QUARTA-FEIRA, 23 DE JULHO DE 2008





Em estratégia de guerra, chama-se cortar linha de suprimento.

O Hospital Geral Luiz Viana Filho, foi surpreendido nesta terça-feira com esta manobra sórdida e calhorda, de a pretexto de consertar uma rua, que não precisava de conserto, viu seu portão, por onde é recolhido o lixo hospitalar, e também entrada de todos os produtos que abastecem o hospital, ser esburacado e conseqüentemente impedido de funcionar. Como podem ver, um veiculo está parado surpreendido pela ação.

Por que esta malvadeza com um órgão que só faz o bem para a população carente e desassistida de Ilhéus?

SUFOCANDO O REGIONAL.