WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 19/abr/2019 . 17:10

O GOVERNO DE MARÃO ESTÁ DESAPRENDENDO AS TRAQUINAGENS DA MALANDRAGEM DE PONGAR.- GOZAÇÃO…

As fotos do fato.

Pediu ajuda de Cacá Colchões?

AUDITORIA FISCAL DO TRABALHO RESGATA 10 VENEZUELANOS SUBMETIDOS A CONDIÇÕES ANÁLOGAS À DE ESCRAVO

Auditores-Fiscais do Trabalho, lotados na GRTb de Ilhéus, resgataram no início manhã desta quinta-feira santa (dia 18/04/2019) 10 trabalhadores venezuelanos submetidos à condição análoga à de escravo.

Os trabalhadores prestavam serviços em um galpão onde funcionava oficina mecânica, localizado na Rodovia BR-415 – entre Itabuna e Ibicaraí -, que dava manutenção aos equipamentos de parque de diversões.

Os nove homens e uma mulher resgatados foram aliciados no país de origem com a proposta de emprego pelos empregadores, um casal formado por um brasileiro e um polonês, o que caracteriza tráfico internacional de pessoas. Eles chegaram ao Brasil em janeiro de 2019, tendo ingressado regularmente, com passagem fornecida pelos empregadores. Além desse custo com a viagem, era descontado mensalmente da remuneração dos empregados valores referentes a alimentação, alojamento, televisão e internet, o que representava 2/3 da remuneração a que os trabalhadores tinham direito.

Após os descontos efetuados pelos empregadores, os trabalhadores enviavam parcela da remuneração restante para suas famílias na Venezuela, restando-lhes apenas o valor médio de R$ 100,00 (cem reais), cada um, durante todo o mês.

Os trabalhadores não tinham registro formal do vínculo empregatício, permaneciam alojados em instalações precárias no próprio galpão da oficina, com camas improvisadas, cujas roupas de cama, ventilação e conforto térmico eram precárias. O banheiro utilizado pelos empregados era improvisado com paredes de zinco, não oferecia privacidade aos usuários, não dispunha de condições sanitárias e de conforto adequadas e sua fossa, inclusive, estava em vias de transbordamento, exalando forte mau cheiro. Um dos trabalhadores, inclusive, adquiriu sarna em decorrência das condições precárias a que era submetido. Tanto no alojamento, como no banheiro foram identificadas instalações elétricas com fiações desprotegidas, gerando o risco de choque elétrico aos usuários. A alimentação dos trabalhadores se restringia a panqueca de farinha de trigo, arroz, frango e ovos. Todo esse conjunto de fatores caracterizou a degradância das condições de trabalho.

A ação contou com a participação da Polícia Federal (PF) e da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS). A Polícia Federal prendeu em flagrante o casal de empregadores, os quais responderão na Justiça pelo crime de redução de trabalhador à condição análoga à de escravo, tipificado no Código Penal.

Os trabalhadores resgatados estão sendo acolhidos pela Coordenação de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Combate ao Trabalho Escravo (CETP) da SJDHDS e pela Prefeitura de Itabuna, a qual está fornecendo hospedagem e alimentação e suporte para emissão de documentos.

A Auditoria Fiscal do Trabalho, juntamente com a Polícia Federal, está realizando os trâmites necessários à regularização documental dos venezuelanos para permanência no país. Pela Auditoria-Fiscal do Trabalho, está sendo levantada o valor das verbas rescisórias, a emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social e emissão das guias de Seguro Desemprego. Ao final dos procedimentos, os resgatados estarão aptos a trabalhar de forma regular no país.

Concessão do Maracanã passa hoje para o Clube do Flamengo

 

A permissão vai vigorar pelo prazo de 180 dias

Publicado em 19/04/2019 – 10:43

Por Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil  Rio de Janeiro

A Concessionária Maracanã encerrou ontem (18) à tarde a gestão do Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, que passa hoje (19) para o Clube do Flamengo, compartilhada com o Fluminense. A permissão de uso temporária do estádio do Maracanã aos dois clubes foi assinada pelo governo do estado no último dia 12.

A permissão vai vigorar pelo prazo de 180 dias, que poderá ser prorrogado por igual período. Nesse intervalo, o governo fluminense pretende elaborar edital para a concessão definitiva do estádio. As mudanças na administração do Maracanã começaram em 18 de março, quando o governo anunciou que cancelaria a concessão ao Consórcio Maracanã S/A.

O governador do Rio, Wilson Witzel acredita que a mudança de comando vai aumentar a renda dos clubes nos dias de jogos no estádio. Por ocasião da assinatura da permissão de uso temporária do estádio, o governador afirmou que “o mandante fica com a bilheteria e mais a arrecadação da alimentação e das bebidas. Isso é bom para todos os clubes. Todos os que estiverem ali jogando estarão sendo beneficiados”.

O primeiro jogo sob a administração do Flamengo e Fluminense ocorrerá no próximo domingo (21), às 16h, entre Flamengo e Vasco. Esse será o segundo jogo da final do Campeonato Carioca.

Recorde de público

De acordo com a concessionária, nos últimos seis anos de concessão, o Maracanã registrou recorde de público da ordem de 9 milhões de pessoas, tendo realizado um total de 257 partidas. O estádio foi palco de eventos esportivos mundiais, como a abertura e o encerramento dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e das finais da Copa do Mundo de 2014 e da Copa das Confederações, em 2013. O complexo foi devolvido ontem ao governo do estado.

Durante a gestão do Consórcio Maracanã, o estádio recebeu 261 eventos musicais internacionais, com público de quase 500 mil pessoas. A concessionária informou que o Tour Maracanã, que permite aos visitantes conhecer os bastidores do templo do futebol e chegar bem próximo do famoso gramado do estádio, opera normalmente, apesar da troca de comando.

Informações podem ser obtidas na página. O Tour Maracanã foi reaberto em junho de 2017. A visita guiada tem duração de 40 minutos, em média, e pode ser feita com guias bilíngues ou individualmente. Segundo a antiga gestora do espaço, o Tour é uma das atrações mais procuradas pelos turistas que passam pelo Rio de Janeiro e também por cariocas.

Edição: Valéria Aguiar

QUAL A CAUSA DA DESISTÊNCIA DA EMPRESA QUE IRIA OPERAR O MOINHO EM ILHÉUS? ===>>> 16-08-2017

O aluguel de 80.000 reais imposto pela Codeba, me foi informado.

Mais ainda, por interferência de um Senador inimigo de Ilhéus, para que não impactasse as operações do Moinho de Salvador!

Foto do Google.

 

anuncie aqui

Carregando...

Tabela do Brasileirão

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
abril 2019
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia