A data foi comemorada durante solenidade realizada na sede do Samu, situada na Avenida Luis Eduardo Magalhães (Avenida Litorânea Norte), no Malhado.

Dez anos do Samu em Ilhéus foi comemorado com café da manhã - foto Gidelzo Silva Secom Ilhéus (1)

Dez anos do Samu em Ilhéus foi comemorado com café da manhã – foto Gidelzo Silva Secom Ilhéus

Dez anos do Samu em Ilhéus foi comemorado com café da manhã - foto Gidelzo Silva Secom Ilhéus (2) Dez anos do Samu em Ilhéus foi comemorado com café da manhã - foto Gidelzo Silva Secom Ilhéus (3) Dez anos do Samu em Ilhéus foi comemorado com café da manhã - foto Gidelzo Silva Secom Ilhéus (4)

Com uma média de 1.800 atendimentos mensais, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192)completou,neste mês de dezembro, dez anos de funcionamento em Ilhéus.Os dez anos do Serviço no município, iniciados em 12 de dezembro de 2005, foram comemorados durante solenidade na sede da entidade,situada na Avenida Luis Eduardo Magalhães, no Malhado.

Além do vice-prefeito Carlos Machado (Cacá) e de servidores do Samu, o ato público também contou com a presença do presidente da Câmara Municipal, Tarcísio Paixão, dos secretários de Saúde, Antônio Ocké, e de Relações Institucionais, Frederico Vésper, do vereador Luiz Carlos dos Santos (Escuta) e do coordenador geral do Samu, Marcus Vinícius Gonçalves Pinto.

Durante seu pronunciamento, o secretário de Saúde, Antônio Ocké, lembrou que, mesmo com algumas dificuldades, o aniversário de dez anos do Samu em Ilhéus foi marcado por boas notícias. “No último dia 16, recebemos, em Salvador, do governador Rui Costa, uma nova unidade avançada, equipamento que permitirá o transporte de pacientes com quadros clínicos de maior complexidade. Além disso, a Prefeitura de Ilhéus já fez a doação de um terreno ao Samu na Avenida Roberto Santos, na Esperança, para construirmos, em 2016, por meio de recursos captados junto ao Ministério da Saúde, a nossa sede própria”, disse.

Ocké lembrou que, para a alta estação, o governo municipal trabalha com a proposta de criar dois postos do Samu: um na zona sul e outro na zona norte de Ilhéus. “Com o aumento considerável da chamada população flutuante nesta época do ano, as operações de atendimento ficam ainda mais difíceis. A ideia é termos unidades estacionadas no sul e no norte da cidade visando agilizar e tornar mais efetivas as operações do Serviço”, explica o secretário de Saúde.

Após parabenizar toda a equipe ilheense do Samu 192, o vice-prefeito Carlos Machado (Cacá) destacou a importância do Serviço para o bem estar das pessoas. “Nestes dez anos, a população e os nossos visitantes puderam observar, no dia a dia, o esforço, a dedicação e o comprometimento de todos que fazem ou que já fizeram parte dessa valorosa equipe”, comentou.

Regional – O coordenador geral do Samu, Marcus Vinícius Gonçalves Pinto, reitera que o Município de Ilhéus faz a regulação médica de sete bases descentralizadas: Uruçuca, Itacaré, Una, Valença, Gandu, Teolândia e Arataca, o que, segundo ele, beneficia um universo de cerca de 310 mil pessoas.

Atualmente, ainda segundo Marcus Vinícius Pinto, a base de Ilhéus possui uma unidade avançada (um médico socorrista, um condutor socorrista e um enfermeiro socorrista), três unidades básicas (um condutor socorrista e um técnico em enfermagem socorrista) e uma motolância (técnico em enfermagem).

Ao todo, a base de Ilhéus mantém, ainda segundo o coordenador geral do Samu, Marcus Vinícius, 75 funcionários. Entre eles, médicos, condutores, enfermeiros, técnicos em enfermagem, operadores, técnicos auxiliares de regulação médica (tarms), técnicos de farmácia e auxiliares de serviços gerais, entre outros.

Casos – Marcus Vinícius Pinto enfatiza que os casos mais comuns atendidos pelo Samu 192 incluem acidentes de trânsito e AVCs (Acidentes Vasculares Cerebrais). “Em menor proporção, também temoscasos de acidentes domésticos e episódios diversos de diabetes e hipertensão”, acrescenta.

O coordenador geral do Samu em Ilhéus afirma, ainda, que o corpo técnico da entidade passa, ao longo do ano, por constantes capacitações. “Somente este ano, participamos de três simulados e de treinamentos variados”, completa.

Samu – O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) tem como objetivo chegar precocemente à vítima após ter ocorrido alguma situação de urgência ou emergência de natureza clínica, cirúrgica, traumática, obstétrica, pediátrica, psiquiátrica, entre outras, que possa levar a sofrimento, a sequelas ou mesmo a morte.  Trata-se de um serviço pré-hospitalar,  que visa conectar as vítimas aos recursos que elas necessitam e com a maior brevidade possível.

O Samu 192 é um serviço gratuito, que funciona24 horas, por meio da prestação de orientações e do envio de veículos tripulados por equipe capacitada, acessado pelo número “192” e acionado por uma Central de Regulação de Urgências. O Samu realiza os atendimentos em qualquer lugar: residências, locais de trabalho e vias públicas, e conta com equipes que reúne médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e condutores socorristas.

Secretaria de Comunicação Social – Secom. – Ilhéus, 21.12.15