WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 6/mar/2017 . 20:38

DIÁRIO OFICIAL DE ILHÉUS DO DIA 06-03-2017


O VENENO DA NOITE!

Mudando o rumo da prosa.

Nada mais de precatórios, agora são RPVs.

MILAGRES QUE SÓ A POLÍTICA FAZ!

Quando  Tonho dos Anis era cururu do PC do B, era o cão chupando manga para o PT.

Depois que assumiu o ‘estrelado’, virou um anjo de candura. Quanta desfaçatez… 

Cururu Master

POLUIÇÃO SONORA, PERTURBAÇÃO DO SOSSEGO PÚBLICO, ASSIM QUE DEVE SER!

LICITAÇÕES DA VALEC

O PT COM UM PÉ NO GOVERNO MÁRIO ALEXANDRE.

Makrisi, único vereador e agora homem forte do partido, acelera as tratativas.

Ele anda unha e carne com Marão, pra cima e pra baixo, e o último obstáculo é a indicação do Secretário de Interior.

Makrisi já se sentindo em casa.

 

Governo investe quase R$ 50 mi em ampliação do sistema de esgotamento sanitário em Candeias

Fotos do Sistema de Esgotamento Sanitário

Na manhã desta segunda-feira (6), o Governo do Estado, através da Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs), beneficia um total de 45.535 habitantes com a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) de Candeias. O valor do investimento foi da ordem de R$ 49.546.055,75, oriundos do Governo Federal, no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e da Embasa, empresa vinculada a Sihs, responsável pela execução da obra. Na cerimônia de entrega estarão presentes o governador Rui Costa e o secretário de Infraestrutura e Saneamento, Cássio Peixoto.

    

Conforme faz questão de frisar, Cássio Peixoto, a sede municipal de Candeias já  dispõe de sistema de esgotamento sanitário, contudo, não atendia satisfatoriamente a atual demanda da população. “E para mudar esse cenário a intervenção consta com uma rede coletora  de 176.712 metros; 11 estações elevatórias, uma linha de recalque  de  9.061 metros e uma estação de tratamento que resultará em 4.1219 ligações domiciliares e quase 50 mil pessoas beneficiadas com saneamento”, comemorou  o titular da Sihs, reforçando que a universalização da água e saneamento está entre as principais metas do governador Rui Costa.

O  município de Candeias possui cerca de 85 mil habitantes distribuídos na sua sede e mais 14 distritos (Passé, Canta Galo, Fazenda Madeira, Ponta da Laje, Boca da Mata, Caroba, Menino Jesus, Posto Sanca, Colônia, Fazenda Mamão, Caboto, Cariaçu, Pasto de Fora e Pindoba). Além disso, o município abriga parte do Complexo Industrial de Aratu – CIA Norte, onde estão instaladas dezenas de empresas de médio e grande porte, com predominância de Indústrias do setor de hidrocarbonetos, como a Dow Química, Braskem, etc.

Papa Francisco: muro cubano, pontes e desmoronamentos

 

Armando F. Valladares (*)

 

É sintomática a recente atitude do regime cubano de proibir a entrada em Cuba do secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), Luis Almagro, do ex-presidente do México, Felipe Calderón, e da ex-ministra chilena Mariana Aylwin. Eles participariam de uma homenagem ao dissidente cubano Oswaldo Payá, morto em 2012 em um suspeito acidente de trânsito, cujas características levaram sua família e observadores internacionais a qualificar o “acidente” como um assassinato.

Oswaldo Payá

 

O ex-presidente Calderón, depois de qualificar de “despótica” e “indignante” a proibição castrista, afirmou que, em sua opinião, essa medida transforma em pedaços a sua expectativa e a de outras personalidades internacionais de que “as coisas mudariam” na Cuba comunista, caso se contemporizasse com o seu regime.

Vinte ex-presidentes ibero-americanos, a chancelaria chilena e várias personalidades condenaram a proibição da entrada de Almagro, Calderón e Aylwin em Cuba. Em sentido contrário, a diplomacia vaticana manteve, segundo consta, um hermético e sintomático silêncio.

Por ocasião de sua viagem a Cuba, em setembro de 2015, o Papa Francisco disse que os “muros” deviam ser derrubados para darem lugar a “pontes”. Tal como se divulgou, foi ele próprio quem se encarregou de orientar a diplomacia do Vaticano para construir uma “ponte” entre o regime cubano e o governo Obama, levando o então presidente americano viajar a Cuba em março de 2016, poucos meses após a visita papal.

 

No seu conjunto, tanto a viagem papal quanto a de Obama, interpretadas por muitos como uma ajuda para alcançar a liberdade do povo cubano, constituíram pelo contrário, objetiva e independentemente das intenções daqueles altos protagonistas, um gigantesco respaldo publicitário ao regime da Ilha-prisão.

Imitando Francisco ou Obama, outras chancelarias e organismos internacionais estenderam pontes para Cuba. Dois anos depois, a repressão do regime comunista não fez senão aumentar. Os resultados estão à vista. São as “pontes” e não os “muros” castristas que estão se desmoronando.

Em 3 de outubro de 2015, poucos dias após a viagem papal a Cuba, no artigo intitulado “Francisco abraça os lobos e sustenta o muro comunista”, tive ocasião de alertar com profunda dor, enquanto católico, cubano e ex-prisioneiro político durante décadas, que na realidade as “pontes” em construção sob o auspício de Francisco estavam servindo não para a libertação do povo cubano, mas para ajudar política, financeira e diplomaticamente o regime comunista de Havana.

E vi-me obrigado a constatar que, lamentavelmente, Francisco está sendo o principal arquiteto da construção da nefasta “ponte” obamista e do reforço do “muro” da vergonha que continua oprimindo os habitantes da Ilha-prisão.

__________

Armando Valladares, escritor, pintor e poeta, passou 22 anos nas prisões políticas de Cuba. É autor do best-seller“Contra toda a esperança”, no qual narra o horror das prisões castristas. Foi embaixador dos Estados Unidos perante a Comissão de Direitos Humanos da ONU durante as administrações Reagan e Bush. Recebeu a Medalha Presidencial Cidadão e Superior Award do Departamento de Estado. Em 2016 foi condecorado com a Medalha de Canterbury, prêmio devido à sua luta pela liberdade religiosa no mundo inteiro, patrocinado pelo Fundo Becket pela Liberdade Religiosa. Escreveu numerosos artigos sobre a colaboração eclesiástica com o comunismo cubano e sobre a “Ostpolitik” do Vaticano em relação a Cuba, vários dos quais podem ser lidos no site http://www.cubdest.org.

Nota: Este artigo publicado em “Destaque Internacional” (27-2-17), traduzido do original espanhol por Paulo Roberto Campos, pode ser reproduzido livremente em qualquer mídia impressa ou eletrônica.

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
março 2017
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia