WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: mar/2014

Corpo de delito.

Corpo de delito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Corpo de delito é, para a Medicina legal e o Direito, o conjunto dos vestígios materiais resultantes da prática criminosa.

Índice

 

Conceituação[editar | editar código-fonte]

corpo de delito é, em essência, o próprio fato criminal, sobre cuja análise é realizada a perícia criminal a fim de determinar fatores como autoria, temporalidade, extensão de danos, etc., através do exame de corpo de delito. A realização de perícia nos fatos que deixam vestígios é legalmente obrigatória.

Tipos[editar | editar código-fonte]

corpo de delito pode ser compreendido em duas categorias, conforme sua durabilidade:

  • Permanente – quando os vestígios têm durabilidade extensa ou perene (p. ex.: perfuração a bala);
  • Transeunte – quando estes vestígios são efêmeros (p. ex.: equimose);

Quanto à forma de sua verificação, pode ser:

  • Direto: Quando é feito diretamente no vestígio.
  • Indireto: Quando é feito indiretamente (ex. por imagens, fotos etc).

Terminologia[editar | editar código-fonte]

Corpo de delito é expressão usada quase exclusivamente para os casos em que há no local da infração vestígios do delito, bem como em outros locais que deixam marcas do evento infracional, tais como o estuproaborto, etc. O corpo de delito, porém, pode ser o objeto num cadáver, mediante autópsia, quando trata-se de lesão corporal seguida de morte. Aplica-se a expressão, contudo, para os exames cadavéricos, e para outros como de constatação da materialidade e verificação da autoria de fatos delituosos.

Peritos[editar | editar código-fonte]

Para o exame do corpo de delito direto é mister a formação em nível superior pelo examinador e aprovação em concurso público para o cargo de perito criminal. Apenas excepcionalmente admite a legislação que a perícia seja procedida por profissional não-oficialmente constituído, em número de dois, podendo ser qualquer indivíduo que detenha conhecimentos específicos do exame a ser realizado e que seja da rede pública para o caso de exame indireto.

O COROLÁRIO DA CORRUPÇÃO NO BRASIL!

 

Infelizmente é verdade!!

Ele é barão, é o homem mais rico da Bélgica, dono destas empresas que financiaram as campanhas de Lula e Dilma, o filme “Lula, o Filho do Brasil” etc! Os valores é que parecem ser maiores do que o que diz no e-mail que repasso abaixo.

Não poderíamos esperar nada além disso deste governo.

Sabia! Só estava esperando emergir a nojeira da lama!

Que lástima!

Vejam mais em:

http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2014/03/25/interna_politica,511447/empresa-que-financiou-campanha-de-dilma-tem-relacao-com-empresario.shtml

“…GDF Suez, empresa líder do consórcio para construção da Usina Hidrelétrica de Jirau, em Rondônia, uma das maiores obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Frére aparece como membro do conselho e diretor independente. De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a Tractebel doou R$ 1 milhão, em duas parcelas de R$ 500 mil, diretamente ao comitê financeiro nacional da campanha de Dilma Rousseff. O restante, em três parcelas de R$ 250 mil, R$ 200 mil e R$ 100 mil, foi repassado ao comitê financeiro único do PT de Rondônia e de Santa Catarina e, ainda, à direção nacional do partido.”

    O DINHEIRO DA REFINARIA DE PASADENA NAS CAMPANHAS ELEITORAIS DE LULA E DILMA

http://1.bp.blogspot.com/-lLBjcBCT_YY/UyyKO2n8qmI/AAAAAAAANnI/-FKLB8Lh9g4/s1600/Albert_Fr%C3%A8re.jpg

    Este senhor aí da foto é Albert Frère, um megaempresário belga. O homem mais rico daquele país. Ele era o dono da refinaria Pasadena, por meio da Astra Transcor Energy, que foi comprada por U$ 42 milhões como sucata e vendida por U$ 1,12 bilhão para a Petrobras. Ele comprou esta refinaria em 2005 e vendeu 50% para a Petrobras em 2006, já por mais de U$ 300 milhões. Este senhor possui 8% das ações da GDF Suez Global LNG, ocupando a cadeira de vice-presidente mundial nesta mega organização, maior produtora privada de energia do planeta. A GDF Suez possui negócios com a Petrobras no Recôncavo Baiano, mas seu principal negócio no Brasil é a Tractebel Energia, dona de um faturamento de quase R$ 6 bilhões anuais. É dona de Estreito, Jirau, Machadinho, Itá e dezenas de hidrelétricas, termelétricas, eólicas. A Tractebel, que é da GDF Suez, que tem como um dos principais acionistas o senhor Albert Frère, que é um dos donos da Astra Transcor Energy, que passou a perna no Brasil em U$ 1,12 bilhão, foi uma grande doadora da campanha de reeleição de Lula, em 2006. A doação de R$ 300 mil chegou a ser contestada na sua legalidade. Também foi uma das patrocinadores do filme Lula, Filho do Brasil. Já em 2010, para a eleição de Dilma, a Tractebel doou quase R$ 900 mil. O dinheiro que ajudou a reeleger Lula e eleger Dilma veio, assim, mesmo que indiretamente, da Petrobras. Daquela bolada que ela pagou, inexplicavelmente, pela Refinaria Pasadena. Como é pequeno este mundo da corrupção. (CoroneLeaks)

PRÊMIO MÉRITO LOJISTA DA CDL DE ILHÉUS.

Ganhadores da Campanha de Natal

Ganhadores da Campanha de Natal


Público presente.

Público presente.

O VENENO DA NOITE !

Guy (2)

Armações infantis não se sustentam.

Viram pantomimas…

Servidores de Ilhéus participam de capacitação para Fiscais de Posturas, Obras e Meio Ambiente

MATÉRIA VILA JUERANA, SEM DOURAR A PÍLULA.

Aumentam as pressões sobre testemunhas e Judiciário para livrar o assessor pedófilo de Gleisi

eduardo_gaievski_20Contagem regressiva – Está chegando a hora da verdade para o pedófilo Eduardo Gaievski, o ex-prefeito de Realeza que a senadora Gleisi Hoffmann (PT), então ministra chefe da Casa Civil, levou para Brasília para assessorá-la e comandar as políticas do governo federal crianças e adolescentes.

Quando Gaievski foi levado à capital dos brasileiros na condição de assessor especial da Casa Civil, muitos já sabiam que o petista era um pedófilo perigosíssimo e estava sob investigação do Ministério Público do Paraná pela prática de 27 estupros de menores, 17 contra vulneráveis (menores de 14 anos). Gaievski está preso desde agosto de 2013 e a sentença pela primeira leva de crimes (durante sua prisão surgiram muitas outras meninas e testemunhas de seus crimes, gerando novos processos) está para sair.

Às vésperas da sentença, que deve ser proferida em abril, multiplicam-se as pressões do PT sobre as testemunhas e sobre o Judiciário paranaense. A máquina do PT vem agindo de forma pesado na tentativa de livrar o pedófilo, que por diversas vezes ameaçou contar o que sabe sobre o modus operandi do partido e os bastidores da Casa Civil.

O petista Gaievski foi prefeito de Realeza por dois mandatos consecutivos e sabe tudo sobre como é operado o caixa dois do Partido dos Trabalhadores. Gleisi Hoffmann, que levou o pedófilo para trabalhar ao lado da presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto, teme que o escândalo seja reativado com a sentença, o que prejudicaria sobremaneira o seu combalido projeto político de se instalar no Palácio Iguaçu a partir de janeiro de 2015.

O escândalo do pedófilo da Casa Civil foi agravado pelo fato de que seus crimes estavam sob investigação do Ministério Público há três anos quando Gleisi o levou a Brasília. Seu prontuário era acessível pela internet e, mesmo assim, passou pelos controles da ABIN (Agência Brasileira de Inteligência) e do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que investiga o currículo de todos os são indicados para trabalhar próximos à presidente da República. A suspeita é de que a ficha de Gaievski foi devidamente pesquisada e analisada, mas alguém acabou se responsabilizando pessoalmente pelo pedófilo.

OLHO VIVO E CALDO DE GALINHA.

 OLHOVIVO
O Cidadelle  imobiliário chegou à região se instalou  próximo ao atacadão, e já caminhamos para um ano e meio e não se ouve falar mais, exceto  pelos sinais de fumaça do ministério público que está atento ao cumprimento das promessas feitas aos consumidores!
Naquela época ouve um programa de marketing agressivo atingindo todas as camadas.
Hoje há uma intensa movimentação na Zona Sul de Ilhéus, onde a mesma  empresa, agora Cidade zona Sul pretende lançar um empreendimento habitacional e que tem como atrativo um clube de grande porte e a construção de um shopping !  Tudo isto fica a 5 Km do marco zero da rodovia Ilhéus-Olivença, entre a praia e o bairro Hernani Sá.  Seria cauteloso por parte dos adquirentes checarem como anda o primeiro projeto antes de investir no segundo!


Postado por Blogger no PHOTOSSINTESE.BLOG.BR em 3/31/2014 06:12:00 AM

UMA RELEITURA SEMPRE É SAUDÁVEL!

privataria tucana honoraveis bandidos

Estive relendo os dois Best-Sellers acima.

Confesso que privatizações houveram, algumas nebulosas outras necessárias.

Mas nada que se compare com o que vem acontecendo, com essa turma que se ACOITOU  nos poderes.

PROFESSORA CARMELITA NÃO DEVERÁ SER CANDIDATA.

Passando por sérios problema financeiros, o PT de Ilhéus está falido e passado o recibo.

Por conta disso, além dos problemas com a Justiça Eleitoral que a ex-candidata a Prefeita tem, decorrente do pleito passado, pesadas multas ainda não foram pagas, o que decerto impediriam o registro de sua candidatura.

PT-Ilhéus

 

Painel do clima prevê maior impacto, com mais incerteza.

Relatório aponta mais danos do aquecimento global, mas vê falta de dados

Após falha em texto de 2007, IPCC adota maior rigor para projetar risco da mudança climática e exclui textos de ONGs

RAFAEL GARCIA DE SÃO PAULO

O novo relatório do IPCC (painel do clima da ONU) sobre impactos do aquecimento global traz um mapa muito mais amplo das possíveis consequências do fenômeno, mas menos certezas sobre o que efetivamente ocorrerá.

O documento, divulgado ontem à noite após um encontro em Yokohama, no Japão, trata de muito mais assuntos do que seu predecessor, de 2007, e avalia melhor alguns temas, como o efeito do clima na saúde humana e em conflitos violentos.

Projeções que tinham recebido grande destaque antes, porém –como o risco de as secas afetarem 1 bilhão de pessoas na África e 250 milhões na Ásia–, saíram do sumário para formuladores de políticas. Esse resumo não técnico do relatório tem seu texto definido por um grupo de cientistas e representantes de governos, e é o que de fato se definiu no Japão. Expressões categóricas no documento deram lugar a uma descrição que inclui uma gama maior de probabilidades.

“No AR4 [o relatório de 2007] algumas das afirmações sobre impactos biológicos às quais se atribuía maior certeza foram baseadas em um único estudo”, disse à Folha, Chris Field, coordenador do sumário para formuladores de políticas, o resumo não técnico do relatório do grupo 2 do IPCC, que trata de impactos e de adaptações necessárias. “É claro que aquele era um bom estudo, mas no AR5 [o novo documento] nós tentamos não basear nenhuma conclusão muito importante em um único estudo.”

AMAZÔNIA

Uma das afirmações para as quais o IPCC baixou o tom é a do risco de a Amazônia tornar-se uma savana sob influência da mudança climática. Esse possível impacto é listado no novo documento, mas agora aparece com rubrica de “baixa confiabilidade”.

Isso não é necessariamente uma boa notícia para a floresta, diz José Marengo, climatologista do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Ele é o único autor representando o Brasil no sumário não técnico do IPCC no grupo de trabalho 2, que trata de impactos da mudança climática e adaptações.

“Isso quer dizer apenas que existe um número menor de artigos científicos indicando esse fenômeno”, diz o cientista. “São bons artigos, de pesquisadores brasileiros e britânicos, mas o nível de confiança acabou sendo descrito como um pouco menor.”

Segundo Chris Field, o sumário não sofreu grandes alterações a pedido de governos, pois tem de ser consistente com o relatório geral, na qual só os cientistas do IPCC podem opinar.

Uma das alterações no texto, porém, foi justamente uma demanda do governo brasileiro. O país reclamou de uma crítica que o relatório fazia sobre o risco de plantações para biocombustíveis afetarem a ecossistemas por meio do desmatamento. A frase sumiu do sumário.

ONGS ISOLADAS

Outra mudança no relatório foi o uso mais restrito de dados sem revisão científica formal. Em 2007, o IPCC usou uma previsão errada para o derretimento de geleiras do Himalaia, citada de uma publicação da ONG ambientalista WWF. Desta vez, textos de ONGs foram barrados.

“É uma coisa boa que tudo o que eles citem seja tão robusto quanto possível”, diz Kaisa Kosonen, observadora do Greenpeace na reunião IPCC. “O que pode ser perdido, porém, são informação de comunidades locais, populações indígenas e outros grupos que não contam com artigos científicos revisados para relatar seus problemas.”

Field reconhece que há escassez de dados sobre regiões pobres do planeta, mas diz que o IPCC não usará mais “ciência de baixo padrão”.

PREVISÃO DO TEMPO – SEMANAL.

previsãosemanal

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
março 2014
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia