Em si, o projeto de parceria é muito bom. Porém tem que ser gerido por pessoa competente, conhecedora dos meandros futebolísticos e não por uma alienígena qualquer.

A parceria deve agregar a torcida desconfiada ao time, e não ao contrário. Para que não se repita o fiasco do ‘Jogo das Estrelas’, evento que com muito custo reuniu cerca de 300 pessoas.

Se algum sucesso o time vier a conseguir, deve-se ao trabalho competente do gabaritado técnico Sebastião Rocha e sua equipe técnica.

Parceria Cvl Alpha Sports e Colo-Colo