Até o dia a 9 deste mês, os técnicos recebem capacitação nas áreas epidemiológica, sanitária, ambiental e saúde do trabalhador

 

Curso de atualização em vigilancia à saúde realizado pela Prefeitura de Ilhéus. Gidelzo Silva Secom Ilhéus

Curso de atualização em vigilancia à saúde realizado pela Prefeitura de Ilhéus. Gidelzo Silva Secom Ilhéus

A Prefeitura de Ilhéus, através da Secretaria de Saúde, realiza durante esta semana, no auditório da Assistência Farmacêutica, situado na rua Teodoro Sampaio, bairro Cidade Nova, o curso básico de vigilância à saúde. O objetivo é atualizar os técnicos que desenvolvem atividades e levar conhecimentos necessários para melhor planejar, executar, avaliar e integrar ao processo de vigilância nas áreas epidemiológica, sanitária, ambiental e saúde do trabalhador.

O secretário de Saúde, Antonio Ocké, informou que esta ação faz parte da proposta de educação continuada aos servidores da saúde do município. A reciclagem é dirigida a profissionais que atuam na atenção básica, vigilância sanitária, média e alta complexidades, campanha da dengue e unidade de vigilância às zoonoses, além de trabalhadores dos hospitais de Ilhéus, Regional Luiz Viana Filho e da Santa Casa de Misericórdia.

Por sua a vez, o chefe do departamento da Vigilância à Saúde, Antonio Firmo, lembrou que o curso tem o objetivo de levar novos fluxos para o monitoramento de doenças, endemias, vetores. “A proposta é contribuir para o fortalecimento do processo de descentralização das nossas ações de forma integrada com as equipes de atenção básica e do Núcleo Regional Sul”.

Palestras – Um dos palestrantes desta terça-feira, 6, foi o médico sanitarista Humberto Barreto, ex-secretário de Saúde de vários municípios baianos, que falou sobre hanseníase. O especialista alertou que considera-se caso de hanseníase a pessoa que apresenta um ou mais lesões ou áreas da pele com alteração de sensibilidade; acometimento de nervos periféricos, com ou sem espessamento, associado a alterações sensitivas e/ou motoras e/ou autonômicas; e baciloscopia positiva de esfregaço intradérmico.

Monitores experientes – Antonio Firmo ressaltou ainda que os palestrantes são monitores que têm cursos de especialização, mestrado e doutorado na área, que relatam suas experiências de trabalho em secretarias municipais e em universidades aos trabalhadores do setor.

Secretaria de Comunicação Social – Secom. – Ilhéus, 07.10.15