Aos nossos correligionários, amigos e colaboradores, que tanto dividiram conosco os bons e maus momentos, em nossa luta contra um processo de demarcação promovido pela FUNAI. Autoritário e separatista, ele promove o desequilíbrio sócio-econômico de uma região com mais de 400.000 habitantes; queremos, na oportunidade, expressar os mais sinceros agradecimentos pela confiança em nós depositada, e, na condução dos trabalhos a frente da Associação de Pequenos Agricultores de Ilhéus, Una e Buerarema, assim, aqui registramos, o encerramento da nossa gestão , esperando o mesmo apoio a próxima Diretoria, objetivando a busca de solução pacífica para todos.

A toda imprensa, que tanto acolheu os nossos reclames, o nosso reconhecimento do seu imprescindível papel nos esclarecimentos dos fatos incorridos.

A classe política, que representa a sociedade e toda população, o nosso apelo   em nome de todos, que não permita o retrocesso e nem a descolonização de nossa região, procurando acomodar a todos sem ferir os direitos de tantos, há muito adquiridos.

A Sociedade Civil Organizada, que sempre manifestou a sua indignação com os fatos, mantemos o convite a permanecer em nossa luta, defendendo a recuperação de nossa região cacaueira, que encontrou na área encravada na demarcação, a diversificação de culturas, e proporcionou a valorização da mão de obra local, fixando o homem no campo, e, assim, impedindo o crescimento do êxodo rural, consequentemente, gerando a receita necessária ao equilíbrio da nossa balança comercial.

Aos Pequenos Agricultores, o nosso reconhecimento de gratidão eterna pela confiança, pelo convívio fraterno e profissional, em busca do bom desempenho e da honra dos compromissos firmados.

A nova Diretoria, o nosso apoio e desejo de uma melhor gestão dos problemas que ora enfrentamos.

     A DEUS, que sabe o que faz, a nossa rendição, pois, pelas águas que têm rolado, cremoa que só a Ele caberá a solução definitiva para um problema dessa complexidade. O problema é eminentemente político e, acima dessa política, só mesmo a mão de Deus.

Obrigado (a),

Luiz Henrique Uaquim da Silva

Presidente da Associação de Pequenos Agricultores