WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 4/abr/2017 . 20:21

DIÁRIO OFICIAL DE ILHÉUS DO DIA 04-04-2017


Conferência Municipal de Saúde de Ilhéus

terça-feira, 4 de abril de 2017

CMSI

Conferência Municipal de Saúde de Ilhéus

A partir das 09h00 do próximo dia 07 de abril de 2017 (sexta-feira), no auditório da Subseção Judiciária da Justiça Federal em Ilhéus; por iniciativa do Conselho Municipal de Saúde de Ilhéus, será realizada a 7ª Conferência Municipal de Saúde, a qual terá como tema central “O SUS enquanto Política de Estado: O que eu tenho a ver com isto? ”

A 7ª Conferência, na forma do Artigo 1º da Lei nº 8.142/90, foi convocada, extraordinariamente, pelo Conselho Municipal de Saúde e, será um espaço democrático de construção da política de saúde. Mais que um instrumento legal de participação popular, a Conferência configurar-se-á como a instância máxima deliberativa do SUS no âmbito municipal e, ao lado do Conselho de Saúde, legitimam a participação da sociedade na gestão do SUS no território.

Na Conferência, reunir-se-ão os representantes da sociedade (que são os usuários do SUS), do governo, dos profissionais de saúde, dos prestadores de serviço e outros para “avaliar a situação da saúde e propor as diretrizes para a formulação da política de saúde” no município, para o quadriênio 2018/2021, elegendo prioridades para a formulação de instrumentos de planejamento e gestão (Plano de Saúde, Programação Anual de Saúde e orçamento do órgão executivo), os quais, ao longo dos próximos anos, contribuirão, para um melhor monitoramento e avaliação da política de saúde, pela gestão, o Conselho Municipal de Saúde e a sociedade em geral.

O Plano Municipal de Saúde é um instrumento de gestão que tem como função explicitar informações acerca do território e da atenção à saúde prestada à população de Ilhéus, seus problemas e por meio destes elaborar uma agenda que priorize as situações mais significativas, propondo mudanças na execução das ações juntamente com a participação efetiva da comunidade, através do Conselho Municipal de Saúde, consolidando o Sistema Único de Saúde no âmbito do município de Ilhéus, através de medidas de planejamento e organização das ações e serviços de saúde, expressando as políticas, compromissos e prioridades de saúde relativas ao período de 2018 a 2021.

A Programação Anual de Saúde (PAS) é um dos instrumentos do processo de planejamento, a qual, conterá, de forma sistematizada, as ações, os recursos financeiros e outros elementos que contribuirão para o alcance dos objetivos e o cumprimento das metas doPlano de Saúde; as metas anuais para cada ação definida; os indicadores utilizados no monitoramento e na avaliação de sua execução. Os recursos financeiros também estão contemplados na PAS de acordo com a Lei Orçamentária Anual (LOA), por meio de metas e projetos / atividades.

Na oportunidade, convidamos toda a sociedade ilheense a participar deste importante momento de construção da política pública de saúde, no município de Ilhéus.

Atenciosamente,

Fred Santos de Oliveira

Presidente do Conselho Municipal de Saúde

CACAU IMPORTADO CONTINUA CHEGANDO COM PRAGAS, E TÁ CHEGANDO MAIS!

CACAU TRAQUINO

Cacau infectado, importado da África.

SEM ALELUIA FESTIVAL, VAMOS MALHAR ‘OS JUDAS’!

Malhando o Judas.

ACABAR COM A POLUIÇÃO VISUAL, E A SONORA TAMBÉM. ===>>> 24-11-2016

Além de acabar com a poluição visual, também devemos acabar com a poluição sonora.

A mesma está chegando a níveis insuportáveis, como na recente campanha eleitoral, quando o Ministério Público foi obrigado a intervir.

Quem compactua com essa esculhambação, devem ser empresários meia-boca, que têm dificuldades com a comunicação, pois nunca soube que fazer barulho fosse publicidade.

 

 

Nem o bicicleteiro aguenta o barulho.

Nem o bicicleteiro aguenta o barulho. Foto Google

 

Foto ilustrativa colhida do Google.

Foto ilustrativa colhida do Google. 

 

COPIADO DO R2CPRESS – TURISMO DE BANHO DE MAR.

DIA DO BLOGUEIRO!

O sistema universitário medieval: o oposto do conhecimento fragmentado hodierno


Luis Dufaur (*)

Universidade de Cambridge, Inglaterra, fundada em 1209 pelo rei Henrique II. Hoje é uma das mais prestigiosas do planeta. A Universidade de Bolonha, Itália, criada em 1088, é tida como a mais antiga do mundo

A criação das universidades é uma das grandes realizações medievais e foi poderosamente estimulada pelos Papas e pelos Reis.

Especialmente os Papas trabalharam com afinco nessa obra, e grande número de universidades ainda hoje existentes foi fundado por decretos pontifícios.

Independente das polêmicas, a mais antiga é a de Bolonha na Itália instituída em 1088. O Imperador Federico I pela “Constitutio Habita” (lei orgânica da universidade) transformou-a praticamente numa Cidade Estado.

A mais antiga da Inglaterra é a celebérrima Universidade de Cambridge fundada em 1209 pelo rei Henrique II. Mas a primeira que ganhou o nome de “Universidade” foi a de Salamanca, fundada em Espanha em 1218, a mais antiga do país.

As universidades deram à cultura medieval a magnífica unidade que a caracterizou.

O conceito de “universitas” que gerou o termo Universidade é o oposto da atual formação universitária altamente especializada e por isso também altamente fragmentada.

A “Universitas” medieval foi concebida como uma instituição universal com poderes autônomos, até de governo e policia, a serviço de uma Ciência também universal, em função da qual as diversas ciências estão hierarquicamente organizadas e harmonizadas.

Na decadência atual do espírito universitário, por exemplo, muitos advogados ou juristas elaboram suas concepções com bases filosóficas que eles não aplicam ou aceitam no terreno de suas convicções íntimas ou pessoais.

Entrada da Universidade de Salamanca, Espanha, fundada em 1218. Foi a primeira a receber o nome de Universidade. Mas “só” é a terceira mais antiga da Europa católica e do mundo.

O espírito universitário medieval visava o encaixe das ciências na ordem universal.

Não havia princípios reputados verídicos em Direito e tidos como falsos em Medicina, como por exemplo a respeito do aborto ou da ideologia de gênero.

Uma cultura universal unida por uma filosofia comum reunia os sufrágios de todas as inteligências e as ciências visando um bem comum superior.

Essa filosofia era a escolástica, aristotélica-tomista, que na Idade Média reunia os espíritos e os levava a sempre maiores construções do saber com uma maravilhosa adequação às mais pequenas realidades da vida quotidiana.

          ( * ) Luis Dufaur é escritor, jornalista, conferencista de política internacional e colaborador da ABIM

Fonte: Agência Boa Imprensa – (ABIM)



vila rustica

anuncie aqui

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
abril 2017
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia