Fonte: Blog do Chico Andrade

Os membros do CAE (Conselho de Alimentação Escolar) de Ilhéus realizaram no início da semana uma visita rotineira ás escolas municipais. Durante a visita, os integrantes do conselho se depararam com um cenário tão desolador quanto fantasmagórico, que expõe o risco que corre, na atualidade, a saúde dos estudantes das escolas municipais ilheenses.
De acordo com membros do conselho, que produziram divrsas imagens da visita realizada, foram flagrados fogões completamente deteriorados, que põe em risco a integridade física das merendeiras, cozinhas completamente sujas e desabastecidas, e, quando há um mínimo de alimentos, uma enorme quantidade está estragada. Muitos alimentos, a exemplo de fardos de arroz e pilhas de pacotes de salsichas que somam dezenas de quilos nem sequer foram abertos, mas se encontram fora do prazo de validade.
Outro fator preocupante, ainda segundo os conselheiros, é o fato de muitos alimentos que deveriam ser usados na merenda escolar e saciar a fome dos estudantes, além de estragados, estarem armazenados de forma inadequada e em meio a excrementos de ratos, fato que poe em risco a vida de quem os consome ainda que estivessem dentro do prazo de validade.
O CAE visitou a Escola Professor Paulo Freire, do fundamental 1, a Escola Temistocles Andrade, do fundamental 2, e importantes instituições como Heitor Dias e IME. Algumas das imagens registradas pelo Conselho de Alimentação Escolar foram enviadas por integrantes á redação do Blog Chico Andrade, e, por se tratar de tema relevante e de interesse da sociedade, as publicaremos. As imagens e o relato dos conselheiros exibem a anatomia de um absurdo na educação municipal, e o fato requer providencias urgentes. Com a palavra, a secretaria municipal de educação.