WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: fev/2019

VENENOS DURANTE O DIA

Em Brasília, premio de consolação é o cargo de ‘Office Boy’!

Misericórdia e paciência, juntos…

UM DOS MAIORES SUCESSOS DE LULU SANTOS


HOSPITAL REGIONAL COSTA DO CACAU E SUA NOVA GESTÃO

Segue publicação, agradecemos desde já.
Qualquer dúvida estou à disposição.
Abs
Andréa Sued

Assessora de Comunicação
71 9 8676-4547

75 9 9123 2474 ( WhatsApp)

O HOSPITAL REGIONAL COSTA DO CACAU E SUA NOVA GESTÃO 

O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar – IBDAH, assumiu a gestão do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC) na semana passada. 

Com o ingresso do IBDAH, foi instituída na Unidade a nova Diretoria, que será representada, em sua Direção Geral, pela administradora de empresa, Sra. Renata Cardoso, como Diretor Técnico, o médico Dr. Matheus Luz, responsável por todas as atividades relacionadas a saúde do HRCC. 

Além dos citados responsáveis, a Unidade terá a presença de mais um Diretor Adjunto Assistencial, Dr. Almir Gonçalves  e Coordenadores médicos e de enfermagem, tudo como forma de impor a Unidade mais celeridade e eficácia na resolução das demandas instauradas e que vierem a surgir. 

O diretor presidente do IBDAH, Dr. José Antônio Sousa, esclarece o compromisso do Instituto, citando que:  “A gestão do IBDAH, em atenção as necessidades preexistentes na Unidade, viabilizará,  nos próximos  dias, a abertura da 3ª UTI, bem como mais 50 leitos de internação, totalizando assim 184 leitos, envolvendo também, o incremento de 13 novas especialidades médicas ambulatoriais  como:  Anestesia (consulta pré-anestésica em cirurgia eletiva), Cardiologia, Cirurgia Geral, Angiologia/Cirurgia Vascular, Urologia, Neurocirurgia, Neurologia, Ginecologia Cirúrgica, Cirurgia Plástica, Ortopedia, Cirurgia Torácica e, ainda Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial.

O IBDAH, através da sua gestão, reforça o compromisso assumido com a saúde pública, afirmando que não medirá esforços em ofertar à população agraciada pelo atendimento do HRCC todas as possíveis melhorias no atendimento disponibilizado. 

Hospital Regional Costa do Cacau

Moro nega que projeto anticrime signifique licença para matar

Publicado em 04/02/2019 – 17:19

Por Alex Rodrigues – Repórter da Agência Brasil  Brasília

A proposta do projeto de lei anticrime que o governo federal apresentará ao Congresso Nacional, em breve, fará mudanças nos códigos Penal e de Processo Penal para, nas palavras do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, “caracterizar” a legítima defesa. Na prática, o projeto estabelece que juízes poderão reduzir pela metade ou mesmo deixar de aplicar a pena para agentes de segurança pública que agirem com “excesso” motivado por “medo, surpresa ou violenta emoção”.

“Não estamos ampliando a legítima defesa. Estamos apenas deixando claro, na legislação, que determinadas situações a caracterizam”, comentou o ministro, negando que a subjetividade do texto apresentado hoje (4) sirva de estímulo para que agentes de segurança pública atuem com violência desmedida e desnecessária.

“O que a proposta faz é retirar dúvidas de que aquelas situações específicas ali descritas caracterizam a legítima defesa”, acrescentou Moro, negando tratar-se de uma licença para agentes públicos matarem sob a justificativa de terem sido ameaçados ao cumprindo suas funções.

>> Veja íntegra do projeto de lei

“Muitas vezes, em situações de legítima defesa, o excesso pode decorrer de uma situação peculiar de medo, surpresa ou violenta emoção”, explicou o ministro a jornalistas, logo após se reunir com governadores, vice-governadores e secretários de Segurança Pública com quem discutiu os principais pontos do pacote de mudanças legais para tentar reduzir a impunidade e os crimes violentos, de corrupção ou praticados por facções criminosas.

“O que estamos colocando é que a legítima defesa já está [prevista] no Código Penal. A legislação estabelece que se alguém age em legítima defesa não responde pelo crime, mas sim pelo excesso doloso [com intenção de matar] ou culposo [sem intenção de matar]; se a pessoa excedeu ou não o exercício da legítima defesa”, declarou Moro, argumentando que a proposta do governo só regulamenta algo que, segundo ele, “na prática, os juízes já fazem”.

O projeto também admitirá como legítima defesa as situações em que, durante um conflito armado ou diante de risco iminente de conflito armado, um agente de segurança pública atue para prevenir “injusta e iminente agressão contra si ou contra terceiros”, bem como para prevenir que vítimas mantidas reféns sofram “agressão”.

Saiba mais

Edição: Fernando Fraga

Eduardo Salles é escolhido líder da bancada do PP, a maior da Assembleia Legislativa da Bahia

Deputado Estadual Eduardo Salles.

Reeleito para o segundo mandato de deputado estadual com quase 90 mil votos, o quinto mais votado entre os 63 parlamentares, o deputado estadual Eduardo Salles foi escolhido para ser o líder da bancada do PP na Assembleia Legislativa da Bahia, que, ao lado da do PT, é a maior da Casa, ambas com 10 deputados. 

“No meu primeiro mandato pude presidir as comissões de Educação e posteriormente Agricultura, além da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa, além de aprovar diversos projetos de leis. Foi um aprendizado muito grande que me preparou para assumir a responsabilidade de ser o líder da bancada”, diz Eduardo Salles.

O parlamentar garante que nesta legislatura seu maior enfoque será fortalecer o setor produtivo baiano. “Precisamos ter uma legislação e políticas públicas que permitam a geração de empregos na capital e interior. A agropecuária, o comércio, os serviços e a indústria precisam ser apoiados na Assembleia Legislativa para que possam incrementar a economia dos municípios”, justifica o deputado.

Eduardo Salles agradeceu a confiança dos demais deputados estaduais do PP e da direção da legenda e prometeu ajudar o governador Rui Costa e o vice-governador João Leão a levar mais investimentos para melhorar a educação, saúde, infraestrutura, segurança pública e dinamizar o setor produtivo do Estado. 

“Nosso trabalho na Assembleia Legislativa é apoiar o governo em todas as ações que melhorem a vida dos baianos e fazer críticas construtivas ao Executivo. E a bancada do PP tem consciência de seu papel na Casa”, concluiu Eduardo Salles.

ASCOM – Deputado Estadual Eduardo Salles

CURTA A FANPAGE – www.facebook.com/eduardosalles2014

SIGA NO INSTAGRAM – @eduardossalles

ACESSE O SITE – http://eduardosalles.com.br/

CONTATOS – (71) 3115-5543 / (71) 3115-5588

BASTANTE ANIMADA A ELEIÇÃO DO ILHÉUS IATE CLUBE

Soube que 4 associados já articulam suas chapas. É aguardar e conferir…

Brasil inaugura 1º Hub de inovação para a indústria mineral

Foto divulgação

Inovação na prática, ao vivo, voltada exclusivamente para a indústria da mineração. É o que os participantes do Hub da Mineração (ou Mining Hub – www.mininghub.com.br) irão desempenhar. Esta iniciativa é inédita no mundo, tem o apoio do Instituto Brasileiro de Mineração – IBRAM (www.portaldamineracao.com.br/ibram), a adesão de 18 mineradoras, entre as quais, as maiores do País, fornecedores do setor, empreendedores e startups, pesquisadores, entre outros.

A proposta da estruturação do Hub da Mineração surgiu das mineradoras e conta com o apoio do IBRAM. Já são 18 mineradoras participantes: Anglo American, AngloGold Ashanti, ArcelorMittal, Bahia Mineração, Bemisa, CBMM, CMOC, CSN, Ferrous, Gerdau, Kinross, J. Mendes, Mineração Morro Verde, Nexa Resources, RHI Magnesita, Samarco, Mineração Usiminas e Vale. Além das mineradoras, empresas da cadeia de fornecedores também estarão no Hub da Mineração: Accenture, Haver & Boecker, IHM Stefanini, ISQ, LGA Mineração, Outotec, Petronas, Sotreq, Thyssen Krupp.

Mesmo que sejam concorrentes em vários mercados, as mineradoras irão atuar em conjunto. “Elas e os demais participantes do projeto desenvolverão as soluções em conjunto e as compartilharão para que todas sejam beneficiadas. O Hub representa mais do que um espaço de inovação. É um novo marco nas relações comerciais e institucionais da mineração brasileira e, também, um diferencial competitivo setorial perante os competidores internacionais”, avalia Walter Alvarenga, diretor-presidente do IBRAM.

O Hub da Mineração foi inaugurado oficialmente neste dia 17/01. No início de dezembro foi divulgado um edital e até dia 25/01 os empreendedores poderão cadastrar suas propostas. Neste primeiro ciclo, deverão ser acelerados projetos inovadores voltados a cinco áreas de atuação: Segurança (Operacional e SSO – segurança e saúde ocupacional); Gestão da Água; Fontes de Energia Alternativa; Eficiência Operacional; e Gestão de Resíduos. No período de um ano estão previstos 3 ciclos de aceleração de projetos.

A BAMIN apoia esta iniciativa e esteve presente no evento de abertura. Em breve divulgaremos novas informações sobre a nossa participação no Hub.

NÃO COMA PELA BOCA DOS OUTROS

Aconselho uma visita constante ao Diário Oficial do Município de Ilhéus.

É um baú de preciosidades.

Lá você pode analisar as ‘perolas’ que não aparecem nas redes sociais, blogosfera e rádios…

O link está disponível na lateral do site.

Com corte de 21 mil cargos, governo quer economizar R$ 209 mi por ano

Decreto está previsto para sair ainda este mês

Publicado em 03/02/2019 – 09:02

Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil  Brasília

De acordo com a pasta, a iniciativa contribuirá para simplificar a gestão e enxugar a diversidade de cargos e comissões. O Ministério da Economia não detalhou a distribuição dos cortes por órgãos nem por tipos de cargos, mas informou que pretende extinguir algumas gratificações de legislação muito antiga, algumas que não estão sendo ocupadas e outras de baixo valor individual, que não representam função de chefia.

A mudança não necessariamente significará que 21 mil pessoas serão demitidas. Isso porque a maior parte dos cargos em comissão é ocupada por servidores concursados escolhidos para chefias ou funções de confiança. Segundo o Ministério da Economia, o decreto pretende adequar a estrutura às necessidades da administração pública e evitar, no futuro, a ampliação dos gastos com a ocupação dos cargos que ficaram vagos e as gratificações que deixaram de ser pagas.

Arquivo/Marcello Casal Jr

O governo pretende economizar R$ 209 milhões por ano com o corte de 21 mil cargos comissionados – Arquivo/Marcello Casal Jr.

Estatísticas

Segundo o Painel Estatístico de Pessoal do Ministério da Economia, o governo anterior terminou com 99.833 cargos comissionados, funções e gratificações técnicas. Desse total, o Poder Executivo Federal detinha 33.852 (33,9%); e as fundações federais, 14.629 (14,7%). As autarquias federais concentravam a maior parte: 50.804 (50,9%). A Secretaria Especial de Desburocratização não informou se o corte dos cargos, funções e gratificações ocorrerá apenas no Executivo Federal ou se também abrangerá as fundações e autarquias.

As informações de janeiro ainda não estão compiladas. Até agora, apenas o Ministério da Economia detalhou os cortes provocados pela fusão de quatro pastas das gestões anteriores – Fazenda; Planejamento; Indústria, Comércio Exterior e Serviços; e parte do Trabalho. A nova estrutura enxugou 2.987 cargos – 243 de Direção e Assessoramento Superior (DAS), 389 Funções Comissionadas do Poder Executivo (FCPE), restrita a servidores concursados, e 2.355 funções gratificadas.

Fusões

O maior potencial de redução de cargos comissionados está nos ministérios nascidos da união de pastas antigas. Além da Economia, classificada como superministério, a nova estrutura da Esplanada dos Ministérios têm três pastas resultantes de fusões.

O Ministério da Justiça incorporou a pasta de Segurança Pública e a secretaria do Ministério do Trabalho que cuidava dos registros sindicais. O Ministério da Cidadania reuniu as antigas pastas de Desenvolvimento Social, Cultura e Esporte. O Ministério do Desenvolvimento Regional nasceu da junção dos antigos ministérios das Cidades e da Integração Nacional.

Saiba mais

Edição: Carolina Pimentel

A COMPLETA INUTILIDADE DO SENADO DA REPÚBLICA.

Mais uma vez, um espetáculo dantesco é oferecido à população brasileira.

Um sábado cheiinho de peripécias e patuscadas, um horror.

Não vejo a mínima utilidade nessa Casa de Senhores.

Marcos Oliveira- Agencia Senado

PREFEITURA DE ILHÉUS E SUAS INVENÇÕES MIRABOLANTES – FACEBOOK

MUDANÇA DE LUZES NO SEMÁFORO POLÍTICO

Depois da estrondosa e longa vaia no show de Diogo Nogueira, que ficou escondida.

Depois da semi-publicação da pesquisa, clique aqui.

Luzes diferentes da amarela começaram a piscar no front municipal gerando reuniões emergenciais.

O povo não é besta, sabe aonde o calo aperta…

anuncie aqui

Carregando...

Tabela do Brasileirão

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
fevereiro 2019
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia