Conforme pode ser facilmente comprovado, uma conselheira do Conselho Municipal de Saúde de Ilhéus, denuncia enfaticamente o óbito de uma criança na porta do Hospital Geral Luis Viana Filho.

Cobra a conselheira, atitudes do noticiário quando  deveria acionar a Justiça.

Urna funerária infantil. Imagem Google.