WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 1/out/2014 . 21:02

MENTIRAS E INCOMPETÊNCIA, É O QUE SOBRA POR AQUI.

Otto Alencar mente em programa eleitoral: processo que apura irregularidades na compra dos ferries foi reaberto pelo Ministério Público

 IMG_1471

Mais uma vez a propaganda eleitoral do candidato da situação ao Senado, Otto Alencar, dá explicações erradas e incompletas para confundir o eleitor baiano. Ao contrário do que Otto afirmou em seu programa nesta segunda-feira (29), existe sim um processo aberto pelo Ministério Público da Bahia para apurar irregularidades na compra de dois ferry-boats na Grécia.

O MP expediu ontem (30) uma certidão (vide anexo) que comprova que o processo número 028/2013 foi reaberto devido à força das novas provas apresentadas que mostram fortes indícios de superfaturamento, já que as embarcações usadas foram vendidas pelo proprietário na Grécia por o equivalente a R$ 36 milhões, mas o governo da Bahia pagou, através de uma empresa portuguesa que atuou como intermediária, quase R$ 55 milhões.

A defesa de Otto é que o caso já foi apurado pelo MP no processo 230085/2023 e o candidato situacionista exibe o documento de arquivamento expedido pela Promotora de Justiça Rita Tourinho como aprovação da regularidade. Mas esse arquivamento não existe mais hoje. A prova disso é a certidão emitida pelo próprio MP, mostrando que o processo já foi reaberto.

Os documentos foram encaminhados pelo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Pedro Lino, que, em entrevistas a programas de televisão e sites de notícias, confirmou que os novos documentos trazem indícios suficientes para que o processo de número TCE/006137/2013 seja reaberto. O conselheiro destacou que espera explicações dos responsáveis pela compra devido à grande de diferença de valores encontrados no processo de aquisição das embarcações.

A Secretaria de Infraestrutura comprou no ano passado dois barcos na Grécia para usar no sistema ferry-boat. Eles foram nomeados de Zumbi dos Palmares e Dorival Caymmi e deveriam entrar em operação no mês de janeiro. Depois de vários adiamentos, eles chegaram em agosto a Salvador, mas precisaram de reparos e adaptações e até hoje não puderam entrar em funcionamento.

Site: http://www.geddelsenador150.com.br/

Assessoria de Imprensa do PMDB da Bahia
Adriana Nogueira
(71) 9941-6541
Cinara Pereira
(71) 9225-6059
(71) 3083-1533 / 1534

https://www.facebook.com/pmdbdabahia

IMG_1470

Aécio: ‘O Brasil precisa mudar para não perder mais quatro anos’

AVISO DE DESLIGAMENTO DA COELBA.

Taboada: “O feitiço virou contra o feiticeiro e Paulo Souto venceu o debate da TV Bahia”

 

Foto Valter Pontes

Foto Valter Pontes

“O feitiço virou contra o feiticeiro. Não adiantou os adversários partirem pra cima dele de galera, porque Paulo Souto acabou sendo o vitorioso do debate da TV Bahia”, afirma o candidato a deputado federal, Cláudio Taboada (DEM). Segundo Taboada, Souto foi quem mais teve tempo de fala por ter sido acionado mais vezes pelos oponentes e ganhado direito de resposta por ofensa pessoal. “Com sobriedade, Paulo Souto teve competência de aproveitar o tempo para expor ao eleitorado suas propostas de governo”.

Na avaliação de Cláudio Taboada, o desespero dos adversários os deixou cegos quanto às regras do debate, que permitia ao mesmo candidato responder até duas perguntas. “Muitos deles ficaram sem dar resposta por causa da ânsia de bater em Paulo Souto, que não perdia a chance de mostrar porque merece ser o próximo governador da Bahia”.

Taboada diz que não tem razão o choro do candidato petista, Rui Costa, que, ao final do debate, ficou reclamando das regras. “Tudo foi estabelecido antes. Se foi incompetente em sua estratégia, que contou até com o auxílio do candidato Da Luz, ele depois não pode querer ficar culpando a emissora que promoveu o debate. É choro de derrotado!”, observa Cláudio Taboada.  

DATA: 01/10/2014 ASCOM: 71 9191 2989

70% DOS ELEITORES NÃO TEM CANDIDATO A DEPUTADO FEDERAL, E NEM A ESTADUAL.

É na boca de urna, que rola o voto camarão...
É na boca de urna, que rola o voto camarão…

É a prova cabal de que não valeu nada, o tormento de carros de som berrando seus nomes e números, ou com declarações toscas de apoio.

Também as indefectíveis placas, que lembram muito os filmes dos antigos cinemas mambembes, chamados de ‘poeira’, ou a poluição dos cartazes colados nas paredes.

O que vai valer de agora em diante, é a última esperança para quem tem grana ainda, é a proibida até certo ponto Boca de Urna.

É nela que rola o voto camarão, ninguém vai gastar dinheiro para pedir voto de governador. É cada um puxando a brasa para sua sardinha.

Por isso já tem ladrão na televisão, pedindo voto para peso morto….

O QUE FOI 31 de MARÇO DE 1964

Por Alexandre Paz Garciaalexandre-garcia

Gostaria de dizer algumas coisas sobre o que aconteceu no dia 31/03/1964 e nos anos que se seguiram. Porque concluo, diante do que ouço de pessoas em quem confio intelectualmente, que há algo muito errado na forma como a história é contada. Nada tão absurdo, considerando as balelas que ouvimos sobre o “descobrimento” do Brasil ou a forma como as pessoas fazem vistas grossas para as mortes e as torturas perpetradas pela Igreja Católica durante séculos. Mas, ainda assim, simplesmente não entendo como é possível que esse assunto seja tão parcial e levianamente abordado pelos que viveram aqueles tempos e, o que é pior, pelos que não viveram. Nenhuma pessoa dotada de mediano senso crítico vai negar que houve excessos por parte do Governo Militar. Nesta seara, os fatos falam por si e por mais que se tente vislumbrar certos aspectos sob um prisma eufemístico, tortura e morte são realidades que emergem de maneira inegável. 

Ocorre que é preciso contextualizar as coisas. Porque analisar fatos extirpados do substrato histórico-cultural em meio ao qual eles foram forjados é um equívoco dialético (para os ignorantes) e uma desonestidade intelectual (para os que conhecem os ditames do raciocínio lógico). E o que se faz com relação aos Governos Militares do Brasil é justamente ignorar o contexto histórico e analisar seus atos conforme o contexto que melhor serve ao propósito de denegri-los.

Poucos lembram da Guerra Fria, por exemplo. De como o mundo era polarizado e de quão real era a possibilidade de uma investida comunista em território nacional. Basta lembrar de Jango e Jânio; da visita à China; da condecoração de Guevara, este, um assassino cuja empatia pessoal abafa sua natureza implacável diante dos inimigos.

Nada contra o Comunismo, diga-se de passagem, como filosofia. Mas creio que seja desnecessário tecer maiores comentários sobre o grau de autoritarismo e repressão vivido por aqueles que vivem sob este sistema. Porque algumas pessoas adoram Cuba, idolatram Guevara e celebram Chavez, até. Mas esquecem do rastro de sangue deixado por todos eles; esquecem as mazelas que afligem a todos os que ousam insurgir-se contra esse sistema tão “justo e igualitário”. Tão belo e perfeito que milhares de retirantes aventuram-se todos os anos em balsas em meio a tempestades e tubarões na tentativa de conseguirem uma vida melhor.

:: LEIA MAIS »

anuncie aqui

Carregando...

Tabela do Brasileirão

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
outubro 2014
D S T Q Q S S
« set   nov »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia