Fotos: Alfredo Filho

Cento e trinta milhões de reais investidos, 2.120 apartamentos construídos, cerca de 10 mil pessoas beneficiadas diretamente. Esses são os números relacionados aos Condomínios Sol e Mar I e II, que fazem parte do programa Minha Casa Minha Vida, erguidos nas proximidades do bairro Nossa Senhora da Vitória, na zona sul de Ilhéus. Os beneficiários, que passaram por um processo de seleção de quase dois anos, receberam as chaves dos imóveis nesta quinta-feira, dia 22.  

A data é simbólica, a três dias do natal. Por isso, a vendedora Simone Costa, de 29 anos, se disse agradecida por poder passar a data em sua casa própria. Ela, que morava numa área com risco de desabamento na zona norte de Ilhéus, vai dividir o apartamento com a filha e o irmão. O prefeito Jabes Ribeiro participou da entrega, e afirmou que esse é “um dos compromissos cumpridos. Buscamos captar esse programa e agora garantimos habitação digna a cada vez mais ilheenses”.

O gestor esteve acompanhado pelo vice-prefeito, Carlos Machado (Cacá), o superintendente de governo da Caixa Econômica, Alberto Catarino, o superintendente regional da Caixa, Marcus Vinícius, secretários municipais, e os vereadores Jamil Ocké e Roque do Sesp. Depois de receber a chave, a aposentada Ilsa Gonçalves, de 60 anos, contou que a partir desta sexta-feira, quando os beneficiários já podem ocupar os imóveis, “vai mudar tudo em minha vida, vou poder dar um lugar bom para meus netos morarem”.

A inauguração dos imóveis vai atrair para aquela região, localizada entre o bairro Nossa Senhora da Vitória e o distrito do Couto, uma expansão habitacional grande, estima o secretário de Desenvolvimento Social, Kácio Brandão. O superintendente regional da Caixa Econômica, Marcus Vinícius, salienta a sintonia entre o banco, que é agente financeiro do programa Minha Casa, Minha Vida, e a Prefeitura, que “possibilitou entregar esses condomínios, verdadeiras cerejas do bolo para o programa habitacional aqui em Ilhéus.

Cada apartamento segue o modelo determinado pelo governo federal. Possuem cerca de 50 metros quadrados, dois quartos, banheiro, cozinha, sala e área de serviço. A área comum abriga ainda salão de festa, quadras poliesportivas cercadas, academias ao ar livre e parques infantis.

Segundo o superintendente Marcus Vinícius, já em fevereiro de 2017, serão entregues as 565 unidades que integram o Residencial Vilela, localizado no bairro Teotônio Vilela, na zona oeste. Ainda no primeiro semestre do próximo ano, devem ser concluídas as obras do Residencial Cachoeira, com 600 apartamentos em construção no bairro Banco da Vitória.

Secretaria de Comunicação Social – Secom. – Ilhéus, 22.12.16