Militante partidário, o chamado ‘oreia seca’, pode namorar com as quengas, cheirar o cangote, dançar agarradinho batendo coxa, e essas saliências no tempo de eleição.

Mas na hora do rala e rola, do bem bom, quem sobe para o quarto com ela, é o Coronel.