PDT, PCdoB e PSB anunciam bloco de oposição sem o PT

Partidos divulgaram nota nesta quinta-feira sobre atuação na Câmara dos Deputados

Plenário da Câmara dos Deputados Foto: GILMAR FELIX / Agência Câmara

 

BRASÍLIA — O PDT, o PCdoB e o PSB assinaram um acordo nesta quinta-feira para a formação de um bloco de oposição na Câmara dos Deputados ao futuro governo deJair Bolsonaro (PSL). O PT, que terá 56 deputados a partir de 2019, foi excluído do grupo.

O documento é assinado pelos líderes André Figueiredo (PDT-CE), Orlando Silva (PCdoB-SP) e Tadeu Alencar (PSB-CE). A partir do ano que vem, juntos, o três partidos terão 69 parlamentares.

Desde o início da campanha para a Presidência da República, o PT têm sofrido críticas de setores da esquerda. No segundo turno do pleito, Ciro Gomes, candidato do PDT, deixou o país e se recusou a fazer campanha para Fernando Haddad (PT). O irmão de Ciro, senador eleito Cid Gomes, chegou a criticar publicamente petistas em comício em Fortaleza. 

O bloco é visto por parlamentares como um movimento de partidos de esquerda para organizar uma alternativa de poder diferente do PT.

Logo após o anúncio dos três partidos, Bolsonaro foi ao Twitter para falar sobre o assunto:

Jair M. Bolsonaro

?@jairbolsonaro