Terminadas as eleições, começam as especulações.

Os ganhadores comemorando, o que é natural, os perdedores se lastimando, e já cobrando ações e lançando dúvidas sobre um Governo que ainda nem começou a transição.

Faz parte da folclórica política ilheense.

Um amigo diz que tudo na política é obvio, concordo e acrescento que, também é preciso observar os fatos, os atos e as falas.

O Prefeito eleito, se disse estimulado e com vontade de trabalhar, por isso aceitou o desafio de voltar.

Diz também a vários interlocutores, que vai se cercar de técnicos e pessoas de comprovada competência nas suas áreas.

Daí começo a concluir que aqueles que gostam de comer caruru,  mas não gostam de cortar o quiabo, não vão sentar-se à mesa.

Que a Prefeitura Municipal de Ilhéus, vai retomar o protagonismo das ações e atitudes que a cidade precisa, e não ficar a mercê de marolinhas de inercia e omissão, ou tsunamis de imoralidades.