Há um mês, Curitiba esteve muito perto de ser excluída da Copa do Mundo, por causa de atrasos nas obras da Arena da Baixada. Após uma intervenção da Fifa e do governo federal, a capital paranaense permaneceu como sede do torneio.

Hoje, a menos de três meses do jogo de abertura, a maior dor de cabeça da Fifa está em São Paulo. A preocupação foi exposta por quem participou de reunião do Comitê Organizador da Copa na manhã desta terça-feira, em Zurique, e admitida pelo diretor-organizador do COL, Ricardo Trade.

Saiba mais: Fifa é avisada que Arena Corinthians será entregue inacabada  

Agora, a Fifa foi avisada de que no dia 15 de abril o Itaquerão será entregue com a cobertura incompleta, camarotes e áreas comerciais sem acabamento e telões ainda não instalados. A área VIP, onde circularão os chefes de Estado, estará sem luminárias e com piso apenas no cimento. O Corinthians, proprietário do estádio, admite que não conseguirá cumprir o prazo da Fifa, mas garante que os itens faltantes serão providenciados até dia 12 de junho, data do jogo de estreia.

Agora, a Fifa foi avisada de que no dia 15 de abril o Itaquerão será entregue com a cobertura incompleta, camarotes e áreas comerciais sem acabamento e telões ainda não instalados. A área VIP, onde circularão os chefes de Estado, estará sem luminárias e com piso apenas no cimento. O Corinthians, proprietário do estádio, admite que não conseguirá cumprir o prazo da Fifa, mas garante que os itens faltantes serão providenciados até dia 12 de junho, data do jogo de estreia.

Nesta terça-feira, a Folha de S.Paulo publicou reportagem segundo a qual o estádio não será entregue completo para a Fifa em 15 de abril.

A diferença em relação a Curitiba é que não há como riscar São Paulo do mapa. A cidade vai receber o jogo de abertura e outras cinco partidas, inclusive uma semifinal.

– Eu acho que é possível 15 de abril, é um sentimento. Somos bons em entregar em cima da hora. Estou falando nós, como país, não nós do COL, não estou falando que estamos acima da média, ou com o nariz para cima, nada disso. Nós, brasileiros, somos bons em fazer as coisas rapidamente. Eu acredito em 15 de abril. 

Outro problema são as estruturas provisórias. Como este blog mostrou na última sexta-feira, ninguém quer pagar essa conta, que pode chegar a R$ 60 milhões.

– É uma situação complicada. Mas no final, como sempre, tudo vai ficar pronto – afirmou Trade.

A Fifa afirmou que não comentaria o assunto antes da reunião do comitê executivo, a ser realizada na sexta-feira.