WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 28/fev/2018 . 17:38

ILHÉUS: PREFEITURA VAI COMPRAR SACO DE CIMENTO A R$ 50 E LITRO DE SOLVENTE A R$ 99

ILHÉUS: PREFEITURA VAI COMPRAR SACO DE CIMENTO A R$ 50 E LITRO DE SOLVENTE A R$ 99

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre (PSD), foi às compras e leitores atentos do ILHÉUS EM RESUMO não deixaram passar itens do carrinho que assustam pelo preço ou pela forma como serão adquiridos.

Por meio do pregão presencial número 046/2017, a prefeitura pode comprar da empresa Paulo de Tarso dos Santos Eireli EPP (lote 2), cal, cimento e outros itens – a firma é de Valença e a homologação do resultado da licitação foi publicado no diário oficial do dia 16 de fevereiro (confira aqui).

Aparentemente, tudo normal, menos se a prefeitura não fosse adquirir 5 mil unidades de cimento a 50 reais cada uma. O produto, vendido em saco de cinquenta quilos, custa de 18 a 25 reais nas lojas da cidade, a depender da marca. Já a cal para pintura vai sair a R$ 3,60 cada um dos 50 mil quilos. Na internet, o saco com 8kg não sai por mais de 15 reais.

Marão também colocou no carrinho 100 rolos de fita zebrada para sinalização. Comprou cada uma a 20 reais. Na internet, o rolo, da marca Adelbras – escolhida pela prefeitura, sai por até R$ 7,80.

Já da empresa Daniela Bulcao Matos Epp, da cidade de Candeias, Marão vai comprar material de pintura. O ilheense vai pagar, pelo galão do esmalte sintético acetinado, R$ 205, e pela lata do esmalte sintético brilhante, R$ 120,33. O ILHÉUS EM RESUMO, que gosta de economizar nas compras, pesquisou. A loja Buriti, por exemplo, vende o primeiro item a R$ 115 e o segundo a R$ 83.

Não menos cara foi a compra de solvente à base de aguarrás. Numa pesquisa na internet, encontramos a lata com 900ml sendo vendida a R$ 11,99. Já a prefeitura vai pagar 99,33 reais por cada um dos 1000 litros previstos no edital da licitação.

Outro item do carrinho de Marão que nos toma a atenção é a compra de vergalhões. Serão empenhados cerca de 4,1 milhões de reais para comprar esse tipo de material. E não para por ai: a licitação orçou o preço do quilo do vergalhão e não a unidade. Por cada quilo da peça de 12,5mm, a prefeitura vai pagar R$ 234, por exemplo.

Para tirar a dúvida, ligamos para a Blocolar, empresa bastante conhecida na cidade. Orçamos os vergalhões de 12,5mm e de 10mm. A peça (e não o quilo) do primeiro sai por R$ 57,75 e a do segundo por R$ 36,90.

Cabe aqui lembrar que o edital 046/2017 visa o registro de preço, o que seria uma espécie de orçamento que a administração pública faz, mas que não a obriga a adquirir, total ou parcialmente, os produtos.

No entanto, cabem questionamentos quanto aos preços homologados serem, visivelmente, acima dos praticados pelo mercado, assim como é de se estranhar a compra de peças de metal por quilo, o que não é usual.

No dia 22, questionamos a Secretaria de Comunicação Social (Secom) sobre os pontos elencados acima e fomos informados apenas que essa licitação passaria por nova fase de apresentação de preços por parte das empresas.

MUDANÇAS NAS RELAÇÕES DE TRABALHO EM ILHÉUS.

Faço esta análise pois já vivi a fase de pleno emprego em Ilhéus.

Com os empreendimentos do Porto Sul e Ferrovia, várias empresas, de vários tipos, vão estar presentes tanto na construção, quanto na operação do modal.

Com isso a Prefeitura deixa de ser a maior empregadora da cidade, a Câmara de Vereadores deixa de ser uma agência de empregos, e o trabalhador vai ter que se qualificar e ser treinado para não ficar fora do jogo.

É assim em todo lugar, e em Ilhéus não vai ser diferente.

Hub logístico. Porto, aeroporto, ferrovia e rodovias.

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
fevereiro 2018
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia