao Porto Sul.

Misericórdia e paciência..

Decisão sobre venda de subsidiárias agrada a presidente da Petrobras

Ministro de Minas e Energia também elogia decisão do STF

Publicado em 07/06/2019 – 14:18

Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil  Rio de Janeiro

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, considerou “esplêndida” a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de liberar a venda do controle acionário de subsidiárias de empresas públicas e sociedades de economia mista, sem necessidade de aval legislativo ou processo de licitação.

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, durante coletiva de imprensa comenta resultado da empresa no primeiro trimestre de 2019.

 
O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco – Reuters/Sergio Moraes/Direitos Reservados

Castello Branco disse que a decisão, tomada pelo STF nesta quinta-feira (6), mostra que as instituições do país são fortes e funcionam para garantir o cumprimento da lei. “O STF aprovou ontem o que era esperado, e isso, sem dúvida nenhuma, é uma vitória do Brasil, não apenas da Petrobras. Mostra que o Brasil tem ambiente amigável para a realização de investimento, seja por parte de investidores brasileiros ou de outros países.”

Ele enfatizou que a decisão é muito importante para a Petrobras, porque os recursos obtidos com a venda de ativos serão usados para a redução de dívidas e para fortalecer os investimentos em petróleo e gás.

Castello Branco ressaltou que a produção de petróleo na Petrobras estagnou nos 10 últimos anos, embora a empresa tenha capital humano altamente qualificado, tecnologia e ativos de classe mundial. “No lugar de investirmos na expansão da produção de petróleo e gás, desperdiçamos recursos com projetos bilionários que nada acrescentaram, além de prejuízos, vendendo ilusões da criação de milhares de empregos, que acabaram sendo temporários, causando enorme prejuízo ao país”, afirmou.

De acordo com o presidente da Petrobras, as vendas de subsidiárias não significam privatizações, nem desmonte da companhia. “Não estamos promovendo nenhum desmonte da Petrobras. Pelo contrário, estamos fortalecendo-a na sua função principal, que é a produção de petróleo e gás, aproveitando o que temos de melhor, aproveitando uma riqueza natural muito importante de nosso país.”Ele adiantou que já está anunciada a venda da Liquigás, que atua na distribuição de gás liquefeito de petróleo.O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, também considerou a decisão do STF importantíssima para o país. “Em outras oportunidades, eu disse que estávamos aguardando com tranquilidade essa decisão do STF, que vai ser fundamental para o desenvolvimento do país. Mais do que isso, é a segurança jurídica para os investidores. E também a previsibilidade, uma coisa que temos trabalhado muito no ministério, organizando os leilões”, disse o ministro.

Com isso, a Petrobras e outras empresas poderão fazer os seus desinvestimentos e os reinvestimentos para atuar naquilo que acham que é melhor para a sua carteira de negócios, acrescentou Albuquerque.O ministro destacou que o país está abrindo o mercado de combustíveis e de gás e adiantou que o modelo para o novo mercado de gás será apresentado na Câmara dos Deputados no fim deste mês. “O CNPE [Conselho Nacional de Política Energética] deu prazo de 60 dias para o grupo de trabalho. Esse trabalho já está sendo finalizado e deve ser apresentado no fim de junho na Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados e depois na Comissão de Infraestrutura do Senado.”Nesta sexta-feira (7), o ministro Bento Albuquerque e o presidente da Petrobras conversaram com a imprensa após participarem da cerimônia de lançamento do Programa Integrado de Proteção de Dutos (Pró-Dutos), para prevenir furto de combustíveis na malha de oleodutos da Transpetro. A cerimônia foi realizada de manhã no edifício-sede da Petrobras, no centro do Rio de Janeiro.

Edição: Nádia Franco

ESTRATÉGIA ILHÉUS SUSTENTÁVEL – ASSIM TRABALHAM CONTRA O PORTO SUL. =====>>> 15-07-2013

Estratégia Ilhéus Sustentável 31 de agosto de 2010

Rede de ONGs.

Rede de ONGs.

Socorro, Didie, Josie, Marcia, Paulo Lago, Paulo Emilio

Relatório: José Carlos Pegorin –

Grupo de estrangeiros visitando Ilhéus, Incluir reportagens da reporter ECO 2008 2009 2010

Grupo de expansão – Comunicação e Mobilização  ação organização de eventos

Grupo de captação de recursos e projetos

Grupo de estudos técnicos: ambiental, econômicos, tecnologias, jurídico. Feira evento divulgação da sustentabilidade, desenvolvimento  e as ameaças. Recursos e projetos para  as associações

Idéias, sugestões e reflexões para a reunião e para nossa mobilização e orientação: Visão, foco, ação. O que queremos. O foco- onde concentrar a energia. Prioridades. Check List. Comer pelas beiradas e pedaços

Comunicação

Disciplina

Estudar e implantar ações que retardem as decisões sobre o PS como está posto:  Trazer a comunicação sobre a situação jurídica e administrativa do PS. O que nós podemos mais fazer?

Elaborar propostas de desenvolvimento sustentável

Ver nas propostas do Governo o que pode ser utilizado e as adequações necessárias

Requalificar o que já existe e dar dinamismo

Implantar ações positivas de conscientização, informações estudos, bases de dados para fundamentar estudos novos e confrontar os estudos apresentados

Comunicação-

Trazer eventos e empreendimentos para sustentabilidade e desenvolvimento.

Pessoal e instituições que precisamos:

Reunião de 10 de agosto de 2010.

CIEE

Jorge, Paulo Lago, Rui Rocha, Didier, Thilio, Paulo Emilio (Bolog Gusmão), Marcia, Socorro, Ricardo (Rotary), Joselita, Emilio, Jorge Chiapeti, Marcelo Araujo, Citron

Quais são as obras que estão planejadas e outras não planejadas ainda que precisamos para aumentar a empregabilidade da população em geral desde a menor escolaridade até escolaridades maiores:

Sebrae- câmara da costa do cacau- tem 5 anos- Seabrae-  cadeia produtiva. Claudiana.

Trabalhar alunos das escolas.

 Estratégia de comunicação e recursos necessários

  1. Minutar carta das entidades locias para posicionamento sobre a AAE (avaliação ambiental estratégica) da SEIBA.

  2. Trabalho de concepção de desenvolvimento Regional . Arapiau – recursos para evento e projeto de desenvolvimento local (endógeno). Qual seria o roteiro¿. Prazos¿ Sabado passado teve encontro com YPE, dodade de discussão com a turma de mestrado. Plano de desenvolvimento IOS-Itacaré. Tem diagnóstico.

  3. Avaliação sobre o movimento. Onde estamos e nosso pensamento sobre isso.

  4. Marcelo- não sou contra o Porto Sul. Não reconhece a capacidade do governo em implantar as situações de contorno. Não é a favor de como o projeto foi encaminhado. Projeto Orla não discutiu o PS. Onde seria o melhor local. Salvador não tem mais condição de suportar projetos dete tipo. Inicio de atividades na APA. Ambiental plano de manejo da Lagoa Encantada. Estudos para área de Conservação. Já era a favor do PS e deveria ser trabalhada as condicionantes.

  5. Rui –  Licença Previa(LP) foi concedida a despeito do parecer dos tecnicos do Ibama. O MPF contestou a LP. A FNS está a 25 anos na pauta e inconclusa. O PS foi uma estratégia de garantir o projeto da BAMIN.  Grãos, Alcool, Insumos agricolas. O Aeroporto tem baixa condição implantação (copa 2014). Porto publico. A ponte do PS não tem condição de receber outros terminais- corais e de baixo profundidade 8m. Tilio a ponte BAMIN não tem condições de uso para mais de um projeto. Tentativa de absorver o projeto da Bamin na Bahia- mineriodutoà ferrovia. Porto of shore – alto risco na Bahia, corrente com sedimentos muito alto. Investimentos de 1 a 1,5BI 

  6. Socorro- campanha eleitoral, Ibama…, Site da Valec não tem prazo para construção da Ponte sobre o Rio São Francisco.

  7. Aline – Ype escandalizada com a apresentação da COPPE. Vai se juntar ao MPF.

  8. Ricardo: alternativas ao projeto da Bamin.

  9.  Jorge:  Ha apenas 2 projetos o da Ferrovia – FIOL e o Porto Privado – Bamin. O resto é ingrediente para justificar estes dois.

  10. Chiapeti : Nosso espaço tem sido utilizado de maneira corporativa. PS existe por que existe $ para exportação de comodities. Muio dificil e desigual.

  11. Como retardar e esperar a proxima onda e neste meio criarmos o nosso modelo. Trazer a sociedade para discutir. Associações, Universidade, Sociedade, Jovens …

  12. Que projetos estariam disponiveis em escala para o local.

  13.  Marcia:  Mesa redonda com turismo – Cult Coop cultura de cooperação.

  14. Rui: Arapiau- Guilherme Leal – vice de Marina, reformular o pais. Identificou SP Metropole, SulBA e alto do Rio Negro. Precisa de convergencia da SC. Apoia estudos na região. Inst. Paulo Vanzolini. Chico Teixeira e Hamilton. Prole – empresa de comunicação. Precisamos sistematizar o projeto alternativo. Quais são os investimentos necessarios. Onde ttem recursos, qual o retorno

  15. Cobrar o ZPE e porto pesqueiro.

  16. Onde estão localizadas as entidades aqui representadas.

  17. O Grupo deve estar ancorado na Rede Sul Bahia Sustentável.

  18. Minutar a resposta ao AAE  para dia 12

  19. Projeto de educação ambiental para as redes de educação: Estadual, Municipal e Privada

  20. Evento grande em novembro ou dezembro.

  21. Plano estratégico do Grupo

  22. Improviso oxente

  23. Não falar sobre o oponente, sobre a Bamin. Não somos apenas contra, temos a nossa proposta.

  24. Reunião e grupos de trabalho.

  25. Paulo Emilio: Envolver as comunidades e se colocar ao lado, mas com outras propostas viáveis.Fortalecer pessoas que não tenham dependencia politica.  Detalhar com Paulo Emílio educação comunitária e associativa

 

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
junho 2019
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia