WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 19/out/2018 . 19:19

A CHAPA OAB SEM BUROCRACIA DEFINE

A CHAPA OAB SEM BUROCRACIA DEFINE VINICIUS BRIGLIA PINTO COMO CANDIDATO A PRESIDENTE E ARNON MARQUES FILHO A VICE, PARA AS ELEIÇÕES DA OAB SUBSEÇÃO DE ILHÉUS

Chapa OAB sem burocracia.

Chapa OAB sem Burocracia já esta formada e foi registrada no final da manhã de sexta-feira (19) na sede da OAB em Salvador, para concorrer as eleições da OAB Subseção de Ilhéus para o triênio 2019-2021, que ocorrerá no dia 21 de novembro de 2018.

A chapa é composta por Vinicius Briglia Pinto (Presidente), Arnon Nonato Marques Filho (Vice-presidente), Monica Rebouças de Matos (Secretaria Geral), Silvana Vieira Lins (Tesoureira) e Robson Magalhães Souza (Secretário Adjunto).

O Movimento OAB sem Burocracia surgiu a partir da observação diária das dificuldades enfrentadas pelos Advogados no exercício da profissão.  Ao longo do tempo o grupo foi crescendo com as mais variadas contribuições dos colegas buscando transformar a realidade da subseção. Para a viabilização e realização das propostas discutidas, o movimento se transformou em chapa para disputar as eleições da subseção de Ilhéus para o triênio 2019-2021 e trabalhar por uma OAB renovada e sem burocracia.

A chapa propõe uma renovação da OAB com inúmeras medidas para fortalecimento da classe, transparência da gestão e maior interação com a população.

DEPUTADO EDUARDO SALLES COMEMORA PREVISÃO DE UNIVERSALIZAÇÃO DO ACESSO À ENERGIA ELÉTRICA NA BAHIA ATÉ 2021

A confirmação foi feita na última quarta-feira (17) ao deputado estadual Eduardo Salles pelo superintende estadual de Energia, Celso Rodrigues. O decreto presidencial garante a prorrogação do Programa Luz Para Todos até 2022, com a universalização do acesso a energia elétrica no Estado até 2021.

Desde a sua criação, em 2003, já são mais de 500 mil ligações feitas em todo o Estado. O programa atende comunidades rurais baianas sem acesso à energia elétrica.

No final de 2016, durante audiência com Fernando Bezerra Filho, então ministro de Minas e Energia, Eduardo Salles solicitou e conseguiu que o governo federal mantivesse o Programa Luz Para Todos na Bahia, o que permitiu a liberação, por parte do governo federal, de R$ 800 milhões para a realização de 50 mil ligações de energia elétrica entre 2017 e 2018.

Nestes dois anos, conforme a Superintendência de Energia, foram realizadas mais de 48 mil ligações. “Caso o programa não fosse prorrogado, o consumidor baiano teria que arcar com os custos para ter acesso à energia elétrica nas comunidades rurais”, explicou Eduardo Salles.

“Conheço a realidade da zona rural dos municípios baianos e sei a importância de levar energia elétrica para que possamos, além de permitir o acesso a serviços básicos, oferecer possibilidades de desenvolvimento que gerem emprego e renda à população”, destacou o parlamentar.

ASCOM – Deputado Estadual Eduardo Salles

CURTA A FANPAGE – www.facebook.com/eduardosalles2014

SIGA NO INSTAGRAM – @eduardossalles

ACESSE O SITE – http://eduardosalles.com.br/

CONTATOS – (71) 3115-5543 / (71) 3115-5588

Ministro do STF julga prejudicada ADI contra vaquejada e esporte continua garantido na Bahia

O deputado estadual Eduardo Salles comemorou a decisão do ministro relator do Supremo Tribunal Federal (STF), Roberto Barroso, que julgou prejudicada a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) 5710, ajuizada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), contra a Lei 13.454/2015, de autoria do parlamentar, que regulamenta a prática da vaquejada e cavalgada na Bahia. A ação também favorece a PEC 96/2017, de autoria do senador Otto Alencar.

“Com o parecer, os organizadores terão tranquilidade para realizar seus eventos em todo o Estado.  Desde o primeiro momento, abracei a luta pela defesa do setor que mantém o sustento de milhares de famílias por meio de atividades ligadas às vaquejadas a cavalgadas”, afirma Eduardo Salles.

Segundo o relator, a PGR perdeu o interesse processual depois da promulgação da Emenda Constitucional (EC) 96/2017, que permitiu as práticas desportivas que utilizem animais, desde que reconhecidas como manifestações culturais e regulamentadas por lei que assegure o bem-estar dos animais.

De acordo com o ministro Barroso, com a edição da Emenda, “modificou-se, de forma substancial, o tratamento constitucionalmente conferido à vaquejada, ficando prejudicada a análise desta ação”.

Em agosto deste ano, Eduardo Salles, o assessor jurídico da ABV (Associação Baiana de Vaquejada), Marcelo Carvalhal, e os advogados da Associação Brasileira de Vaquejada (ABVAQ), Leonardo Dias e João Neto, participaram de audiência com o procurador-geral do Estado, Paulo Moreno, para estabelecer estratégias conjuntas para que o governo baiano e as entidades realizarem no Supremo Tribunal Federal a defesa da Lei 13.454/2015.

Na época, o ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, entrou com uma ADIN questionando as leis estaduais que regulamentam as vaquejadas e a PEC 96/2017.

O parlamentar, autor da Lei 13.454/2015, já sancionada pelo governador Rui Costa, frisa que a vaquejada pode acontecer com total respeito às regras que garantam o bem-estar animal, a geração de milhares de empregos e a tradição do povo nordestino.

“A nossa lei estadual, elaborada por veterinários e entidades ligadas aos vaqueiros, já define uma série de regras que permitem a segurança dos animais”, explica Eduardo Salles.

A Procuradoria avaliou e, no começo de outubro, o parlamentar deu entrada no Projeto de Lei Complementar, construído em conjunto com todas as associações da classe. “A ação foi determinante para oferecer mais segurança jurídica na realização da vaquejada. Tenham certeza que continuaremos lutando pelo nosso esporte, nossa cultura e os milhares de empregos gerados”, finaliza Eduardo Salles.

ASCOM – Deputado Estadual Eduardo Salles

CURTA A FANPAGE – www.facebook.com/eduardosalles2014

SIGA NO INSTAGRAM – @eduardossalles

ACESSE O SITE – http://eduardosalles.com.br/

CONTATOS – (71) 3115-5543 / (71) 3115-5588

Técnicos da Seinfra visitam construção da ponte Ilhéus-Pontal

VisitaPonteIlheusPontalFotoUlgoOliveiraSeinfra

Objetivo é acompanhar o andamento da obra do novo equipamento

A construção da ponte Ilhéus-Pontal recebeu a visita de técnicos da Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra), incluindo o secretário Marcus Cavalcanti, nesta sexta-feira no município do sul baiano. Uma oportunidade de acompanhar a implantação da primeira ponte estaiada da Bahia, que está com 55% de execução.

Com 533 metros de comprimentos e 24,6 metros de largura, o novo equipamento terá passeio, canteiro central, uma ciclovia e pista dupla nos dois sentidos. Também está sendo feito um acesso viário com cerca de 3 quilômetros.O investimento na obra é de mais de R$ 98 milhões. Atualmente, 260 profissionais estão atuando na construção. 

A ponte Ilhéus-Pontal vai atender 511 mil moradores de Itabuna, Una, Canavieiras, Buerarema, Itacaré e Uruçuca, junto com Ilhéus. Além disso, o equipamento vai contribuir para o escoamento da produção agrícola, principalmente do cacau, e no desenvolvimento turístico do litoral sul do estado.

Atenciosamente,

Rafael Lemos

    Secretaria de                                 ASCOM

   Infraestrutura             Assessoria de Comunicação Social

                              ascom@infra.ba.gov.br
          (71)3115-2387
          (71)3115-2323

O POVO DE ILHÉUS, NÃO É MAIS TÃO BESTA COMO PENSAM!

PLANETA MARTE – O PLANETA VERMELHO!

Taí uma boa sugestão para o pessoal que vai embora se Bolsonaro ganhar.

Donald Trump é um homem de bom coração. No próximo ônibus espacial para Marte, ele pode arranjar uma carona.

Boa viagem…

Planeta vermelho esperando esquerdopatas para ser colonizado…

Jabes faz análise das eleições 2018 ===>>> 11-10-2018

O secretário geral dos Progressistas na Bahia e ex-prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, participou do programa Alerta Geral da Rádio Santa Cruz. Durante a entrevista, o progressista analisou o cenário político atual e os rumos das eleições 2018.

 

Para o ex-prefeito, os Progressistas conseguiram uma boa performance nas urnas elegendo quatro deputados federais e sete estaduais. Além do fortalecimento do partido através da reeleição de Rui Costa e do vice-governador , João Leão.  Outro fato importante foi  a eleição dos senadores  Jaques Wagner e Ângelo Coronel que apoiará as lutas da Bahia no Senado Federal.  Jabes  garantiu que a cidade não ficará sem representantes. Ele destacou a quantidade expressiva de votos que o deputado federal Cacá Leão obteve em Ilhéus e  o compromisso do deputado estadual Eduardo Salles que se prontificou a continuar representando Ilhéus na Assembleia Legislativa .

 

Analisando o cenário local, o ex-prefeito elogiou a postura do candidato Cacá Colchões . “O trabalho de Cacá foi fantástico. Ele  foi um bravo, um  guerreiro. Ele fez uma campanha inteligente, com respeito e humildade. Conseguiu ser campeão de votos na cidade, sem máquina, sem dinheiro, sem nada.  Só com trabalho e solidariedade”.  Para o ex-prefeito, Cacá  saiu fortalecido e respeitado do pleito e se habilitou, por méritos próprios, para a sucessão municipal em 2020.

 

Com relação a derrota da deputada Ângela Sousa,  Jabes  limitou a dizer que foi reflexo da má administração do prefeito Mário Alexandre. “Nós não temos que festejar a derrota de ninguém. Cada um faz sua análise, mas não dá para dissociar Ângela de seu filho Mário”, conclui o ex-prefeito.

anuncie aqui

Carregando...

Tabela do Brasileirão

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
outubro 2018
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia