WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 24/nov/2018 . 20:01

CENTRO DE OPERAÇÕES DE SATÉLITE BRASILEIRO É INAUGURADO NO RIO

Instalação vai operar como um backup (reserva) do Centro de Operações Espaciais de Brasília, que controla o satélite SGDC-1

Jéssica Antunes* | Agência Brasil

19/11/2018 às 18h48

Foto: Shutterstock

O governo brasileiro inaugurou hoje (19/11) novo centro de controle do satélite SGDC-1, que amplia a oferta de banda larga ao território nacional. O Centro de Operações Especiais Secundário (Cope-S), que funciona no Rio de Janeiro, vai operar como um backup (reserva) do Centro de Operações Espaciais de Brasília, que controla o satélite.Com isso, o polo do Rio ficará encarregado de operar e receber todos os dados do satélite em órbita, caso haja alguma falha na atuação da unidade do Distrito Federal. A ideia é manter a operação do equipamento, mesmo se houver algum problema com o centro principal.,

O Cope-S está localizado na Estação de Rádio da Marinha, na Ilha do Governador, na zona norte da cidade do Rio. Para o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, a instalação da base no Rio representa um avanço para diversas áreas, como segurança, saúde e agricultura.

“Isso significa que, no campo da segurança, teremos a possibilidade de fazer o monitoramento das nossas fronteiras. Já no campo dos serviços públicos, em especial saúde e educação – sejam municipais, estaduais ou da União – será possível levar banda larga de qualidade e de alta capacidade a todos os equipamentos. Além disso, a banda larga vai melhorar as condições da nossa agricultura, que vai poder contar com a agricultura de precisão”, afirmou.

Investimento

A parte terrestre do Centro de Operações foi implementada pela empresa estatal Telebras, em conjunto com o Ministério da Defesa, e custou R$ 450 milhões. As instalações irão ocupar mais de sete mil metros quadrados da área da Marinha.

O presidente da Telebras, Jarbas José Valente, explicou que a base é fundamental para as comunicações estratégicas do Estado e para a população.

“O projeto vai levar todas as condições de banda larga de qualidade que a própria Defesa pode utilizar. Parte da banda também será para uso de todo sistema de defesa nacional e da comunidade como um todo. Nós vamos levar banda larga para todos os locais do país, inclusive pequenas localidades que ainda não têm internet”, acrescenta.

Segundo a estatal, a intenção é que a construção ofereça maior controle sobre o tráfego de informações sensíveis e estratégicas para o Brasil, graças ao alto nível de confiabilidade da infraestrutura.

*Estagiária sob supervisão de Vitor Abdala

VALEC avança em avaliação de governança

O desempenho da VALEC Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. cresceu mais uma vez na avaliação do Indicador de Governança desenvolvido pela Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (IG-SEST), do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

Mantendo o segundo melhor nível da certificação, a Empresa teve sua nota elevada de 5,79 para 7,31.

O indicador avalia o cumprimento dos requisitos exigidos pela Lei nº 13.303/2016, a chamada Lei das Empresas Estatais, que buscam implementar as melhores práticas de mercado e maior nível de excelência em governança corporativa nas Estatais.

Foto divulgação

 

Após a avaliação, as empresas são certificadas em níveis que vão 4 a 1, sendo 1 o nível mais alto.

“A certificação é um reflexo do importante trabalho realizado pela Empresa nos últimos meses para melhoria da nossa estrutura de governança. Temos a certeza de que avançaremos ainda mais com os processos que estão em andamento”, afirmou Handerson Cabral Ribeiro, presidente da VALEC.

O desempenho da VALEC em relação à Transparência das Informações registrou o maior crescimento desde a primeira avaliação. A nota cresceu de 2,50 para 9,17 no último ano.

TCU aponta 38 órgãos federais com riscos de sofrer fraude e corrupção

Quase 290 instituições públicas e empresas estatais foram auditadas

Levantamento inédito feito pelo Tribunal de Contas da União (TCU) aponta que 38 órgãos e entidades com alto poder econômico no governo federal “possuem fragilidades nos controles” em escala que considera “alta” e “muito alta”. Juntas, as “unidades” somam orçamento anual de R$ 216 bilhões.

O “mapeamento da exposição a riscos” foi feito com auditorias junto a 287 órgãos do Poder Executivo, inclusive empresas estatais, para avaliar a exposição a riscos de desvios e corrupção. A classificação pondera “fatores de riscos” (poder econômico e poder de regulação) com ”índices de robustez dos controles”.

O estudo consta em relatório apresentado pela ministra Ana Arraes e aprovado pelo Plenário do TCU (Acórdão nº 2604/2018) na quarta-feira da semana passada (14).

No detalhamento, o relatório assinala a situação das instituições públicas com mais alto poder econômico e de regulação – “extrato dos 30% maiores”. Entre essas, oito de cada dez “ainda estão em níveis iniciais de estabelecimento de gestão de riscos e controles internos”.

Uma proporção ainda maior de instituições, quase nove em cada dez, “declararam que não passaram do estágio inicial de implantação de controles específicos para detecção de combate à fraude e corrupção”.

O documento ainda descreve que das “102 instituições com maiores poderes econômico e de regulação, 70% declararam que não estão implementadas medidas de monitoramento da gestão da ética”.

O TCU critica a ausência generalizada de “critérios mínimos e objetivos para indicação de dirigentes” dos órgãos públicos; e aponta que “as estatais de maior poder econômico pouco avançaram no estabelecimento de modelo de dados abertos, de transparência e de accountability [prestação de conta]”.

O relatório será encaminhado à Presidência da República e os riscos apontados pelas auditorias do TCU serão comunicados à equipe de transição.

Fonte: Agência Brasil 

Leia mais:

Levantamento inédito do TCU aponta riscos de fraude e corrupção em 38 órgãos federais

‘Mapa de risco’ do TCU indica 38 órgãos públicos federais mais vulneráveis à fraude e corrupção

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
novembro 2018
D S T Q Q S S
« out   dez »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia