WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 1/ago/2017 . 22:24

DIÁRIO OFICIAL DO DIA 01-08-2017

Clique no banner

DIÁRIO OFICIAL DO DIA 31-07-2017 – REVISÃO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA.

Certifico que, revendo a publicação do Diário Oficial Eletrônico – ANO II| Edição n. 089, Caderno I, constatei a ausência de nitidez nos arquivos do Relatório Resumido de Execução Orçamentária do 3º Bimestre da Prefeitura Municipal de Ilhéus/BA, ao que lanço a presente em em retificação.

Clique no banner

36º EXPOITA 2017

A Rancho Leilões e Rancho do Pimpo convidam para o Coquetel de Lançamento da 36ª Expoíta, que será realizada na próxima quinta-feira, 03 de agosto, às 19h, no Parque Exposições Antônio Setenta.
Como Assessora de Imprensa do evento, me coloco à disposição desde já para agendamento de entrevistas no local.

Contamos com a sua presença, e a presença do estimado veículo.

Atendimento à imprensa:

Manuela Berbert Assessoria de Imprensa & Eventos

Atendimento:

Manuela Berbert (73) 9196-5043

Rua Major Dórea, 161, Bairro Castália.
Itabuna – Bahia / Cep 45602-748

O VENENO DA NOITE!

Tem time que é muito bom no papel, no noticiário e nos releases fantasiosos.

Quando entra em campo, é uma desgraça…

MARÃO COMEÇA A COMER NA MÃO DE ‘CUMA’! ===>>> 13-02-2017

No final, a raposa sempre come o coelhinho.

Marão e Cuma em juras de amores e boas intenções.

Marão e Cuma no início em juras de amores e boas intenções.

DSC_0205

Do carnaval ao São João, ainda tem um bom espaço de tempo…

Atualização: Dinamizando a saúde, Cuma faz indiretamente por Ilhéus, mais do que quem tem obrigação de fazer. Na inercia ou na incompetência, é para Itabuna que o ilheense  corre. Ou não?

AS 10 MAIORES ECONOMIAS DO MUNDO 1980-2022

*Artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“O Mediterrâneo é o oceano do passado.
O Atlântico é o oceano do presente,
e o Pacífico, o oceano do futuro”
John Hay, secretário de Estado dos EUA, em 1900

Entre as dez maiores economias do mundo, sete estão perdendo participação no PIB mundial e três estão ganhando participação, segundo dados do FMI, em poder de paridade de compra (ppp). Os Estados Unidos (EUA) são os maiores perdedores, pois representavam 21,8% da economia internacional em 1980, caíram para 15,3% em 2017 e devem ficar com 14,1% em 2022. Os EUA devem perder uma fatia de 7,7% do PIB mundial em 42 anos.

O Japão tinha uma participação no PIB global de 7,8%, em 1980 e subiu para 9% em 1991. Mas com a longa estagnação da economia japonesa, a participação do país caiu para 4,3% em 2017 e deve ficar em 3,7% em 2022. O Japão deve perder uma fatia de 4,1% do PIB mundial em 42 anos.

A Alemanha que tinha uma participação em 1980 de 6,6% deve ficar com apenas 2,9% em 2022, uma perda de 3,7% em 42 anos (o tamanho relativo da Alemanha será reduzido pela metade). A perda da Rússia deve ser de 2,4% em 30 anos, de 5,2% em 1992 para 2,8% em 2022. O Brasil que tinha uma participação no PIB mundial de 4,3% em 1980 deve cair para 2,3% em 2022. O Brasil, que já não era muito grande, deve diminuir em 2% sua participação na economia global. França e Reino Unido também estão encolhendo. Cada qual desses países era maior do que a China em 1980 e devem ser apenas uma fração do gigante asiático em 2022.

Das dez maiores economias, somente China, Índia e Indonésia ganharam espaço na economia internacional. A China é o grande destaque dos 42 anos em questão. Em 1980, a participação da China no PIB mundial era de somente 2,3%, ou seja, a China era menor do que o Brasil (que representava 4,3% do PIB mundial). Em 2017, a China já representava 18,3% e deve chegar a 20,4% do PIB mundial em 2022. A China elevou sua presença global em 18,1% em 42 anos e já é a maior economia do mundo (em ppp).

Outro país que deu um grande salto foi a Índia, que representava 2,9% do PIB global em 1980 e deve chegar a 9,2% em 2002, um aumento de 6,3% em 42 anos. Num ritmo um pouco menor, a Indonésia passou de 1,4% em 1980 para 2,6% em 2017 (já é maior do que o Brasil) e deve chegar a 2,8% em 2022, um aumento de 1,4% em 42 anos.

A tabela abaixo mostra o valor do PIB (em ppp) das dez maiores economias do mundo e o percentual de participação dessas economias na economia global, em 2017. O Brasil que tinha a pretensão de ser a quarta economia do mundo (passando Alemanha e Japão) perdeu posição para a Rússia e a Indonésia, encontrando-se na oitava posição.

 

A lista das maiores economias não é a mesma dos países com maior presença demográfica. Os países mais populosos do mundo, em 2017, são: China (1,4 bilhão de habitantes), Índia (1,34 bilhão), EUA (324 milhões), Indonésia (264 milhões), Brasil (209 milhões), Paquistão (197 milhões), Nigéria (191 milhões), Bangladesh (165 milhões), Rússia (144 milhões) e México (129 milhões.

Entre as 10 maiores economias, os três países que estão ganhando volume no PIB global são asiáticos e juntos (China, Índia e Indonésia) representam 40% da população mundial e já possuem um PIB equivalente ao do G7. Embora esses três países não sejam os protagonistas da reunião do G20, que ocorre em Hamburgo, na Alemanha, eles devem ganhar destaque nos próximos anos na medida em que o eixo da economia internacional se desloca para a Ásia.

Assim, o avanço destes países reforça o ocaso do processo de Ocidentalização (que teve início com as grandes navegações do século XV) e pode marcar a aurora do processo de Orientalização do mundo, retomando uma hegemonia que existia antes da Revolução Industrial e Energética. A região do sol poente, o Oeste, perde força global. A região do sol nascente, o Leste, ganha força na economia internacional, no século XXI.

*José Eustáquio Diniz Alves, é Doutor em demografia e professor titular do mestrado e doutorado em População, Território e Estatísticas Públicas da Escola Nacional de Ciências Estatísticas – ENCE/IBGE; Apresenta seus pontos de vista em caráter pessoal. E-mailjed_alves@yahoo.com.br

Fonte : EcoDebate.


Postado por Blogger no PHOTOSSINTESE.BLOG.BR em 7/31/2017 03:45:00 PM

Rui Costa assina convênio liberando R$ 24 milhões para a construção de teatro ao receber título de cidadania e comenda em Itabuna

Solenidade de outorga

Ao considerar que passou três dias em Itabuna realizando ações visando a melhoria da qualidade de vida das pessoas, o governador Rui Costa assinou convênio liberando R$ 24 milhões para conclusão das obras do Teatro Municipal de Itabuna, uma obra paralisada há dez anos, em solenidade na AABB, onde  recebeu na sexta-feira (28) o título de cidadão itabunense e a Comenda Firmino Alves, entregue a pessoas das diversas áreas com atuação destacada para o desenvolvimento de Itabuna. Ele agradeceu a outorga da comenda e do título de cidadania, desejando ao prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, saúde, sorte e determinação para a realização do seu projeto de governo e anunciou a duplicação da BR 415 trecho Ilhéus/Itabuna.

Numa solenidade que contou com a presença dos secretários estaduais da saúde Fábio Vilas Boas, infraestrutura Marcus Cavalcanti e Relações Institucionais, Josias Gomes, bem como de todos os secretários municipais, além de vereadores, empresários e lideranças da sociedade civil organizada, o governador declarou: “Fico muito feliz e orgulhoso de receber essa honraria da cidade de Itabuna, especialmente nesse momento em que eu vim sobrevoar a barragem do Rio Colônia e participar de uma série de solenidades nos festejos do 107º aniversário de Itabuna”.

Ele anunciou que assina o convênio da Conder com a prefeitura de Itabuna para concluir essa obra que estava paralisada há anos. Informou ainda que os recursos serão repassados através de licitação, e a execução será efetuada pela prefeitura, cujo gestor já demonstrou a capacidade de realização ao construir o Hospital da Base, uma obra grandiosa, onde “inauguramos agora uma nova enfermaria”.

Na solenidade Rui Costa citou nominalmente cada um dos homenageados destacando: “estou alegre e orgulhoso por tudo o que estamos fazendo na Bahia, sabendo que ninguém faz nada sozinho. Todos deviam estar orgulhosos da parceria  com o prefeito  Fernando Gomes, porque o que importa é que estamos trabalhando juntos para melhorar a vida das pessoas”.

O governador fez um relato das ações do governo que lançou em Itabuna, o Programa Escolas Culturais, que este ano deve chegar a 85 cidades. O governador inspecionou as obras da barragem do Colônia, participou das inaugurações da enfermaria do Hospital de Base, da UTI pediátrica do Manoel Novaes e da reabertura da Clinica 2 de Julho. 

O prefeito Fernando Gomes reafirmou a importância e o  merecimento das homenagens ao governador Rui Costa. “Hoje, vejo, o governador como o gestor da Bahia e hoje nós precisamos é de gestores, mas não de partidos políticos, pessoas que realizem um trabalho profícuo para a Bahia”, finalizou.

Prefeito Fernando Gomes participa da inauguração da primeira UTI Pediátrica da Região Sul da Bahia

Prefeitura Municipal de Itabuna -Assessoria de Comunicação Social

Texto: Kleber Torres Fotos: Assessoria de Comunicação Social

31 de julho de 2017

vila rustica

anuncie aqui

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
agosto 2017
D S T Q Q S S
« jul   set »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Carregando...

Campeonato Brasileiro



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia