WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 13/jun/2017 . 20:25

O PROJETO CVL ALPHA SPORTS COM O COLO-COLO, E O FRACASSO! (a pedidos)

O projeto em si era muito bom para o Colo-Colo. Tanta assim que eu, e muitas pessoas em Ilhéus abraçaram o mesmo.
Não sabíamos a índole e nem as intenções de quem iria gerenciar, dirigir o Projeto.

Srta. Kathllen (sic) Ribeiro, gerente geral do projeto.

O VENENO DA NOITE!

Acontecendo os eventos, Porto Sul e Ferrovia.

Deve enfraquecer o ‘comércio de boquinhas’…

CANAL FEITO DE ISOPOR?


ESPAÇO DO LEITOR – BABADO FORTE!

ESPAÇO-DO-LEITOR

 13/06/17 08:04:25: Jader Tavares 123834: OAB-BA pode acionar Corregedoria da PM contra prisão de advogada na Barra http://www.bahianoticias.com.br/noticia/208482-oab-ba-pode-acionar-corregedoria-da-pm-contra-prisao-de-advogada-na-barra.html
13/06/17 08:04:25: Jader Tavares 123834: Bêbada
13/06/17 09:19:02: Jader Tavares 123834: A Jovem Advogada, ofendeu os empregados da loja de conveniência. Chamou um dos funcionários de negro, chamou de nojento e outros termos. Ela deveria ter ficado presa. Péssimo exemplo para tantos outros e outras advogadas. Parabéns a PM.

Justiça suspende liminar que colocava em risco a atividade agropecuária baiana

A decisão liminar que determinou o cancelamento do procedimento especial de licenciamento ambiental, baseado na Lei Estadual nº 13.597/2016 e Decreto nº 16.963/2016, foi suspensa pelo Tribunal Regional Federal. A ausência de licenciamento paralisa todo o setor agropecuário e, consequentemente, a economia baiana e nacional. Os produtores corriam o risco de ter suas propriedades embargadas e receber multas milionárias. Só no oeste do estado, estimava-se prejuízo de R$8 bi.

O Sistema FAEB foi em defesa dos produtores rurais baianos e junto com entidades como as secretarias da Agricultura, Meio Ambiente, Casa Civil, PGE, INEMA e AIBA, se mobilizou para que a liminar fosse suspensa. A decisão mantinha os mais de 741 mil produtores rurais baianos em situação de irregularidade, seja porque para muitos não era exigido licença, ou os que já possuíam, teriam suas licenças canceladas e não conseguiriam renovar (e nem obter novas licenças).

“A agropecuária não pode ser paralisada. É o segmento que tem dado as melhores respostas nesse momento de crise profunda que o país está vivendo. Na Bahia o bom desempenho do setor garantiu saldo positivo ao PIB do estado. O produtor rural volta a trabalhar com segurança”, pontuou o vice-presidente de Desenvolvimento Agropecuário da FAEB, Guilherme Moura.

A FAEB permanecerá atenta a todas as questões que atinjam direta ou indiretamente o produtor rural e a agropecuária baiana, para cumprir sua missão de defender a categoria.

Fonte: Sistema FAEB

Regimento eleitoral do Conselho de Saúde

Regimento eleitoral do Conselho de Saúde

 

O Conselho Municipal de Saúde, aprovou na tarde de 12/06/2017, o regimento eleitoral e, convoca as Entidades e as Organizações da Sociedade Civil, representativas dos Segmentos dos Usuários, dos Trabalhadores em Saúde e Gestores/Prestadores de Serviços no âmbito do Sistema Único de Saúde – SUS do Município de Ilhéus, a participarem do processo de Eleição das Entidades, Órgãos e Instituições que irão compor o CMSI, no Biênio 2017/2019.

As inscrições começam na próxima quarta-feira (14/06) e, irão até 22/06.

CLIQUE EM:  Regimento Eleitoral do Conselho Municipal de Saúde e, tenha acesso à integra do Regimento Eleitoral.

Atenciosamente,

Fred Santos de Oliveira

Presidente

PODEROSOS DE HOJE, CONDENADOS DE AMANHÃ – ASSIM É A VIDA!

ILHÉUS: EX-SECRETÁRIO JORGE BAHIA FOI CONDENADO PELA JUSTIÇA FEDERAL


O juiz federal da Subseção Judiciária de Ilhéus Lincoln Pinheiro Costa, condenou Jorge Augusto Bahia, ex-secretário da Fazenda de Ilhéus, ao pagamento de R$ 38 mil por danos morais, a serem corrigidos, multa equivalente a 50 remunerações do cargo de chefe de gabinete do prefeito de Ilhéus, ou cargo equivalente, vigente na data da execução da sentença, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos por quatro anos e proibição de contratar com o Poder Público por três anos.

Quando era chefe de gabinete da prefeitura de Ilhéus, o réu lançou pregão visando à contratação de empresa fornecedora de computadores para a Secretaria de Assistência Social. A empresa vencedora tinha como sócia empregada doméstica analfabeta com o mesmo endereço do réu, que já fora sócio da empresa e que apresentava em suas notas fiscais o telefone residencial do réu entre outras irregularidades.

Alegou o autor que a conduta ímproba do réu também importou em dano moral coletivo, pois contribuiu para o descrédito da população de Ilhéus para com a capacidade estatal de administrar a coisa pública com zelo e ética. Os fatos apurados no procedimento administrativo concluíram que o réu era o sócio de fato da empresa, valendo- -se da empregada doméstica para burlar a proibição do art. 9º, da Lei nº 8.666/93.

Segundo a sentença, “Esses fatos, incompatíveis com o modo usual de se desenvolver uma atividade comercial, levam à conclusão de que o réu sempre foi o dono da empresa, tendo operado as alterações societárias com o fito de burlar a proibição da lei de licitações e tal conduta amolda-se à figura típica descrita no art. 11, caput, da LIA, pois a ação praticada revela o dolo de violar os deveres de honestidade e legalidade, que devem nortear a conduta dos agentes públicos”.

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

junho 2017
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia