Aproveitando a foto abaixo, pergunto:

O que vai ser feito da área tomada do porto, que hoje já está aterrada?

E do elefante branco, em que se transformou o Moinho, depois das manobras para o seu não aproveitamento?