WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 27/abr/2018 . 18:00

O VENENO DA NOITE!

É mais fácil pegar um mentiroso do que um coxo!

CDL DE ILHÉUS RECEBE VISITA DO DEPUTADO ESTADUAL EDUARDO SALLES (PP)

O Presidente da CDL Clóvis Junior e Deputado Estadual Eduardo Salles.

 

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Ilhéus, Clóvis Júnior, recebeu na manhã desta sexta-feira (27.04) a visita do deputado estadual pelo Partido Progressista, Eduardo Salles. O parlamentar tem como berço político o segmento empresarial e é líder da Frente Parlamentar de Apoio à Micro e Pequena Empresa na Assembleia.

 “Eduardo Salles foi um ativista na luta contra o veto presidencial ao programa de refinanciamento de dívidas das micro e pequenas empresas, o REFIS das MPEs. O veto foi derrubado na Câmara dos Deputados no início deste mês, o que achamos mais do que justo já que as grandes empresas foram beneficiadas e só as micro e pequenas ficariam de fora. Somos agradecidos pelo empenho dele nesta causa”, disse Clóvis Júnior que também conversou com deputado sobre o reenquadramento dos optantes no REFIS estadual; sobre a burocracia e custos elevados das autorizações para as entidades do comércio realizarem campanhas promocionais, que geram emprego e renda nas épocas festivas entre outros assuntos.

Atendendo a um pleito da entidade, o deputado está negociando a vinda de representantes da FECOMÉRCIO – Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia para um encontro com presidentes das CDL’s da região. “Nosso objetivo é que nossas demandas sejam ouvidas, debatidas, e providências no sentido de atendê-las sejam tomadas. Foi uma visita muito produtiva que tenho certeza que em breve resultará em boas notícias para o comércio de forma geral” concluiu Clóvis Júnior.

EX-SECRETÁRIO DESMENTE MAIS UMA NOTÍCIA FALSA DO GOVERNO MARÃO

José Antônio Ocké

O ex-secretário de saúde de Ilhéus, José Antônio Chagouri Ocké, classificou como um absurdo à informação veiculada pela Prefeitura Municipal no dia 18 de abril intitulado “Banco do Pedro após oito anos sem atendimento ganha Mutirão da Saúde”. Para o ex-secretário, a atual administração tenta a todo custo colocar a culpa do seu fracasso na gestão anterior e para isso utiliza de declarações inverídicas que não condizem com a verdade.

            A nota causou surpresa no ex-secretário já que durante a gestão passada foram oferecidos diversos serviços à comunidade através de atendimentos regulares, com equipe composta pela enfermeira Juliana Lopes, uma técnica de enfermagem e dois agentes comunitários de saúde que realizavam o atendimento periódico à população. Além disso, eram realizados mutirões que ofereciam serviços de vacinações, exames preventivos, testes de glicemia, verificação de pressão arterial, acompanhamento do programa bolsa família, consultas com nutricionistas e consultas médicas.  Os últimos mutirões foram ofertados nos dias 21 de março, 24 abril, 29 de julho e 29 de setembro de 2016, desmentindo assim a informação divulgada pelo atual governo.

Vale lembrar que, durante a gestão do prefeito Jabes Ribeiro, foi inaugurado o Posto de Saúde do Banco do Pedro. O prédio do munícipio, que se encontrava abandonado, foi reformado e ampliado com recursos próprios, possibilitando dá uma maior comodidade e prestação de serviços de qualidade aos moradores. Com o objetivo de atender a demanda dos distritos e saber as necessidades dos pacientes, semanalmente eram realizadas reuniões com os administradores locais.  As marcações de consultas eram feitas pela Secretaria de Saúde, em que as guias eram encaminhadas pelos Agentes Comunitários de Saúde e pelas enfermeiras como forma de simplificar o atendimento.

Nosso compromisso é sempre com a verdade dos fatos. De acordo com informações de moradores, esse foi o primeiro mutirão realizado pelo governo após 16 meses de gestão. Não obstante, lembramos que somos uma oposição responsável e desejamos que o prefeito Mário Alexandre encontre o caminho certo para administrar a cidade.

Agradeço a oportunidade,

José Antônio Chagouri Ocké

ex-secretário de saúde  de Ilhéus ( 2014/2016)

ILHÉUS – Defensoria Pública instaura Procedimento para Apuração de Dano Coletivo na saúde

03/04/2018 17:05 | Por Amanda Santana – DRT/BA – 5666

Ação ocorreu devido aos usuários do SUS passarem dificuldades por desorganização nos serviços de saúde

Defensoria Pública

Os usuários do Sistema Único de Saúde – SUS, em Ilhéus, estão tendo o direito ao acesso ordenado e organizado dos serviços de saúde violado, seja por falta de informações claras sobre os serviços de saúde disponíveis ou por ineficiência da estrutura disponível.  Para averiguar eventuais ilegalidades na prestação de serviços de saúde pelo Município e Estado da Bahia e, se for o caso, ajuizamento de medidas judiciais cabíveis, a Defensoria Pública do Estado da Bahia – DPE/BA instaurou Procedimento para Apuração de Dano Coletivo – PADAC nº 01/2018.

Além da coleta de informações, como providência imediata para acautelar direitos da população abrangida pela prestação dos serviços de saúde, a DPE/BA expediu recomendações ao diretor do Hospital Regional Costa do Cacau, Cláudio Augusto da Silva Moura Costa, e à secretária de Saúde do Município de Ilhéus, Elizângela Santos de Oliveira, para implementação de melhorias no acesso dos usuários aos serviços de saúde pública e estruturação das redes de atenção básica; média e alta complexidade; e atenção hospitalar. Também requereu comunicação clara e objetiva à população sobre a rede de atendimento e o tipo de serviço prestado em cada unidade.

Subcoordenadora da 3ª Regional da DPE/BA, sediada em Ilhéus, a defensora pública Cristiane Barreto informa que a Defensoria Pública, como Instituição que tem a função de promover políticas públicas, instaura o procedimento de apuração do dano coletivo à saúde pública com vistas à postulação da estruturação do serviço de atendimento adequado que a população tem direito.

Ao Hospital Regional Costa do Cacau, a Defensoria Pública recomenda o atendimento do fluxo de clientes estabelecido para a unidade no Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde – CNES, qual seja, atendimento de demanda espontânea e referenciada, de urgência, emergência ou ambulatorial, procedendo o encaminhamento do paciente à outras unidades de saúde somente quando necessário e propiciando o diagnóstico e tratamentos corretos, no momento adequado, garantindo o melhor desfecho e retorno às atividades com tempo e custo otimizados.

De acordo com a defensora pública Fabianne de Oliveira Souza, a atuação da DPE/BA é resposta aos vários pedidos de auxílio formulados à Instituição que ultrapassam a esfera individual e acabam se revestindo do caráter de socorro à saúde no Município. “Ilhéus e o Estado da Bahia precisam estruturar seus serviços de forma que a população tenha garantido o acesso àquele direito fundamental nos moldes estabelecidos pela legislação brasileira, sendo a prestação de serviços de saúde de forma universal, integrada e eficiente o principal objetivo buscado pela Defensoria Pública”, concluiu.

A Secretaria de Saúde do Município de Ilhéus e o Hospital Regional Costa do Cacau têm o prazo de 15 (quinze) dias para resposta à Defensoria Pública sobre as medidas adotadas.

ENTENDA O CASO :: LEIA MAIS »

VEREADOR THADEU FAZ SÉRIAS ACUSAÇÕES AO GOVERNO MUNICIPAL

Hoje pela manhão vereador é advogado Thadeu Munizparticipou do programa Balanço Total apresentado por Tony Matiolli, na Rádio Santa Cruz. O edil teceu duras críticas à inércia do governo municipal, relatou que está sendo perseguido e classificou a gestão de Mário Alexandre como uma gestão voltada para interesses pessoais. 

De acordo com o vereador, o governo está usando a máquina pública para atender aos interesses próprios, promovendo licitações fraudulentas e não realizando os serviços básicos para a população.  “O governo municipal desde o inicio de sua gestão vem mostrando um desgoverno.É um governo pautado em uma mentira, acusações inverídicas principalmente em relação a este vereador. Um governo que não atende e não vem atendendo aos pedidos básicos da população. Um governo onde a propaganda descabida e mentirosa está prevalecendoUm governo onde o que faz é dilapidar o patrimônio público, dilapidar o Erário e prova disso, posso citar aqui, dentre outras, diversas licitações fraudulentas que foram anuladas. Licitações milionárias como a do cimento a R$ 50 reais e poltronas a 800% do valor usual do mercado.”, enfatizou Muniz. 

Outro ponto abordado na entrevista foi os projetos enviados por Mário Alexandre à Câmara,  classificados pelo vereador como de interesses escusos e pessoais.  Thadeu citou o projeto de número 043/2018 enviado à Câmara para que fosse autorizado o pagamento de mais de R$ 16 milhões à Embasa. “Esse projeto contém duas páginas. Uma é o valor que passa de mais de 16 milhões e a outra é o pedido para que aquela casa [Câmara Municipal] autorize que o governo municipal, através de um acordo, pague a uma empresa do Estado – Embasa. Eu fui o único que votei contra. Não tinha elementos mínimos para saber se a dívida existia. Não chegou uma prova, nenhuma planilha, apenas o valor. Seria irresponsabilidade desse vereador autorizar um pagamento sem saber se a divida existe”, explicou.  O vereador lembrou que essa dívida já tem decisão judicial favorável, interposta pelo governo passado.  

Thadeu Muniz também lembrou a demolição do posto de saúde Sara Kubitscheck e ressaltou que não há interesse do governo municipal em levar à população uma saúde de qualidade “O primeiro ato do governo foi a demolição do posto de saúde e disse que em 6 meses estaria pronto. Tem quase 2 anos parado”, lembrou . Para o vereador, o governo municipal busca a reeleição da deputada, Ângela Sousa, dilapidando o Erário, o que é imoral e ilegal.

anuncie aqui

Carregando...

Tabela do Brasileirão

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
abril 2018
D S T Q Q S S
« mar   maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia