WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: fev/2019

O VENENO DA NOITE!

Dizem que os opostos se atraem.

Será que os traquinos também?

O PROSCRITO MST USANDO PARTIDECOS INEXPRESSIVOS PARA SUAS MANIFESTAÇÕES TERRORISTAS

“Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sofre atentado e quase linchamento em Porto Seguro na Bahia”


Nesta quarta feira(27/02) próximo as 12:00 na saída do Ministro Ricardo Salles a uma visita em uma unidade de conservação em Porto Seguro no Estado da Bahia, o Ministro juntamente com mais 3 integrantes do MMA, foram surpreendidos e abordados por vários integrantes do MST e Partido da Causa Operária que iniciaram uma forte ofensiva contra as autoridades que estavam dentro de um veículo oficial federal e quase, por pouco não foram linchados pelos elementos(MST-PCO) armados de foices, facões e porretes e de forma muito agressiva praticamente destruíram a carro oficial;
Felizmente as vítimas entre elas o Ministro só não foram agredidos fisicamente por terem conseguidos evadir do local;
Isso é uma vergonha!!!
Um afronta é um desrespeito contra uma autoridade ministerial do Governo Federal, da Presidência da República!!!
Esses elementos infelizmente ainda são defendidos por certas pessoas e até autoridades que se acham acima da Lei e da visão da população brasileira que nestas eleições mostrou que quer mudanças imediatas!!!
Como cidadãos do bem exigimos justiça da autoridades instituídas e punição a esses bandidos foras da Lei.
*Nabhan Garcia*

 

ESTÁDIO, SHOPPING CENTER, AFINAL O QUE VAI ACONTECER?

Particularmente sou favorável à ideia. Restam dúvidas e esclarecimentos.

O Prefeito Mário Alexandre, em recente programa radiofônico, levantou hipóteses de um futuro Shopping Center e que inclusive já estava em tratativas com as lojas Le biscuit.

Devido a recentes fatos, fotos abaixo, queremos saber se o Shopping Center vai ser no abandonado Estádio Mário Pessoa?

 

 

Após quatro anos de prejuízo, Petrobras volta a dar lucro

Publicado em 27/02/2019 – 20:36

Por Vladimir Platonow – Repórter da Agência Brasil  Rio de Janeiro

A Petrobras voltou a dar lucro, após quatro anos de prejuízos. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (27) pela estatal, em seu balanço anual. O lucro líquido foi de R$ 25,8 bilhões, o maior desde 2011.

“O primeiro resultado anual positivo em cinco anos é também o maior desde 2011. A empresa registrou dois recordes financeiros: Ebitda [Lucros antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização, do inglês Earnings before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization] ajustado de R$ 114,9 bilhões e, pelo quarto ano consecutivo, fluxo de caixa livre positivo, de R$ 54,6 bilhões”, diz nota da estatal.

Em carta enviada ao mercado, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, comentou o bom resultado da empresa. “A performance da Petrobras, em 2018, foi indiscutivelmente a melhor em muitos anos, o que inclui a obtenção de alguns recordes históricos, envolvendo fluxo de caixa livre e Ebitda ajustado, e a interrupção de quatro anos seguidos de prejuízos”, disse Castello Branco.

De acordo com a Petrobras, o resultado reflete fatores como maiores margens nas vendas de derivados no Brasil e nas exportações de petróleo, acompanhando o aumento da cotação do Brent e a valorização do dólar. “Houve, ainda, recuperação de participação de mercado no diesel e queda de despesas gerais e administrativas. Também contribuíram para o resultado a redução de gastos com juros, fruto da queda do endividamento, e a regularização de créditos com a Eletrobras.”

Ainda segundo a nota, a remuneração total aos acionistas relativa ao exercício de 2018 alcançará R$ 7,1 bilhões, considerando as antecipações feitas durante o ano. No ano passado, a Petrobras gerou R$ 151,5 bilhões em tributos municipais, estaduais e federais, além das participações governamentais. Também será paga participação nos resultados para os empregados.

Produção

A produção de óleo e gás alcançou 2,63 milhões de barris de óleo equivalente por dia (Mboed), sendo 2,53 Mboed no Brasil e 101 mil boed em outros países, 5% menor do que em 2017.

“Esse desempenho reflete desinvestimentos realizados e o declínio natural de campos maduros. Outro destaque é a entrada em operação de seis novos sistemas de produção (até fevereiro de 2019), sendo cinco no pré-sal – P-74, P-75 e P-76 no campo de Búzios e P-69 e P-67 no campo de Lula — e um em Tartaruga Verde, na Bacia de Campos”, destacou a empresa.

“A entrada das novas plataformas nos dá confiança sobre nossa meta de crescimento da produção, de 5% ao ano até 2023”, disse Castello Branco. Houve também retomada da atividade exploratória com a contratação de 11 novos blocos em 2018.

Edição: Nádia Franco

O VENENO DA NOITE!

“Deixe o prego no lugar, que o martelo vem”

Diz o dito popular…

Prefeito responderá processo por estelionato em Comarca local

Quarta, 27 de Fevereiro de 2019 – 11:40 Fonte: Bahia Notícias

Itacaré: Prefeito responderá processo por estelionato em Comarca local

por Cláudia Cardozo / Francis Juliano

 

Foto: Reprodução / Itacaré / Urgente

O prefeito de Itacaré, no litoral sul baiano, Antônio Mário Damasceno, responderá um processo em que é acusado de estelionato, ocorrido em 2011, na Comarca local. A decisão – do desembargador José Alfredo Cerqueira da Silva, publicada nesta terça-feira (27) – atende ao novo ordenamento, definido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em maio do ano passado (lembre aqui). A partir de então, políticos só podem ser beneficiados pelo foro especial [o foro “privilegiado”] quando os supostos crimes tenham ocorrido durante o mandato atual.

Baseado nisso, Antônio Damasceno responderá na Justiça de 1ª instância a acusação de emitir 154 cheques sem fundo, em 2011. Segundo o Ministério Público do Estado (MP-BA), os valores dos cheques chegaram a quase R$ 615,9 mil e acarretou um prejuízo de R$ 7,1 mil referente a taxas cobradas por bancos. Os casos teriam ocorrido entre outubro e dezembro daquele ano. Damasceno governou entre 2009 e 2012 e voltou ao cargo de prefeito em 2016.

QUEM ESTÁ ‘EMPOMBANDO’ O PROJETO DO SATÉLITE REMO? ===>>> 27-12-2018

Dizem que é o prefeitinho ad hoc, que manda mais que o Prefeito de direito.

Paciência…

Supremo julga ações sobre legalidade da Lei de Responsabilidade Fiscal

Processos chegaram à Corte na década passada

Publicado em 27/02/2019 – 06:00

Por André Richter* – Repórter da Agência Brasil  Brasília

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar hoje (27) oito ações que chegaram à Corte na década passada e que questionam a legalidade de artigos da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), aprovada em 2000 para estabelecer normas de gestão fiscal para as finanças públicas dos governos federal, estaduais e municipais, além de punições para o descumprimento das medidas. O julgamento está marcado para às 14h.

Os principais questionamentos contra a LRF foram feitos ao Supremo pelo PCdoB e PT e associações de membros do Ministérios Público Federal e de Contas. Entre as alegações, todos afirmam que a norma não poderia ter estabelecido limite de gastos com o pagamento do funcionalismo dos estados. Conforme o entendimento, os estados têm autonomia financeira garantida pela Constituição.

Ontem (26), dois ministros da Corte sinalizaram que atual crise financeira pela qual os estados passam não será levada em conta para flexibilizar a norma. Para o relator das ações, ministro Alexandre de Moraes, o tribunal não vai criar uma “jurisprudência de crise”. 

De acordo com o Marco Aurélio Mello, a conjuntura econômica não pode levar a uma interpretação diferente da Constituição. O relator do tema é o ministro Alexandre de Moraes.

Redução

Com a LRF, o limite de gastos com pessoal da União passou a ser de 50% das receitas e de 60% para os estados e municípios.

Outra questão que deve ser debatida durante o julgamento é a manutenção de uma decisão do STF que considerou inconstitucional o artigo 23 da mesma lei. 

De acordo com o dispositivo, quando os gastos com pessoal forem superiores ao limite estabelecido pela lei, os estados, o Distrito Federal e o governo federal deveriam reduzir em 20% as despesas com cargos comissionados e funções de confiança, promover a redução da jornada de trabalho e dos salários ou demitir servidores não estáveis.

Em 2002, o STF considerou o texto inconstitucional porque a Constituição determinou que os salários dos trabalhadores são irredutíveis.

Neste mês, diante da situação precária das contas públicas, secretários da Fazenda de alguns estados enviaram carta ao Supremo na qual defendem a revogação da decisão e a manutenção da possibilidade de redução da jornada e dos salários como forma de equilibrar as contas.

Descumprimento

Em novembro do ano passado, a Secretaria do Tesouro Nacional informou que 14 estados superaram o limite de gastos com pessoal previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal.

De acordo com o Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais de 2018, divulgado pelo Tesouro, os estados que descumpriram a regra foram Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Sergipe, Acre, Paraíba, Roraima, Paraná, Bahia, Santa Catarina e Alagoas.

O Tesouro informou também que a maior parte do aumento de gastos com pessoal entre 2012 e 2017 correspondeu às despesas com servidores inativos (aposentados e pensionistas).

Esses gastos cresceram mais que as receitas, que ficaram estagnadas nesses anos, deteriorando as contas locais ao gerarem déficits fiscais cada vez maiores.

Apenas de 2016 para 2017, as despesas com pessoal nos estados e no Distrito Federal subiram R$ 25 bilhões, alta nominal de 6,7% e real (descontada a inflação) de 3,75%.

*Colaborou Felipe Pontes, da Agência Brasil em Brasília

Saiba mais

Edição: Renata Giraldi

Prefeitura de Una entrega ônibus executivos para transporte de universitários

 

Dois anos depois da retomada do transporte universitário gratuito, os estudantes de Una comemoram mais uma grande conquista. Esta semana, a Prefeitura de Una entregou os novos ônibus executivos para o transporte dos alunos do município que estudam em Ilhéus e Itabuna. São três veículos confortáveis, com ar-condicionado e que juntos têm a capacidade para transportar cerca de 200 pessoas diariamente.

 

Para o prefeito Tiago de Dejair, o transporte gratuito para os universitários é um fator gerador de oportunidades e demonstra o cuidado da gestão com quem busca qualificação. “Sem o transporte, muitos estudantes não teriam sequer condição de cursar o ensino superior. Por isso, além de manter o transporte gratuito, investimos na qualidade dele para que estes estudantes tenham tranquilidade de se dedicar apenas às questões acadêmicas”, comemorou o prefeito, responsável pelo resgate do transporte gratuito já nos primeiros dias da sua gestão.

 

Vale destacar que a Prefeitura de Una e a Associação de Estudantes Universitários de Una estão entregando a nova carteirinha de acesso aos estudantes e os motoristas dos ônibus passaram a trabalhar uniformizados.

 

Grupo de Lima defende eleições na Venezuela e rejeita intervenção

Declaração pede que Maduro seja julgado pela Corte Penal Internacional

Publicado em 25/02/2019 – 19:24

Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil  Brasília

Em sua declaração final, o Grupo de Lima reiterou hoje (25) a saída do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e a realização de novas eleições no país. Os presidentes, vice-presidentes e chanceleres pretendem pedir à Corte Penal Internacional que julgue Maduro pela “grave situação humanitária” que vive o país vizinho.

Na reunião, realizada em Bogotá, na Colômbia, os líderes das Américas rejeitaram que a solução para a crise passe pelo  uso da força, afastando a possibilidade de uma intervenção internacional na Venezuela.

“[Os países presentes] reiteram sua convicção de que a transição para a democracia deve ser conduzida pelos próprios venezuelanos pacificamente e em respeito à Constituição e ao direito internacional, apoiada pelos meios políticos e diplomáticos, sem o uso da força”, diz o documento, no item 16.

A declaração final é assinada por representantes da Argentina, do Brasil, do Canadá, do Chile, da Colômbia, da Guatemala, de Honduras, do Panamá, do Paraguay, do Peru e da Venezuela – representada pelo presidente interino Juan Guaidó , o vice-presidente norte-americano, Mike Pence, também participou da reunião na Colômbia.

Eleições

No documento, os líderes dos países destacaram que a “transição democrática” envolve a saída imediata do presidente Nicolás Maduro para a realização de eleições “livres e justas, abertas à participação de todas as forças políticas, com acompanhamento e observação internacional, organizadas por uma autoridade eleitoral neutra e legitimamente constituída”.

De acordo com a declaração, o Grupo de Lima pretende promover “gestões” junto a organismos internacionais para promover a proposta de “transição”. Os governos irão acionar o Secretário-Geral das Nações Unidas para que “impulsione a ativação do Sistema das Nações Unidas com relação ao que está ocorrendo na Venezuela”.

No documento, há a recomendação para que o Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas designe um especialista independente ou crie uma comissão para investigar a situação de possíveis violações de direitos humanos no país.

No plano interno, apoiaram que as instituições do país, como as do Poder Judiciário e as Forças Armadas, reconheçam o presidente da Assembleia Nacional Juan Guaidó como dirigente do Executivo Federal.

Uso da força

A declaração rejeita o uso da força no país, afastando a hipótese de intervenção internacional em território venezuelano, e com base em solução diplomática e interna.

“O uso da força a única coisa que produz são mortos e feridos, o que causa um dano enorme à família venezuelana. Estamos seguros que a ação do Grupo de Lima produzirá resultados no curto prazo. Dizemos ao povo venezuelano que estamos ao seu lado”, destacou o vice-ministro das relações exteriores do Peru, Hugo de Zela Martínez.

Ajuda humanitária

Na declaração, o Grupo de Lima condena as ações violentas registradas nas fronteiras do Brasil e da Colômbia com a Venezuela nos últimos dias. No documento, os países ressaltam que o governo Maduro desconsiderou o “sofrimento da população e os insistentes chamados da comunidade internacional” para a entrada de artigos de primeira necessidade.

“[Os países] expressam sua solidariedade com o povo venezuelano e reconhecem sua valentia e coragem em sua luta para recuperar a democracia”, diz o texto.

De acordo com o item 3 do documento, o atual governo da Venezuela submete a população, em particular os mais vulneráveis, a uma “sistemática privação de alimentos e medicamentos e acesso a serviços básicos”.

Saiba mais

Edição: Renata Giraldi e Sabrina Craide

AQUECIDA A DISPUTA PELA COMODORIA DO ILHÉUS IATE CLUBE.

Conforme já foi publicado, e informações colhidas junto a diversos associados, vários nomes estão colocados à mesa.

Porém, as fontes são oficiosas, nomes como Marlon Silveira, Fausto Paiva, Marcelo Mendonça, Josevandro Nascimento, Marcos Flavio, todos com bom trânsito entre os associados.

O SARRAFO, abre espaço para que as candidaturas sejam oficializadas, sem custos, para um clube que é muito bem quisto.

O clube visto do mar.

Pence anuncia que Estados Unidos vão impor mais sanções à Venezuela

Publicado em 25/02/2019 – 14:59

Por Agência Brasil  Brasília

Reiterando a legitimidade do presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, e com críticas severas ao governo de Nicolás Maduro, o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, anunciou hoje (25) novas sanções ao país vizinho. Ele recomendou ainda que 12 dos 14 membros do Grupo de Lima façam o mesmo, uma vez que Canadá e Colômbia impuseram restrições à gestão de Maduro.

O presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, e o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, participam da reunião do Grupo de Lima, em Bogotá – Luisa Gonzalez/Reuters/Direitos Reservados

“Nos próximos dias, os Estados Unidos anunciarão sanções ainda mais fortes contra as corruptas redes financeiras do regime. Encontraremos cada dólar que eles roubaram e devolveremos esse dinheiro para o povo venezuelano à medida que continuamos a trazer benefícios econômicos e diplomáticos”, afirmou Pence, que participa em Bogotá, Colômbia, da reunião do Grupo de Lima, convocada extraordinariamente para discutir a crise venezuelana.

Formado em 2017 por chanceleres dos países das Américas, o grupo tem por objetivo tratar da situação da Venezuela e buscar formas de o país voltar à normallidade democrática.

Segundo Mike Pence, a pressão será mantida. “[Vamos fazer] pressão sobre o regime de Maduro, esperamos uma transição pacífica para a democracia, mas, como o presidente [Donald] Trump deixou claro, todas as opções estão na mesa.”

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, já havia mencionado a possibilidade de o governo norte-americano aplicar mais sanções à Venezuela.

Militares

Pence se dirigiu também aos militares das Forças Armadas da Venezuela que se mantêm fieis a Maduro. De acordo com o vice-presidente americano, é “chegada a hora”  de compreender a legitimidade de Guaidó como presidente interino e aceitar a oferta de anistia. Do contrário, Pence foi claro: as consequências serão graves, e o isolacionismo é certo.

“Vocês podem escolher aceitar a oferta de Guaidó de anistia, mas se vocês escolherem continuar a apoiar Maduro, vocês serão responsabilizados. Vocês não vão encontrar nenhuma saída fácil, nenhuma escapatória”, ressaltou o norte-americano.

Pence negou que os Estados Unidos ou Guaidó adotem medidas com caráter de vingança. “O presidente Guaidó não busca a vingança, os Estados Unidos, também não. Se vocês [militares venezuelanos] assumirem a bandeira da democracia, o presidente Guaidó e os governo dos Estados Unidos vão acolher e garantir que serão liberados das sanções impostas.”

Dinheiro

O vice-presidente anunciou ainda o repasse de US$ 56 milhões a mais para apoiar os países da região no suporte à Venezuela. Pence destacou o papel da poppulação venezuelana, que saiu às ruas pedindo democracia e liberdade. “O povo que ama a liberdade da Venezuela, saiba que vocês não estão sozinhos.”

Ele afirmou ainda que o esforço internacional é para assegurar uma transição pacífica na Venezuela. “Chegou a hora”, repetiu o vice-presidente, mais de uma vez. “O dia está chegando”, afirmou. “O povo verá o renascimento da liberdade. O bom povo da Venezuela.”

Saiba mais

Edição: Nádia Franco

anuncie aqui

Carregando...

Tabela do Brasileirão

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
fevereiro 2019
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia