WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 16/jan/2017 . 18:00

O VENENO DA NOITE!

sonsopsiu

Na campanha eleitoral prometeram baixar o IPTU.

Não baixaram.

Chateado…

Chineses preferem falar “distinto senhor” e “madame” em lugar de “camarada”

boaimprensa

Luis Dufaur (*)
camarada1

Aluna do ciclo primário faz saudação quotidiana à sua professora. Antigos costumes voltam e restabelecem a hierarquia e a ordem

Uma das práticas mais simbólicas do radical comunismo chinês está desaparecendo de facto. Não é a primeira que morre, mas é uma das mais sensíveis para a metafísica igualitária socialista.

Falando para os 90 milhões de membros do Partido Comunista Chinês, o presidente Xi Jinping enviou uma única e fundamental mensagem:

“Não me chamem de presidente, não me chamem de secretário do partido. Chamem-me ‘camarada’” (“tongzhi” em chinês).

O igualitário tratamento de “camarada” foi obrigatório e universal na China marxista, escreveu o “The New York Times”.

Porém, hoje o tratamento de “tongzhi” ganhou conotações sexuais e afetivas, sendo típico no relacionamento entre o público LGBT, explicou o jornal nova-iorquino.

Por isso, o Centro de Pequim para LGBT se autodenomina Beijing Tongzhi Zhongxin, ou Centro Camarada de Pequim.

O povo chinês não quer saber de todo esse igualitarismo e na vida prática abandonou a vulgar fórmula.

camarada2

Mao (centro esquerda) quis fazer a igualdade completa entre ‘camaradas’ na Revolução Cultural.

Afinando com a tendência popular, a Secretaria de Transporte Municipal de Pequim divulgou circular em fins de maio de 2016 recomendando aos motoristas e cobradores de não mais tratarem os passageiros de “camaradas”, informou a mídia oficial.

“Utilizar o termo camarada para se dirigir ao público não é apropriado”, explicou um funcionário da prefeitura ao jornal oficial “Jornal para a Juventude de Pequim”.

Desde essa data, nos ônibus da cidade só se ouve falar de “senhoras” e “senhores”. Mas também de “amiguinhos” para as crianças, de “alunos”, se estão indo à escola, e de “estudantes” para ao maiorzinhos.

Para os estrangeiros vale “jovem senhorita”, “bela senhora”, “distinto senhor” e até “mestre” (categoria que na Revolução Cultural foi cruelmente chacinada). Também se pode ouvir o requintado “madame”.

A recomendação oficial para a terceira idade é de tratar de “mestre ancião” ou “senhor ancião”. A exceção é para os saudosistas da velha guerra de classes comunista, que ainda usam o macacão único maoísta. Estes podem ser tratados de “velhos camaradas”, noticiou o jornal “La Vanguardia” de Barcelona.

O termo “camarada” veio da União Soviética, para exprimir maior igualdade. Mas na última década passou a ser usado como sinônimo de homossexual, diz “La Vanguardia”.

:: LEIA MAIS »

PERIGA VOLTAR A ACONTECER!

Era assim, quando tinha merenda, era essa.

Era assim. Quando tinha merenda, era essa.

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
janeiro 2017
D S T Q Q S S
« dez   fev »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia