Isso é uma coisa que não resta a menor dúvida.

O que falta ainda, é uma legislação justa para equacionar o problema do descarte aleatório e extemporâneo. A lei tem que ter uma responsabilizarão mútua, do Poder Executivo e da população.

O Plano Nacional de Gerenciamento de Resíduos Sólidos , já prevê que a coleta domiciliar é de responsabilidade das Prefeituras.

Cidades como Salvador e outras pelo Brasil afora, já tomaram providências, ou estão tomando.

É mais do que necessário que Ilhéus também venha a ter sua legislação.

Lei justa, fiscalização presente, e punições duras.

E que a população tome consciência cidadã, e não ficar de mimimi na internet….

A sua educação e o lixo.
A sua educação e o lixo.