Durante participação no I Encontro do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas da Bahia, a gestora Regina Figueroa contou como se deu o trabalho de recuperação do equipamento e falou da experiência de tornar o local um espaço multicultural

anigif

O município de Ilhéus enviou representante ao I Encontro do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas da Bahia (SEBP), realizado entre 20 e 22 deste mês, em Salvador, que reuniu gestores de espaços de leitura municipais, estaduais e comunitários. No evento, a gestora da Biblioteca Pública Municipal Adonias Filho, Regina Figueroa, contou como se deu o processo de recuperação desse espaço público e como as ações aqui desenvolvidas tornaram o equipamento referência para a Bahia.

Figueroa destacou a importância da biblioteca pública no fomento do livro e da leitura em Ilhéus e as ações que acontecem no espaço, que transformam a biblioteca pública municipal de Ilhéus num ambiente multicultural, onde acontecem variadas atividades de incentivo à leitura, além da realização de workshops, oficinas e exposições.

Durante o evento, a Biblioteca Pública Municipal Adonias Filho foi apresentada como modelo de referência para todos os municípios. Foram apresentadas fotografias do como espaço foi encontrado pela atual gestão, em 2013,  e como prédio se encontra após a reinauguração, como também as ações de incentivo à leitura que a Secretaria Municipal de Cultura de Ilhéus desenvolve, dentre elas a Biblioteca Itinerante.

A gestora ressaltou que as ações desenvolvidas pela Secretaria de Cultura de Ilhéus foram elogiadas pelos demais coordenadores e servirão de modelo para outras bibliotecas públicas. “E, para nossa alegria, fomos citados como modelo a ser seguido, inclusive irão levar nosso modelo de trabalho”.

SEBP – O I SEBP contou com a presença de diretores das Bibliotecas Públicas Municipais (BPM) de Eunápolis, Cachoeira, Mata de São João, Olindina, Cruz das Almas, Madre de Deus e Feira de Santana. Durante os três dias,  participaram de debates e relataram suas experiências.

Foram discutidas também iniciativas para que as bibliotecas se tornem um espaço de inclusão das pessoas com deficiência, levando os diretores a refletir acerca da importância de políticas públicas voltadas para a promoção do livro, da leitura, da literatura e das bibliotecas.

Secretaria de Comunicação Social – Secom.

Ilhéus, 22.10.15