Praia da Catedral.

Pelo que fiquei sabendo, por fontes internas do poder. Quase meio milheiro de processos de licenciamento de vários tipos estão parados, sem andamento.

O girar da economia está engessado, parado, paralisado.

Ninguém empreende, nem constrói, nem compra nem vende, não aluga.

A construção civil paralisada, as lojas de materiais de construção, sem vender e demitindo empregados. O mesmo acontecendo no comércio em geral.

Chegando a época de contratar para as festas natalinas, o desemprego aumenta. Festejar 10 ou 20 vagas criadas, é um desrespeito com a população. 

Os fornecedores que conseguem receber da Prefeitura, só com 90 dias, e olhe lá.

Triste, muito triste mesmo!