WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 5/nov/2012 . 21:15

CONSTITUÍDA OFICIALMENTE A COMISSÃO DE TRANSIÇÃO EM ILHÉUS.

MARTONE MACIEL AVANÇA NA SUA CAMPANHA E APRESENTA PROPOSTAS AOS SERVIDORES DO JUDICIÁRIO

 19:50  hitoriaeletrônica

Depois de apresentar as propostas no Coquetel de lançamento da “Chapa 1 – Determinação e Independência” para os advogados e para a sociedade, Martone Maciel, candidato a Presidente da OAB de Ilhéus, ressalta a importância do trabalho de parceria entre a OAB e os servidores do Poder Judiciário, e inicia diálogo com os serventuários.
Na semana passada, Martone e integrantes da Chapa visitaram as Varas das Justiças Estadual e do Trabalho de Ilhéus, e em conversa com os servidores destacaram a importância destes para a realização da Justiça, bem como a necessidade do trabalho conjunto dos advogados e serventuários na busca de uma prestação jurisdicional mais rápida e efetiva.
Segundo Martone: “Os advogados e os servidores fazem parte do mesmo time! São peças fundamentais da engrenagem que move o Judiciário e devem atuar de mãos dadas. O que propomos aos servidores é integrar para realizar. Isso é o que chamamos de gestão participativa!”.
A visão de integração promovida por Martone tem sido muito bem recebida pelos servidore que elogiaram a iniciativa da campanha, por demonstrar uma preocupação para além da defesa dos interesses dos advogados e o compromisso com os demais operadores do Direito.

A IDOLATRIA AO BEZERRO DE OURO.

O bezerro já quebrou duas patas.

Agora vão ter que desmamar….

 

AQUAPESCABRASIL TERÁ TAMBÉM COZINHA-SHOW.

 Maior evento do setor realizado no País, a Aquapescabrasil 2012 – Feira Internacional de Pesca e Aquicultura, que será aberta nesta quarta-feira (dia 7), às 14hs no Centro de Convenções, acontece pela primeira vez na Bahia e reunirá 75 estandes, de empresas e instituições com novidades tecnológicas e equipamentos. Uma das principais atrações será a cozinha-show, que terá chefes preparando pratos especiais à base de pescado, especialmente de tilápias, durante todo o evento, contribuindo para divulgar as opções gastronômicas envolvendo peixes e seus derivados.

Para a Bahia, a realização da Aquapescabrasil , que vai de quarta-feira (7) a sexta-feira (9), é uma grande oportunidade para alavancar negócios na área de pescado, segmento que tem grande potencial ainda inexplorado no Estado, que possui a maior extensão do litoral Brasil, com cerca de 1.200 quilômetros (dos 7.408 quilômetros de todo o País). Mesmo com esta generosa faixa  litorânea, a Bahia produz apenas 115 mil toneladas de pescado por ano, ficando em terceiro lugar no Brasil.

Além das novidades culinárias, :: LEIA MAIS »

IFBA REABRE PROCESSO SELETIVO 2013.

ILHÉUS – CIDADE DE TODAS AS POLUIÇÕES.

Da poluição ambiental não falo, pois temos ‘eméritos’ ambientalistas cuidando do assunto na cidade.

A poluição sonora é uma total esculhambação, qualquer um para o

Poluição sonora

carro aonde quer, abre a tampa traseira e lasca o som na maior altura, quem quiser que se dane.

Agora temos a poluição visual, além das faixas cafonas e jeca, coisa de cidadezinha do interior, vemos proliferar os cartazes (lambão), que são colados em qualquer lugar, sem autorização dos órgão públicos, que não estão nem aí para os problemas.

Cidade sem comando, é assim !!

OS INIMIGOS DO DESENVOLVIMENTO DE ILHÉUS, JÁ COMEÇAM A SER CONHECIDOS NACIONALMENTE.

Necessárias, mas lentas

O Estado de S. Paulo – 05/11/2012

De 83 obras de infraestrutura que eliminariam os gargalos de transporte no Nordeste nos próximos cinco anos e reduziriam os custos das empresas, aumentando a competitividade da região e do País, apenas um quarto está contratado. Pior ainda, algumas das que são classificadas como “em andamento” nos relatórios oficiais (o setor público é responsável por 85% das obras contratadas) estão atrasadas ou paradas por problemas diversos.

O problema já é grave e, se investimentos não forem feitos com urgência e eficácia, pode gerar gargalos e elevar ainda mais os custos de transporte e logística. “A baixa eficiência de transporte de cargas compromete o esforço de adequação do setor produtivo aos padrões de competição e qualidade internacionais”, observou o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, no lançamento do Projeto Nordeste Competitivo, trabalho que resultou de uma parceria da CNI com as Federações das Indústrias da região.

Trata-se de um estudo sobre as necessidades atuais e futuras da região na área de infraestrutura de transportes, baseado na movimentação de cargas para a região e dela para outras partes do País e para o exterior, levando-se em conta a produção atual e a projetada.

Parte da infraestrutura atual já está sendo utilizada no limite de sua capacidade ou acima dela. É o que ocorre com dois trechos da Estrada de Ferro Carajás, entre São Luís e Açailândia, no Maranhão, e entre Açailândia e Marabá (PA). Este último tem capacidade para o transporte de 311 mil toneladas por dia, e já opera normalmente com 279 mil toneladas diárias. As projeções para a produção das cargas transportadas pela ferrovia indicam que, em 2020, o total chegará a 877 mil toneladas diárias.

Dois portos da região, o de São Luís e o do Recife, já operam além de sua capacidade. Nos próximos anos, outros seis portos do Nordeste chegarão a essa situação e mais dois estarão no limite de sua capacidade.

Quanto a rodovias, três já apresentam gargalos. A utilização ultrapassa em até 65% sua capacidade de suportar peso por determinado período, o que resulta em redução de velocidade, congestionamentos e desgate excessivo. Se nada for investido na expansão da malha, outras nove estradas serão utilizadas além do limite em 2020.

Foi com base em conclusões como essas, combinadas com o estudo da evolução da produção, do consumo e da movimentação de cargas pela região, que o trabalho da CNI identificou 196 projetos que reduziriam os custos logísticos, melhorariam o fluxo de mercadorias e contribuiriam para aumentar a competitividade do Nordeste. Esses projetos necessitariam, no entanto, de investimentos de R$ 71 bilhões em nove anos, valor excessivo para os cofres públicos e para o setor privado.

Por isso, o estudo selecionou 83 obras prioritárias, que custariam R$ 25,8 bilhões. Considerando-se que essas obras permitiriam a redução dos custos logísticos em R$ 5,9 bilhões por ano, teoricamente se poderia dizer que elas seriam “pagas” em menos de cinco anos.

Na proposta da CNI, ferrovias e portos absorveriam 90% dos recursos; 9% seriam aplicados em rodovias e 1% em hidrovias. É pequena a parte dos projetos selecionados no estudo que já está contratada, sobretudo pelo governo federal, e algumas obras andam muito lentamente ou estão paradas.

A construção da Ferrovia Transnordestina tem problemas no trecho cearense, por causa da negociação de preços entre o governo e a concessionária. A Ferrovia de Integração Oeste-Leste, entre Ilhéus (BA) e Figueirópolis (TO), que faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento, tem sua execução considerada “preocupante” pelo governo, pois vários trechos estão paralisados. Obras do Porto de Ilhéus, por sua vez, enfrentam a resistência de entidades ambientalistas.

“A infraestrutura não está colaborando como poderia, e deveria, para aumentar a competitividade do País”, queixou-se o presidente da Federação das Indústrias da Bahia, José de Freitas Mascarenhas. Pelo andar das obras públicas, a colaboração ainda demora.

CIDADES SUSTENTÁVEIS, SEI – BOLETIM CONTROVÉRSIAS.

Planejamento urbano é fetiche que encobre um grande negócio.

Enchentes, desmoronamentos com mortes, congestionamentos, crescimento exponencial da população moradora de favelas (ininterruptamente nos últimos 30 anos), aumento da segregação e da dispersão urbana, desmatamentos, ocupação de dunas, mangues, APPs (Áreas de Proteção Permanente) APMs (Áreas de Proteção dos Mananciais), poluição do ar, das praias, córregos, rios, lagos e mananciais de água, impermeabilização do solo (tamponamento de córregos e abertura de avenidas em fundo de vales), ilhas de calor… e mais ainda: aumento da violência, do crime organizado em torno do consumo de drogas, do stress, da depressão, do individualismo, da competição.

Ermínia Maricato

As cidades fornecem destaques diários para a mídia escrita, falada e televisionada. A questão urbana ocupa espaço prioritário na agenda política nacional. Certo?

Muito longe disso, a questão urbana está fora da agenda política nacional.

As conquistas institucionais nos anos recentes não foram poucas: promulgação do Estatuto das Cidades, aprovação dos marcos regulatórios do saneamento, dos resíduos sólidos, da mobilidade urbana, aprovação de uma enxurrada de Planos Diretores, criação do Ministério das Cidades, retomada das políticas de habitação e saneamento após décadas de ausência do Estado. No entanto, a crise urbana está mais aguda do nunca. Por quê?

Numa sociedade persistentemente desigual as cidades não poderiam expressar o contrário. Mas há algo nas cidades que é central e ignorado. Trata-se do poder sobre o “chão”, ou seja, o poder sobre como se dá a produção e a apropriação do espaço físico. De todas as mazelas relacionadas acima, a primeira parte tem a ver com o “espaço urbano” ou com as formas de uso e ocupação do solo, essa evidência que nos cerca no cotidiano das cidades, mas que está oculta para Estado e sociedade.

Assim como no campo, a terra urbana (pedaço de cidade) é o nó na sociedade patrimonialista.

A importância do espaço urbano :: LEIA MAIS »

RESCALDO DA SEMANA PASSADA E A EXPECTATIVA DA SEMANA QUE SE INICIA.

A semana passada foi fraca, xoxa, incipiente, talvez pela proximidade do feriadão, ficaram mais preguiçosos do que são.

Esta que se inicia promete:

Em Ilhéus, espera-se a famosa lista de demissões e exonerações da Prefeitura de Ilhéus, e o Decreto de Constituição da Comissão de Transição, é Lei.

Vamos ter os preparativos, nem sempre amistosos, para eleições em alguns sindicatos.

Aqui faço um adendo para citar a República Sindicalista e Onguista, criada por LULA, que sempre critiquei.

– Sindicalista, para privilegiar a classe da qual ele é oriundo.

– Onguista, para saciar a gula da elite preguiçosa e improdutiva, a maioria dela.

No plano nacional teremos a continuação do Mensalão que nunca existiu, nisso concordo com Lula. Foi formação de quadrilha para se locupletarem com dinheiro público.

Aguardemos!

 

ELEIÇÕES NO SINDROD – TERMO DE COMPROMISSOS.

TERMO DE COMPROMISSOS.

 

Termo de compromissos que entre si celebram, os membros da chapa 2, Renovação Já!,representados pelo seu candidato a presidente, Bruno Santos e seus membros e a categoria de Rodoviários de Ilhéus, estado da Bahia, que para ter os efeitos legais é registrado e depositado no cartório de títulos e documentos da cidade de Ilhéus, estado da Bahia.

Bruno Santos de Araújo, brasileiro, solteiro, cobrador de ônibus, funcionário da empresa ViaMetroTransportes Urbanos Ltda. , portador doRG: 08.489.026-61 e Carteira de Trabalho número: 68944 Série 00077, residente na Av. Governador Paulo Souto nº 390  Bairro Teotônio Vilela, Ilhéus-BA. E os demais signatários deste Termo de Compromissos, em nome da Chapa 2, renovação Já! Se COMPROMETE, neste documento em:

  1. Defender incansavelmente a categoria rodoviária da cidade de Ilhéus em quaisquer instâncias e nas formas da lei, respeitando os estatutos do Sindicato dos Rodoviários de Ilhéus, as decisões das assembleias dos sócios e as deliberações das instâncias deliberativas dos trabalhadores;
  2. Realizar assembleias periódicas para a tomada de decisões sobre os problemas e soluções da categoria rodoviária de Ilhéus;
  3. Defender o fim do moto cobra ou o pagamento de adicional aos motoristas que fizerem dupla função, inclusive no ticket alimentação;
  4. Defender a categoria rodoviária no Conselho Municipal de Transportes – COMUTRANS, e outras instâncias onde tiver assento e ou espaço;
  5. Discutir com as empresas de transportes rodoviários de Ilhéus, melhorias das condições de trabalho dos rodoviários de Ilhéus;
  6. Discutir com as empresas, uma escala de trabalho de 12 horas trabalhadas por 36 de descanso;
  7. Negociar com as empresas o fim das extensas e cansativas jornadas de trabalho, que nos fazem ficar até nove (9) horas trabalhando, com intervalo apenas de almoço e nos obrigam a ficar longe da família durante todo o dia;
  8. Aplicar o dinheiro do sindicato dos rodoviários de Ilhéus, prioritariamente, na construção de uma sede própria;
  9. Discutir com as empresas a instituição da Participação nos Lucros e Resultados – PLR; :: LEIA MAIS »

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

novembro 2012
D S T Q Q S S
« out   dez »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia