A barragem do Rio Colônia, em Itapé, no Sul da Bahia, já ultrapassa 70% da execução

Barragem do Rio Colônia

Em meio à crise hídrica que assola a Bahia, considerada a pior dos últimos cem anos, o Governo do Estado, através da Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), acelera as ações, de forma a reverter esse cenário. Dentre elas, o avanço na construção de três importantes barragens, que beneficiarão mais de 760 mil baianos: Rio Colônia, Catolé e Baraúnas.

A obra da barragem do Rio Colônia, em Itapé, no Sul da Bahia, já chega a 73,62% do percentual de execução, com previsão de entrega para o segundo semestre de 2017. “Com isso, vamos garantir o abastecimento de água para um total de 353,4 mil habitantes de Itabuna e região, regularizar a vazão do rio Cachoeira, prevenir ainda as cheias no município de Itabuna, bem como atrair novas empresas para aquecer a economia”, comemorou o secretário de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Cássio Peixoto. 

Com investimento da ordem de R$ 126,7 milhões, a barragem terá um reservatório de 63 milhões de metros cúbicos, com uma área alagada de 1.322 hectares, uma altura de 21,4 metros, e um volume de 35 mil metros cúbicos de concreto, formando um espelho d’água de 25 quilômetros quadrados. Em 2016, a cidade viveu um colapso no abastecimento, por conta da longa estiagem, que obrigou a um racionamento de água.