WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 21/mar/2017 . 18:10

DIÁRIO OFICIAL DE ILHÉUS DO DIA 21-03-2017


Prefeitura esclarece sobre Operação Citrus, em Ilhéus

Sede Administrativa da Prefeitura de Ilhéus. Foto Alfredo Filho Secom

 A Prefeitura de Ilhéus esclarece que as ações realizadas na manhã de hoje, 21, pela Polícia Civil a partir da investigação solicitada pelo Ministério Público da Bahia (MP/BA), não têm qualquer relação com a atual administração.

A operação, denominada Citrus, esteve no prédio Anexo de Secretarias, e na sede das secretarias municipais de Saúde e de Educação, e cumpriu buscas e apreensões de documentos referentes ao período de gestões anteriores, entre 2009 e 2016.

A ação é realizada pela 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus com o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI) e suporte operacional da Polícia Civil, através do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e do Departamento de Polícia do Interior (Depin).

Secretaria de Comunicação Social – Secom

21.03.2017

Nota pública – Câmara de Vereadores de Ilhéus

Câmara de Vereadores.

A Câmara de Vereadores de Ilhéus vem a público informar que na manhã desta terça-feira (21) houve mandado de busca e apreensão de documentos licitatórios, das gestões do ano de 2009 a 2016,  em decorrência da “Operação Citrus”,   realizada pela 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus.

O presidente Lukas Paiva salienta que vem colaborando com a ação do Ministério Público, acompanhando e prestando todas as informações necessárias.

Paiva esclarece que a operação nada tem a ver com sua gestão que foi iniciada em janeiro de 2017, que preza pela transparência e legalidade total de administrar.

Moralidade Administrativa

21/03/2017 – 07:58Redator: Aline D’Eça (MTB 2594)

Operação do MP combate fraudes e superfaturamento em licitações e contratos em Ilhéus

MPE

Seis pessoas, dentre empresários e funcionários públicos, foram presas em uma operação deflagrada pelo Ministério Público estadual na madrugada desta terça-feira, dia 21, no município de Ilhéus, para desmantelar um grupo criminoso que praticava fraudes e superfaturamento em procedimentos licitatórios e contratos realizados pela Prefeitura Municipal de Ilhéus. Denominada “Operação Citrus”, a ação é realizada pela 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI) e suporte operacional da Polícia Civil, através do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e do Departamento de Polícia do Interior (Depin). Foram presos Enoch Andrade Silva, Thayane Santos Lopes, Wellington Andrade Novais, Lucival Bomfim Roque, Jamil Chagouri Ocké e Kácio Clay Silva Brandão. Além dos seis mandados de prisão, foram cumpridos seis mandados de condução coercitiva e 27 mandados de busca e apreensão.

Segundo apurado em  investigação realizada pelo MP, o grupo opera desde 2009 celebrando contratos com o Município de Ilhéus para o fornecimento de bens diversos utilizando as rubricas genéricas de “gêneros alimentícios” e “materiais de expedientes/escritório”. O esquema contava com a participação de agentes públicos do primeiro escalão do governo municipal e, conforme comprovado no período da investigação, as empresas envolvidas receberam mais de R$ 20 milhões decorrentes de contratações com a Prefeitura Municipal de Ilhéus. As empresas são a Marileide S. Silva de Ilhéus, Mariangela Santos Silva de Ilheus EPP, Thayane L. Santos Magazine ME, Andrade Multicompras e Global Compra Fácil Eireli-EPP, todas geridas por Enoch Andrade Silva. Também foi identificada a participação do empresário Noeval Santana de Carvalho, que celebrava contratos irregulares com o Poder Público para fornecimento de merenda escolar.

Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446 / 0449 / 0448 / 0499 / 6502

PUBLICIDADE DE PRECATÓRIOS, UM DESSERVIÇO PARA ILHÉUS! (Fixa)

Todo o Brasil sabe, que todas Prefeituras e outros órgãos públicos devem precatórios.

Não é motivo para gastar dinheiro público fazendo propaganda negativa da cidade.

Os Advogados Trabalhistas, esses  sim, deveriam alertar a seus constituintes que fazendo conciliação, irão perder 40% do reclamado, irão entrar em uma fila de precedência, cuja retenção de 7,5% do FPM mensalmente forma o bolo de pagamento de alguns precatórios ou RPVs.

Isso depois que forem quitados os conciliados da lista em vigor, que ainda deve durar pelo menos uns 3 anos.

Publicação sem custo.

PELO AMOR DE NOSSA SENHORA DAS RUAS.

O que este Deputado já fez por, ou em Ilhéus?

Absolutamente nada.

Rosemberg Evangelista Pinto

A HISTÓRIA E O ROMANCE PERGUNTAM?

Quem é a Capitu do Bentinho?

É ASSIM QUE DEVE SER!

Maior igreja evangélica do Brasil, Assembleia de Deus articula criação de partido político

18/03/2017 11h17

Com intuito de disputar as eleições de 2018, a nova sigla pode ser apresentada até o fim do ano e terá como principal bandeira sera a defesa da “família tradicional”

Assembleia de Deus Ministério do Belém, sede São Paulo, 2015 | Foto: Divulgação

A Assembleia de Deus, maior igreja evangélica do Brasil, com 30% dos 42 milhões de fiéis contabilizados pelo Censo 2010, articula para criar um novo partido político, que seria o 36º do Brasil, e já planeja participar das eleições de 2018. É o que registra o jornal Folha de S. Paulo neste sábado (18/3).

Para a formação de um novo partido, o Tribunal Superior Eleitoral exige a coleta de no mínimo 486 mil assinaturas, ou 0,5% dos votos válidos registrados na última eleição para a Câmara dos Deputados. Neste quesito, o projeto assembleiano do Partido Republicano Cristão (PRC) sai na frente das outras 56 novas siglas que aguardam aprovação do TSE.

O presidente da nova legenda, deputado federal Ronaldo Fonseca (Pros-DF) disse à reportagem que o pedido de registro já reuniu cerca de 300 mil assinaturas e ainda estima que o partido deve nascer já com uma bancada de 20 deputados na Câmara.

A ideia é protocolar o pedido de criação do partido até o fim do ano para que os parlamentares aproveitem a janela partidária no início de 2018 e apostar nos cargos do legislativo no pleito de outubro.

Segundo matéria da Folha, das diversas ramificações da Assembleia de Deus (AD), a Ministério do Belém, com sede em São Paulo, é a ala que fomenta a criação do partido. O coordenador político das convenções da AD, Lélis Marinho defendeu, em entrevista ao jornal, que a igreja tenha representatividade política e adiantou que a principal bandeira será a família, “aquela chamada tradicional, com o princípio básico bíblico da família hétero.”

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
março 2017
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia