Tive orgulho em trabalhar 11 anos nessa instituição. Tudo funcionava bem.

Deixei-a em 1985, e não faziam mais concursos há um bom tempo.

Em várias visitas posteriores, fui notando o esvaziamento da mesma no seu patrimônio mais importante, os funcionários. 

Corredores vazios, laboratórios e áreas administrativas também.

Dos funcionários restantes, mais de 50%  contam com tempo de aposentadoria, segundo informações já vão faze-la.

O que vai ser da CEPLAC?

Deixo a pergunta no ar…

A CEPLAC e sua lágrima….