Petista disse que a posição se deve à situação orçamentária do Estado, que está no limite

Foto : Manu Dias/GOVBA

Por Juliana Almirante no dia 05 de Abril de 2019 ? 13:00

O governador Rui Costa (PT) criticou, durante coletiva à imprensa, neta sexta-feira (5), a greve de professores das universidades estaduais, deflagrada pela categoria em assembleia na quinta-feira (4).

“Nós não encontraremos soluções com manifestações grevistas. Você pode ter no máximo fortalecimento de liderança sindical que busca se afirmar nesse momento. A única coisa que conseguiremos com a greve, eventualmente, é promover lideranças sindicais. Fora isso, a situação, na minha opinião, só vai se agravar”, avaliou o governador, durante o lançamento do Plano Plurianual (PPA) 2020-2023.

O petista disse que a posição se deve à situação orçamentária do Estado, que está no limite, segundo ele. 

“Temos sete estados que arrecadam mais que a Bahia, seja valor absoluto, seja per capita, e estão com decreto de calamidade financeira. Outros não estão com decreto, mas estão no fio da navalha. Estamos no limite da nossa capacidade financeira no sentido de contratação e remuneração de pessoal”, disse Rui. 

Os professores, que contam com apoio de estudantes, pedem reajuste salarial e o cumprimento dos direitos trabalhistas, a exemplo das promoções na carreira, progressões e mudança de regime de trabalho.